Quer chamar a atenção para uma matéria? Use estas técnicas de publicidade

porGretel Müller
Nov 12, 2019 em Engajamento da comunidade
Anúncios de outdoor

Este artigo, escrito por Gretel Müller, faz parte de uma série da Chicas Poderosas, uma comunidade global que promove a liderança feminina e gera conhecimento. Leia outros artigos da Chicas Poderosas aqui e faça parte da comunidade no Twitter, Instagram e Facebook.

O que o jornalismo tem a ver com publicidade?

A pergunta serviu de base para o “Workshop de jornalismo e publicidade” com Flor Loda, diretora criativa do Gray Buenos Aires, durante a #EnResistencia Mediathon organizada pela Chicas Poderosas em Buenos Aires, Argentina. Jornalismo e publicidade — duas maneiras diferentes de comunicar ideias —podem fornecer ferramentas para aprimorar e fortalecer o impacto das mensagens que comunicam.

Como redatora criativa e jornalista freelancer, sempre gostei de aproveitar ferramentas dos dois mundos  no meu trabalho.

Para começar, é melhor desfazer a ideia de que a publicidade é apenas uma ferramenta para vender produtos. A publicidade também é mídia. Como qualquer discurso baseado em persuasão, pode conscientizar, incentivar o pensamento crítico e gerar conversa sobre o que comunica.

Neste artigo, explorarei como ferramentas de publicidade podem ser usadas para gerar mais interesse em investigações jornalísticas, aumentar o envolvimento do público e criar mensagens claras e impactantes para as mídias sociais.


O que o jornalismo tem a ver com publicidade?

Como expliquei anteriormente, muito!

Jornalistas tendem a se concentrar no "o quê": "Qual é a minha mensagem?". Em uma abordagem de publicidade, estamos mais focados no "como": "Como vou contar?"

Com o impacto das redes sociais e de outros canais digitais, a publicidade se tornou cada vez mais um conteúdo em tempo real. A mídia social impactou o jornalismo de maneira semelhante. Nos dois exemplos, partimos da premissa fundamental de que ninguém deseja assistir a um anúncio ou ler um artigo, a menos que a mensagem gere interesse suficiente. Hoje, o conteúdo das redes sociais está competindo pela atenção das pessoas nos mesmos canais como anúncios e notícias.

Como podemos gerar interesse para uma matéria jornalística?

(1) Quem?

Saiba quem é seu público-alvo.

Na publicidade, começamos pesquisando nosso público-alvo. Você não fala do mesmo jeito com pessoas da geração do milênio e do "baby boom". Para entender nosso público, precisamos nos aprofundar e fazer perguntas sobre como eles obtêm informações e a que mensagens respondem.

Para entender como ideias de publicidade podem afetar o jornalismo, vejamos um exemplo de um dos projetos criados na #EnResistencia Mediathon. Um grupo de jornalistas argentinas quis reunir testemunhos sobre como a falta de uma lei nacional para regular o tamanho-padrão de roupas afetava a vida cotidiana das pessoas.

Neste exemplo, seu público-alvo era amplo: mulheres que compravam roupas novas frequentemente. Compreender esse público ajudaria a desenvolver melhor uma campanha para alcançar as pessoas certas.

(2) O quê?

Entregue o final para obter a atenção desde o início.

Às vezes menos é mais. Na publicidade, sabe-se que informações que não fazem parte da ideia principal podem ser deixadas de fora. Isso não significa que as informações não sejam úteis, mas que muitas informações podem sobrecarregar seu público-alvo, especialmente na era das redes sociais.

No jornalismo, como na publicidade, identifique a ideia principal que você deseja que os leitores levem para casa. Mesmo que isso signifique entregar o final da história, seu público-alvo precisa saber o que é importante.

Ao buscar testemunhos sobre a falta de regulamentação dos tamanhos, a equipe de jornalistas argentinas queria que seu público soubesse o problema — que a autoimagem das mulheres é afetada — antes de pedir que as mulheres compartilhassem suas próprias histórias.

(3) Como?

Determine os métodos que causarão impacto.

Finalmente, você precisa considerar como deseja alcançar seu público-alvo com sua mensagem. Essas decisões podem ser simples, como decidir sobre um título, ou mais complexas, como decidir sobre imagens, elementos de design ou recursos interativos.

As jornalistas por trás da campanha argentina decidiram compartilhar sua pergunta no Twitter. Elas criaram a hashtag #MiCuerpoNoEsElProblema e um vídeo curto com as cores rosa e preto. Percebendo que o público-alvo não está todo no Twitter, a equipe também publicou a matéria na seção Entre Mujeres do Clarín, um dos principais jornais da Argentina.

 

 

Elas não apenas conseguiram extrair insights, experiências e contribuições do público-alvo, mas a campanha também gerou conversas e aumentou a conscientização sobre o problema. Em algumas horas, a hashtag #MiCuerpoNoEsElProblema estava em alta na Argentina.

Esse é o poder da abordagem da publicidade!


Imagem principal sob licença CC no Unsplash via Dennis Maliepaard