Saúde mental e jornalismo, parte 3: Uma conversa com Jesús Mesa

porDavid Maas
Sep 1, 2020 em Temas especializados
Logo do IJNotes

Este é o terceiro episódio do IJNotes na nossa série sobre jornalismo e saúde mental. Para ouvir o primeiro episódio, uma entrevista com Anna Mortimer, clique aqui, para o segundo episódio, com Dean Yates, clique aqui

Mais de 5 milhões de venezuelanos deixaram seu país nos últimos anos. Eles fizeram isso para escapar da violência, turbulência econômica, agitação política e mais. A crise é a pior do tipo que a América Latina já sofreu, escreveu o ex-ministro das Relações Exteriores do México, Jorge Castañeda, no início deste ano.

Quase 2 milhões de migrantes venezuelanos cruzaram a fronteira com a vizinha Colômbia — mais do que qualquer outro país.

Neste episódio do IJNotes, falamos com Jesús Mesa, atual bolsista do ICFJ e repórter internacional de um dos principais jornais da Colômbia, El Espectador. Em 2018, Mesa e sua colega, Angelica Lagos, receberam uma bolsa do Centro Carter para cobrir os desafios de saúde mental enfrentados hoje por migrantes venezuelanos na Colômbia.

Ouça abaixo como Mesa compartilha abertamente sobre sua experiência relatando este lado menos visível da crise migratória venezuelana:

 

Avisaremos nas nossas páginas no TwitterInstagram e Facebook quando lançarmos o nosso próximo episódio, então siga a IJNet lá. 

Todos os episódios estão disponíveis no Apple, Podcasts, SpotifyStitcherBuzzsproutTuneIn e SoundCloud.


David Maas é gerente da IJNet.

Imagem principal sob licença CC no Unsplash via Jr Korpa