Saúde mental e jornalismo, parte 5: Uma conversa com Hannah Storm

porTaylor Mulcahey
Oct 6, 2020 em Segurança do jornalista
Logo do IJNotes

Este é o quinto episódio da nossa série sobre jornalismo e saúde mental no IJNotes. Para ouvir o primeiro episódio, clique aqui, para o segundo episódio, clique aqui. Para o terceiro, aqui. Para o quarto, aqui.

Nos últimos meses, a talentosa jornalista e consultora de mídia Hannah Storm publicou um artigo pessoal sobre seu diagnóstico de transtorno de estresse pós-traumático (TEPT).

O TEPT foi o resultado de muitos traumas ao longo dos anos, escreveu Storm: surgiu de experiências que ela teve ao fazer reportagens internacionais sobre crises e desastres, e agressões sexuais que ela sofreu quando era uma jovem repórter. Todos estavam de alguma forma relacionados com seu trabalho.

Embora hoje cada vez mais jornalistas, organizações de notícias e organizações de mídia sem fins lucrativos lancem luz sobre a escala da violência contra mulheres jornalistas, ainda há pouca discussão sobre como isso afeta sua saúde mental.

Em nossa conversa, Storm nos ajuda a preencher esse vazio. Ela conta sua experiência pessoal em lidar com questões de saúde mental e o que aprendeu como diretora do International News Safety Institute e diretora e CEO da Ethical Journalism Network, o cargo que ocupa hoje.

Nossa conversa é franca, pessoal e repleta de ótimos conselhos para repórteres, editores e gerentes de redação.

Sintonize no quinto episódio da nossa série de podcasts de jornalismo e saúde mental:

 

 

Avisamos nas nossas páginas no TwitterInstagram e Facebook quando lançarmos o nosso próximo episódio, então siga a IJNet lá. 

Todos os episódios estão disponíveis no Apple, PodcastsSpotifyStitcherBuzzsproutTuneIn e SoundCloud.

Recursos mencionados nesse episódio:


Imagem sob licença CC no Unsplash via Jr Korpa