Dicas para preparar um pedido de subsídio de jornalismo com sucesso

porDjordje Padejski
Jul 8, 2015 em Jornalismo básico

Muitos jornalistas que tentam avançar suas ideias de inovação buscam apoio financeiro. Mesmo que seja uma tarefa de escrita, a elaboração de uma proposta a um financiador pode ser difícil para jornalistas.

Nós temos uma tendência a usar a nossa habilidade de contar histórias de forma carismática, mas pedidos de fundos não são redação criativa. Não é poesia. As ideias precisam ser apresentadas de forma clara e concisa para que seja fácil para organismos financiadores saberem rapidamente exatamente o que você quer fazer.

Aqui estão 15 dicas sobre como preparar um pedido eficaz do ponto de vista jornalístico.

1. Seja um repórter

Pesquise o assunto que você está abordando. Trate como seu trabalho de reportagem, uma história que você está cobrindo para sua organização de notícias. Encontre projetos semelhantes, busque por armadilhas, fracassos e sucessos. Há ferramentas realmente ótimas que você pode usar além do Google para bolsas e financiadores, como a ferramenta de busca Foundation Center (assinatura),  Pivot alert (assinatura) ou Guide Star (gratuita). Compreenda a perspectiva do financiador – aprenda e tome notas!

2. Leia os critérios de doação

Leia atentamente as instruções antes mesmo de apresentar uma proposta. Talvez o financiador não seja o certo para você. Tenha uma melhor noção do financiador através dos projetos apoiados anteriormente. Às vezes você pode adaptar a ideia para atender às exigências específicas; às vezes você não pode. É como trabalhar com editores diferentes na redação: Sempre haverá aqueles que não gostam de suas histórias.

3. Boca-a-boca

Você conhece alguém que ganhou uma bolsa da fundação que está pensando abordar? Fale com ele ou ela. Tente entrevistá-lo. Talvez você ainda possa obter aconselhamento. Donatários sempre terão insights sobre prós e contras do financiador. As pessoas gostam de falar sobre seu trabalho, especialmente com um jornalista.

4. Regra de uma frase

A descrição do projeto deve ter uma frase, não mais de 15 a 20 palavras. Pense nisso como o lide do seu projeto. Mesmo os projetos mais inovadores podem ser definidos brevemente e descritos claramente. O que você quer fazer ou desenvolver exatamente? Planeja produzir um aplicativo para iPhone, lançar uma série de eventos ou fazer seu público crescer na Europa?

5. Defina um problema ou uma necessidade

Definir claramente o problema a ser abordado é a chave para explicar qualquer grande proposta. No entanto, não gaste mais espaço discutindo o problema do que a sua solução. Os financiadores gostam de ouvir sobre o problema que inspirou a ideia, mas também estão muito interessados em como você está vai enfrentá-lo.

6. Associe a sua solução logicamente com o problema

Parece tão simples, mas não conectar o problema com a solução proposta é um erro comum. Pense em como sua solução proposta responde ao problema que você definiu. Não enfatize questões que você não vai resolver com a sua proposta. Você não precisa apresentar a imagem toda e isso é muito diferente do jornalismo.

7. Identifique claramente a concorrência

Não há nenhum mal em mencionar organizações e projetos que são semelhantes ao seu. Demonstre que você está familiarizado com os desafios. Certifique-se de explicar como a sua abordagem é diferente do que já existe. Se você está construindo sobre ideias anteriores ou o trabalho dos outros, tudo bem. Você não tem que reinventar a roda. Além disso, é altamente recomendável se referir a um projeto similar financiado pelo seu financiador desejado.

8. Exemplos, exemplos, exemplos

Refira-se a coisas com as quais as pessoas estão familiarizadas. A frase para a minha campanha de crowdfunding no Kickstarter foi: FOIA Machine is like TurboTax for government records” (Máquina FOIA é como TurboTax para registros do governo) - e ficou claro que o projeto orienta os usuários a fazer pedidos de acesso a informação como o  softwareTurboTax orienta as pessoas a completar o formulário de imposto de renda. Normalmente, você apresenta ideias abstratas, por isso ilustrar com exemplos concretos ajuda.

9. Inclua recursos visuais e links

Anexe elementos visuais sempre que puder. Adicione links para wireframes ou ilustrações que irão ajudar o leitor a ter uma melhor noção do seu projeto. Agora, em vez da nota de rodapé, pode adicionar hiperlinks para sustentar seus pontos.

10. Plano das principais atividades

Separe sua ideia em fases; seja realista sobre o que é possível para as diferentes fases do seu projeto. Naturalmente, cada projeto tem um começo, meio e fim, como um artigo de jornalismo. Deixe tempo suficiente para lançar o projeto e, por exemplo, contratar um desenvolvedor para o projeto. A fase final deve incluir coletar e reportar feedback. Se você vai construir um protótipo, explique minuciosamente as fases. Se você está organizando um evento, pense sobre todas as coisas que você precisa fazer de antemão: reservar um lugar e aparelhagem de som, elaborar uma agenda, enviar os convites.

11. Recursos

Seja realista sobre o que você realmente tem e o que realmente precisa para executar seu projeto. Precisa de cinco ou 10 pessoas em sua equipe a tempo integral ou parcial? Seus amigos podem ser um grande trunfo, mas não seja muito otimista de que todos eles virão ajudá-lo no final. Encontre o equilíbrio para garantir que você possa cumprir com suas promessas. Não prometa demais nem de menos.

12. Orçamento

O apoio financeiro que você está solicitando deve coincidir com as atividades que está planejando e recursos que vai precisar. E a matemática tem que ser correta! Não se esqueça de incluir todos os custos, mas verifique o trabalho; exageros no orçamento e erros de matemática vão prejudicar a sua posição. Se você faz o trabalho principal, certifique-se de pagar a si mesmo, mas não gaste metade do orçamento em seu salário.

13. Detalhes

Seja tão meticuloso e exato quanto possível. Use verbos fortes e ativos. Escreva em linguagem simples. Evite frases como "poderia tornar-se" ou outra linguagem ambígua e abstrações. Use fatos, dados e linguagem simples.

14. Melhor pessoa e equipe

Você tem que convencer os financiadores que você e sua equipe têm as experiências e habilidades necessárias para o projeto. Alguns financiadores são muito claros que "não vão financiar uma proposta para construir uma ferramenta para jornalistas ou reinventar o processo de contratos governamentais se ninguém em sua equipe entende essas áreas". Por isso, certifique-se de incluir trabalhos relacionados ou referências. Anexe cartas de apoio; peça a seus apoiadores para discutir por que sua ideia é importante.

15. Visão

Tente integrar a sua visão global para a proposta. Tenha cuidado para não prometer demais. Poucos projetos são suscetíveis de "começar uma revolução" ou "mudar o mundo" por si só.

Djordje Padejski é o líder interino da bolsa de impacto do JSK Journalism Fellowships em Stanford. Siga-o no Twitter: @djordjepadejski.

Este post apareceu originalmente no blog JSK e é republicado e traduzido para a IJNet com permissão.

Imagem principal sob licença CC no Flickr via Jennifer Morrow