Discover Snapchat ajuda redação a dar prioridade a tecnologia móvel

porNatasha Tynes
Feb 6, 2015 em Jornalismo digital

O lançamendo do recurso Discover do Snapchat mais uma vez brilhou uma luz sobre aplicativos de bate-papo móveis como ferramentas para a divulgação de notícias e engajamento com o público.

A CNN, National Geographic, ESPN e Daily Mail estão entre as principais organizações que participam da plataforma de notícias Discover, que permite preparar notícias multimídia para usuários do Snapchat.

"A coisa mais importante sobre o lançamento do Discover é que ele muda o foco de praticamente todas as organizações de notícias para pensar profundamente sobre que conteúdo funciona em [dispositivo] móvel", disse Trushar Barot, editor do Serviço Mundial da BBC e da Global News.

"Muitas marcas parecem pensar muito em como tornar o seu conteúdo único em particular para a experiência móvel, e especialmente para o público mais jovem, também", disse Barot. "Eu acho que isso é uma coisa boa em termos de nos tornar conscientes da crença tradicional sobre o que funciona e o que não funciona no celular."

Além de Snapchat, uma variedade de organizações de mídia experimentou recentemente com aplicativos de bate-papo móveis como WhatsApp WeChat, tentando encontrar maneiras de compartilhar informações por meio desses aplicativos e interagir com o público.

A BBC usa aplicativo de chat Line para enviar conteúdo para os assinantes. Jornalistas da BBC também experimentaram o popular app de chat WhatsApp durante sua cobertura das eleições na Índia, enviando atualizações para seus assinantes e engajando o público.

Outras organizações que estão experimentando aplicativos de bate-papo móveis incluem a ProPublica, que usou WhatsApp para engajar com os cidadãos da Libéria, e o BuzzFeed, que recentemente acrescentou uma opção de compartilhar seus artigos via WhatsApp. O BuzzFeed também é a primeira marca de mídia que Barot conhece a experimentar Viber Chat, que permite que as pessoas sigam conversas entre marcas e celebridades.

Outro exemplo é o Washington Post, onde os jornalistas estão tentando adaptar suas matérias políticas para atrair o público mais jovem no Snapchat.

O campo de analytics ainda permanece um grande obstáculo quando se trata de obter dados de aplicativos de bate-papo móvel, pois não há nenhuma maneira sólida para medir o sucesso da marca através destas plataformas.

"Aplicativos de bate-papo móveis ainda são empresas muito novas. Não foram projetados para considerar formas de análise", disse Barot, acrescentando que, eventualmente, analytics irá evoluir nessas plataformas.

"Eu acho que, em muitos aspectos, vamos esperar que a tecnologia recupere o atraso", disse ele. Para Barot, atualmente, a melhor maneira de obter análises de aplicativos como WhatsApp é através do botão Share-to-WhatsApp. Adicionar um link de referência para o botão de compartilhamento WhatsApp a artigos permitirá a redações controlar o tráfego vindo do aplicativo. Além do BuzzFeed, exemplos de outras organizações que estão adicionando o link de referência são a BBC e o site de notícias Valencia Sports Club da Espanha.

Segundo Barot, o lançamento da nova atualização do Snapchat que introduziu o recurso Discover pode prenunciar uma era de melhores analytics para parceiros de mídia.

"Com o lançamento do Discover, espero que o Snapchat seja capaz de fornecer aos seus parceiros um nível profundo de análise, para que eles possam avaliar qualquer que seja o conteúdo que estes jovens usuários estão achando interessante", disse ele.

Imagem principal da IJNet