Por que investir em jornalismo e mídia cria mudanças duradouras

porIJNet
May 19, 2011 em Diversos

Quando fundações e outras organizações investem no desenvolvimento da imprensa, elas esperam que uma melhor informação irá melhorar as comunidades -- e as vidas das pessoas. Um novo relatório mostra mais de 20 exemplos concretos desta ideia em ação.

O relatório, produzido pelo Centro Internacional para Jornalistas, mostra como mudanças nas políticas governamentais foram provocadas pelo trabalho dos bolsistas do programa Knight International Journalism Fellows na África, Eurásia, Oriente Médio e América Latina, Central e do Sul.

Joyce Barnathan, presidente do ICFJ e Eric Newton, assessor do presidente da John S. e James L. Knight Foundation, ofereceu três exemplos concretos dessas mudanças políticas em um blog:

  • No Quênia, uma série sobre atendimentos de má qualidade em hospitais públicos resultou em US$7,5 milhões para melhorar o atendimento

  • Na Indonésia, uma série sobre resíduos hospitalares levou o governo a ordenar que hospitais construíssem suas próprias instalações de tratamento de esgoto

  • No Peru, depois que crimes cometidos pelos motoristas de táxi sem licença foram expostos, os táxis foram obrigados a mostrar identificação oficial

Como é que 19 bolsistas conseguiram tanto? O ICFJ fez grandes alterações no seu programa principal, o Knight International Journalism Fellowships, incluindo aumentar a duraçāo das bolsas de estudo para pelo menos um ano, recrutar bolsistas internacionais e dirigir-se a países em desenvolvimento, onde a oportunidade para o impacto era maior.

Ao longo do caminho, o ICFJ também fez algumas descobertas importantes sobre o que funciona:

  • Forte conhecimento de jornalismo não é suficiente para garantir o sucesso de um bolsista. Os bolsistas mais eficazes são empreendedores com habilidades de gestão sólida necessárias para liderar projetos complexos em ambientes difíceis.

  • Projetos de alto impacto precisam de um forte empenho dos parceiros locais. Além da direção das organizações parceiras, um investimento é necessário também por parte daqueles que trabalham mais de perto com o bolsista. Ao colocar seus próprios recursos para o projeto, os parceiros locais têm interesse em seu sucesso.

  • Projetos são mais propensos a ter sucesso em países estáveis, com um nível relativamente elevado de liberdade de imprensa.

  • Projetos com foco em jornalismo digital são mais suscetíveis de produzir efeitos duradouros. Os telefones móveis alcançam muito mais pessoas nos países em desenvolvimento do que outras mídias. Os regimes autoritários tendem a regular a mídia tradicional mais do que a Internet.

  • Os bolsistas têm mais sucesso quanto mais tempo passam no campo, mas somente os bolsistas mais fortes são requisitados a estender o tempo de permanência no exterior.

  • Fluência em línguas é essencial para o sucesso, mas a experiência anterior de trabalho em um país não é.

  • As inovações desenvolvidas por bolsistas Knight podem ser replicadas em outros programas do ICFJ.

Desde 2007, o programa Knight International Journalism Fellowships levou 45 bolsistas a 37 países. O programa é administrado pelo Centro Internacional para Jornalistas (ICFJ), que também administra a IJNet.