3 ferramentas para acompanhar e medir o impacto da sua redação

porOren Levine
Nov 4, 2017 em Jornalismo digital

Quando você publica uma matéria, como sabe se é "bem-sucedida"? O que gostaria que acontecesse? Qual o impacto que deseja que seu trabalho tenha nas comunidades que você atende?

No Centro Internacional para Jornalistas (ICFJ, em inglês), ouvimos muitas vezes essas questões de jornalistas de todo o mundo. Eles compartilham uma questão em comum: o desejo de suscitar conversas e reações entre pessoas, comunidades, governo e instituições.

Infelizmente, é difícil ver e medir conversas quando acontecem. O que podemos medir com facilidade é a evidência indireta da atenção e engajamento, através de métricas do site e reações e compartilhamentos em redes sociais.

As métricas de tráfego e engajamento nos dizem que os leitores estavam presentes, mas não se realmente leram ou entenderam a matéria. Da mesma forma, dados sobre "conversas sociais" apenas dão uma ideia sobre as conversas reais que uma matéria pode ter inspirado.

Indo além dos números

Para entender o impacto do jornalismo além dos números, precisamos de formas para conseguir as evidências mais intangíveis - prova de que os leitores e telespectadores absorveram informações e foram inspirados a compartilhá-las. O Impact Tracker do Center for Investigative Reporting (CIR) iniciou uma abordagem prática para capturar informações sobre essa evidência qualitativa de impacto, fornecendo uma estrutura para registrar e classificar conversas, eventos e outras ações e reações. Este projeto inspirou o ICFJ a desenvolver seu próprio banco de dados de rastreamento de impactos usando o Airtable, uma plataforma baseada em nuvem que combina recursos de planilhas e bancos de dados mais complexos.

O rastreador de impacto do ICFJ no Airtable, mostrando descrições de eventos de impacto e relatos relacionados. Os eventos são classificados por tipo de impacto para facilitar a análise.

No nosso banco de dados no Airtable, registramos "eventos" relacionados ao jornalismo que apoiamos e categorizamos o tipo de impacto que eles têm. Seguindo o modelo do CIR Tracker, a lista de tipos que usamos inclui impacto no nível individual e em grupo, além de efeitos mais amplos sobre governo e instituições. Para cada evento, incluímos links para matérias publicadas específicas para que possamos manter uma conexão entre o produto real e os eventos que o cercam.

Seguindo a conversa

Além de rastrear eventos de impacto específicos relacionados ao trabalho que apoiamos, também estamos explorando formas de descobrir evidências de como esse trabalho influencia o discurso público e a tomada de decisões em um nível mais amplo. A plataforma Media Cloud, desenvolvida pelo MIT Center for Civic Media, permite visualizar como e com que frequência os sites internacionais de mídia cobrem assuntos específicos. Antes de iniciar o projeto de reportagem GenderAnd na Índia, utilizamos essa ferramenta para avaliar o alcance da cobertura de gênero na mídia indiana e as formas como esses veículos de mídia cobrem o assunto. À medida que o projeto avança, esperamos usar o MediaCloud para encontrar exemplos de como esse trabalho mudou a cobertura de tópicos relacionados ao gênero. Nosso mais novo bolsista Knight do ICFJ, o brasileiro Pedro Burgos, está desenvolvendo a plataforma Impacto.jor ​​​​​​para buscar evidências do impacto de uma matéria sobre a conversa mais ampla na mídia, bem como sobre a tomada de decisões governamentais. Este é outro empreendimento promissor que tem o potencial de permitir que jornalistas e redações compreendam como seu trabalho afeta a sociedade de forma mais direta do que o tráfego e as redes sociais.

Conforme revelado na recente pesquisa do ICFJ sobre o Estado da Tecnologia nas Redações Globais, a maioria das redações ainda está em estágio inicial de desenvolvimento no uso de métricas e outras ferramentas para medir o impacto e o alcance de seus trabalhos. Se você quer avançar para o próximo nível, os conceitos e ferramentas mencionados aqui podem servir como ponto de partida. Embora possa ser verdade que pageviews ainda são importantes, essas ferramentas e abordagens oferecem uma oportunidade de ir além de visualizações e compartilhamento a uma compreensão mais holística do impacto do jornalismo.

Imagem principal sob licença CC no Flickr via Tomasz Pro