Ferramentas essenciais para analisar métricas de audiência e engajamento

porSam Berkhead
Nov 3, 2016 em Diversos

Enquanto os meios de comunicação estão cada vez mais abertos sobre a necessidade de engajar melhor os seus leitores, as definições do que é "engajamento público" realmente podem ser inconsistentes na melhor das hipóteses e indescritíveis na pior das hipóteses.

Durante um bate-papo na IJNet, Rubina Fillion, editora de engajamento digital do Intercept, enfatizou que engajamento é fundamentalmente sobre o quanto uma organização de notícias interage com os leitores antes ou depois de uma matéria ser publicada.

"Isso pode ser antes ou depois da publicação de uma matéria", disse ela. "Trata-se de garantir que os leitores estejam envolvidos no processo, sintam que têm acesso à redação e não estejam apenas consumindo seu conteúdo".

Mas por que o engajamento é importante? Jake Batsell, professor da Universidade Sul Metodista no Texas e autor de "Engaged Journalism: Connecting With Digital Digitally Empowered News Audiences", disse que engajar e interagir com os leitores não é apenas essencial para se manter relevante: pode fazer ou quebrar a sobrevivência financeira de uma redação também.

Com isso em mente, os participantes do chat compartilharam algumas de suas ferramentas gratuitas favoritas para medir o envolvimento do público:

Métricas e analytics

Google Analytics é o melhor ponto de partida para acompanhar as métricas do seu site, explicou Batsell. Para monitorar o desempenho da sua organização nos sites de mídia social, o Facebook e o Twitter oferecem funções de análise incorporadas.

Além disso, ferramentas como How Many Shares, SharedCount e extensão do Google Chrome do CrowdTangle oferecem uma visão de quantas vezes seu conteúdo foi compartilhado em cada plataforma social.

Medindo engajamento

Embora analytics possa capturar uma imagem eficaz dos hábitos de navegação de seu público, não mostra o quadro completo de como os leitores interagem com o conteúdo -- levando a estratégias obscuras para o crescimento e a sustentabilidade da redação, afirmou recentemente o jornalista Frédéric Filloux no Quartz.

"No início do mundo online, os editores adotaram métricas de tráfego onde deveriam ter defendido especificidades de público e engajamento", escreveu Filloux. "A maioria agora está presa nesse modelo perdedor. Em retrospectiva, um erro terrível."

Muitas vezes, uma pesquisa inversa no Twitter ou Facebook pode ser uma maneira eficaz de encontrar pessoas envolvidas com o seu conteúdo de notícias, disse Ravin Sampat, produtor sênior de engajamento de público da BBC News.

"Outra maneira de medir o engajamento é digitar seu link no Twitter e ver quem está falando sobre ele", disse Sampat. "Eu faço isso o tempo todo. Daí eu vou em frente e engajo com esse público e às vezes lhes dou outro conteúdo relevante."

Daniela Gerson, professora de mídia comunitária, étnica e participativa na Universidade Estadual da Califórnia, Northridge, sugeriu o uso do Impact Tracker do Center for Investigative Reporting, uma plataforma de código aberto para monitorar e visualizar o impacto a longo prazo das matérias.

Metrics for News, construído pelo American Press Institute, pode oferecer métricas mais estratégicas, baseadas em engajamento também.

Clique aqui para ler a transcrição completa do bate-papo (em inglês). Para não perder chats da IJNet no futuro, siga-nos no Twitter.

Imagem sob licença CC no Flickr via Aaron Crowe