3 maneiras de recuperar a confiança de seus leitores

por Sam Berkhead
Feb 28, 2017 em Diversos

Na era da desinformação de hoje, a confiança na mídia continua sendo um dos maiores problemas enfrentados pelas organizações jornalísticas. Nos Estados Unidos, apenas um terço da população confia na mídia para relatar os fatos.

O que pode ser feito para mudar essa tendência? Como os meios de notícias de todos os tamanhos e audiências podem chegar aos leitores, estabelecendo-se como fontes confiáveis ​​de informação?

Um estudo recente do Reynolds Journalism Institute, chamado Trusting News, buscou a resposta, e seus resultados podem servir como um plano para as redações no mundo todo.

"Como jornalistas, queremos que o trabalho que fazemos seja notado", disse Joy Mayer, líder do projeto. "Acreditamos no que fazemos; só precisamos saber como explicar aos nossos leitores."

O estudo, conduzido por uma equipe de estudantes pesquisadores da Escola de Jornalismo do Missouri, em parceria com 14 redações em todo o país, teve como objetivo encontrar técnicas bem-sucedidas de construção de confiança no Facebook. O estudo se concentrou em três estratégias, cada uma com métricas específicas destinadas a medir seu sucesso. A primeira estratégia, "contar sua história", está mais preocupada com o rastreamento das métricas da taxa de engajamento. A taxa de sucesso da segunda estratégia, "engajar-se autenticamente", é acompanhada pelo número de comentários; enquanto a terceira, "utilizar seus fãs", foca no número de compartilhamentos e tags.

Aqui está um panorama de algumas lições importantes do relatório:

Conte sua história

Mayer explicou que uma das maiores surpresas que teve durante o estudo foi como era difícil para o jornalista contar sua história ou falar sobre si mesmo. No entanto, o estudo descobriu que contar sua história -- comunicar que os valores seus e de sua redação se alinham com os valores de seus leitores -- é essencial.

Depois de ser treinado para ficar fora da história, pode ser um desafio fazer o oposto. O estudo descobriu que os jornalistas podem fazer isso com êxito ao compartilhar os bastidores das decisões ou projetos de redação de alto interesse, bem como ao destacar o que torna sua equipe credível ou qualificada. Posts de sucesso não parecem forçados ou inventados; eles são capazes de combinar naturalmente informações de bastidores com temas de grande interesse para os leitores.

Engaje-se autenticamente

Talvez o mais importante na construção de confiança com os leitores é o diálogo direto. Conversas e interações que parecem naturais e humanas para os leitores são fundamentais para desenvolver um relacionamento com o público, segundo o estudo. Isso pode ser conseguido ao recompensar comentários produtivos e desafiadores imprecisos ou prejudiciais, bem como adicionar emoção ou perspectiva em seus próprios comentários. Se seus leitores estão no lado reticente, comece com perguntas sobre tópicos mais acessíveis ou atraentes. Ao longo do tempo, eles estarão mais dispostos a acrescentar seus pensamentos sobre temas complexos e matizados, observou o estudo.

Utilize seus fãs 

Todas as redações esperam que seu conteúdo seja compartilhado em todas as plataformas sociais. Mas esperar por compartilhamento não vai funcionar se o conteúdo em si não é algo que os leitores querem compartilhar. É por isso que as redações que encorajaram especificamente o compartilhamento tiveram mais sucesso do que aquelas que não o fizeram. O estudo observa que os posts de redes sociais mais prováveis de ser compartilhados tinham uma qualidade de disseminação. Além disso, incentivar o leitor a compartilhar posts de tom leve ou útil -- tipo artigos "how to" ou histórias com um ângulo forte de interesse público -- tendem a ter mais sucesso.

Para uma análise mais detalhada de como reproduzir os sucessos do estudo em seu próprio meio de notícias, confira as ideias do estudo que vale a pena roubar. Para saber mais sobre como as redações podem criar confiança com seus seguidores, sintonize no webinário gratuito da News University do Poynter na quinta-feira, 2 de março, liderado por Mayer.

Imagem principal sob licença CC no Flickr via daliscar1