Passos para aproveitar ao máximo entrevistas informacionais

porElizabeth Groening
Jan 13, 2021 em Jornalismo básico
Duas mulheres sentadas conversando em uma pequena mesa

Quer conversar com alguém que tem o emprego dos seus sonhos? Boa ideia. Aqui está o que você precisa saber sobre como entrar em contato, além de dicas para aproveitar ao máximo a entrevista.

O que é uma entrevista informacional ou informativa?

Simplificando, é uma forma básica de descobrir como é trabalhar em algum lugar.

Por que fazer uma entrevista?

Entrevistas informacionais são uma excelente oportunidade de networking porque conectam você com pessoas que estão fazendo o que você deseja fazer. Além disso, ajudam a descobrir mais sobre a carreira desejada e a obter conselhos sobre como iniciar seu próprio caminho. Essencialmente, seu objetivo ao conduzir essas entrevistas é ser uma esponja, absorvendo o máximo de conhecimento possível.

As entrevistas informacionais têm muitas vantagens. Me deram sugestões úteis para conseguir estágios e mais confiança no tipo de jornalista que pretendo ser.

Quando comecei meu programa de mestrado este ano, eu era completamente nova no campo do jornalismo. Com base em minha experiência em escrita criativa, eu sabia que adorava escrever histórias animadas e divertidas. No entanto, tinha medo de admitir que queria buscar um emprego no jornalismo com foco em estilo de vida.

Graças ao incentivo do meu professor de reportagem em fazer entrevistas informativas, comecei a conversar com mulheres que escrevem os tipos de histórias que quero contar, o que me mostrou que uma carreira no jornalismo de estilo de vida pode ser significativa e gratificante.

Por meio de minhas entrevistas com Hannah Steinkopf-Frank, uma freelancer que recentemente publicou um artigo de estilo de vida no New York Times, bem como Jessie Rae Price do E! News, eu vi que o que eu quero fazer é uma carreira legítima. Depois de receber conselhos de mulheres de sucesso e ouvir sobre suas jornadas, agora entendo que não tenho que cobrir notícias tradicionais notícias que não me interessam. Mais importante, posso avançar no jornalismo com uma confiança em mim mesma que eu não tinha antes de conduzir essas entrevistas informativas.

[Leia mais: Uma rede de apoio para jornalistas jovens]

Como planejar uma entrevista informativa:

  1. Seja confiante e positivo. Sou muito introvertida, então entendo por que pode ser assustador entrar em contato com pessoas que você não conhece. Pedir uma entrevista pode ser ainda mais intimidante. Com o tempo, descobri que a maioria das pessoas fica feliz em ajudar. Muitas vezes, se sentem lisonjeadas por alguém as estar procurando para obter conselhos. Lembre-se de que a pior coisa que alguém pode dizer é “não”. No final das contas, quanto mais você clica em "enviar", mais fácil esse processo se torna.

  2. Mire alto. Se há alguém cujo trabalho você admira, mas você acha que ele é uma pessoa importante demais para retornar sua mensagem, ESCREVA. Por exemplo, por capricho, enviei uma mensagem para minha YouTuber favorita (muito artística), Haley Raines, via Instagram para uma entrevista e fiquei chocada quando ela respondeu no mesmo dia e disse que sim. Você ficará surpreso com o fato de que mesmo um grande nome na indústria poderá estar disposto a reservar um tempo do dia para conversar com você.

  3. Crie a mensagem com cuidado. Depois de pesquisar e encontrar uma pessoa fazendo o tipo de trabalho que você deseja (o LinkedIn é uma ótima fonte para isso), é hora de enviar o e-mail inicial. A chave é ser claro e conciso. Descreva resumidamente quem você é, explique por que está pedindo seu tempo e diga que será uma conversa de apenas 15 minutos. Normalmente, elas duram mais do que isso, mas as pessoas são mais propensas a dizer sim quando sabem que a conversa será curta. Outras opções de contato: ligações, mensagens diretas do Instagram/Facebook/Twitter. Não importa como você faça isso, sempre seja educado, mas profissional.

Um exemplo de e-mail sincero e direto:

Bom dia, Kate,

Meu nome é Elizabeth. Sou jornalista freelance e estudante de graduação na Universidade de Oregon. Meu objetivo é ser uma jornalista de estilo de vida e o trabalho que você produz para The Ringer me inspira.

Eu gostaria de marcar um horário na próxima semana para ter uma conversa de 15 minutos com você. Gostaria de ouvir sobre sua carreira e qualquer conselho que você possa dar a novos jornalistas amantes da cultura pop, como eu.

Por favor, me avise quando você estiver livre. Estou ansiosa por sua resposta.

Obrigada,
Elizabeth Groening

Parabéns, você conseguiu uma entrevista informativa!

[Leia mais: Dicas para focas no jornalismo durante a pandemia]

Aqui estão 5 dicas para ajudar a obter o máximo da entrevista:

  1. Faça sua lição de casa com antecedência. Será fácil para o entrevistado saber se você fez sua pesquisa ou não. Mostre que você se importa com o que eles têm a dizer, reservando um tempo para se preparar para a entrevista. Leia o trabalho mais recente, interaja com o LinkedIn ou portfólio online e leia suas redes sociais.

  2. Prepare perguntas. Ao ter conhecimento de quem é essa pessoa e o que ela faz, você será capaz de fazer uma lista de perguntas perspicazes e, por sua vez, receber respostas produtivas. Ao fazer perguntas, pense: O que eu mais quero tirar dessa conversa? O que quer que surja em sua mente, pergunte primeiro. Seu tempo é limitado com essa pessoa, então organize suas perguntas colocando as mais importantes no topo.

    Exemplos de perguntas:
    - Que caminho você percorreu para conseguir esse emprego?
    - Como é um dia típico para você?
    - Quais são suas principais responsabilidades neste cargo?
    - O que te surpreendeu nesse trabalho?
    - Que conselho você daria a si mesmo quando era mais jovem antes de entrar nesta carreira?

  3. Seja formal no Zoom. Muitas entrevistas informativas estão acontecendo no Zoom em vez de em restaurantes atualmente por causa da COVID-19. Embora provavelmente você esteja conduzindo a sua entrevista no conforto da sua própria casa, ainda é importante ser profissional. Seja pontual. Sente-se em sua cadeira. Vista-se adequadamente: cores sólidas e escuras funcionam melhor para manter a outra pessoa focada em seu rosto. Olhe-os nos olhos, ou seja no pontinho na parte superior da tela. Ao fazer todas essas pequenas coisas, o entrevistado saberá que você aprecia seu tempo e o que eles têm a dizer.

  4. Ouça. Seu trabalho nesta entrevista é aprender. Depois de fazer uma pergunta, fique quieto e ouça verdadeiramente o que eles estão dizendo. Se você prestar atenção, provavelmente ouvirá algo que não está em sua lista de perguntas, mas sobre o qual gostaria de saber mais. Tudo bem se não responderem a todas as perguntas que preparou. Ao ouvir atentamente o que eles dizem, portas para informações valiosas se abrirão, as quais você não teria pensado em perguntar de outra forma. Não sinta a necessidade de preencher todos os silêncios, pois esses espaços permitirão que a pessoa tenha tempo para pensar e fornecer respostas completas.

  5. Diga "obrigado". No final, certifique-se de agradecê-los por seu tempo. Eles estão fazendo esta entrevista informativa por gentileza, por isso é vital que você retribua o favor expressando seu agradecimento. Além disso, certifique-se de perguntar se há mais alguém com quem você deve entrar em contato. Fazer essa pergunta possivelmente conectará você a outras pessoas da área. Logo após a entrevista, envie um e-mail de seguimento para agradecê-los novamente e fazer referência a coisas que eles disseram que se destacaram para você. Sua gratidão e atenção aos detalhes mostrarão a essa pessoa que ajudá-lo foi um uso valioso de seu tempo.

Seguir essas dicas resultará em uma entrevista informativa eficaz que fornecerá mais conhecimento sobre sua futura carreira. Essas conversas são uma excelente oportunidade para você aprender tudo o que puder, portanto, alcance o maior número de pessoas possível. Não se sinta desanimado se alguém disser não.


Este artigo foi publicado originalmente na página de Elizabeth Groening no Medium e foi republicada com permissão.

Imagem sob licença CC Unsplash via Christina @ wocintechchat.com