Dicas para implementar projetos de tecnologia em redações

porJuan Manuel Casanueva
Jun 15, 2015 em Jornalismo digital

Implementar projetos de tecnologia em organizações de mídia que tradicionalmente não têm suporte técnico pode ser um desafio.

Aqui estão cinco sugestões para quem está começando uma iniciativa de tecnologia, com base em meu trabalho com tecnólogos e organizações de mídia na América Latina.

1. Escolha direito o parceiro de tecnologia

  • Primeiro, é importante notar que as necessidades tecnológicas podem variar muito e que é melhor identificar o tipo de perfil que o seu parceiro de tecnologia precisa. Avalie se existe uma capacidade de tecnologia específica que tem que ser coberta no projeto. Em alguns casos, essas capacidades podem estar ligadas a raspagem de dados, análise de dados, sistemas de gerenciamento de conteúdo, produção multimídia ou web design.
  • Se o projeto deve abordar várias necessidades de tecnologia, é sempre melhor trabalhar com uma organização parceira que tem especialistas em cada tópico. Se você trabalha com diferentes parceiros, eles devem estar trabalhando em sinergia e sob um plano de definição do produto e de trabalho comum.
  • E, se você vai trabalhar com software existente, deve envolver o seu parceiro na comunidade de codificação ou prática relacionada com essa tecnologia. Estar envolvido com uma comunidade de tecnologia pode aumentar o seu acesso a conhecimentos técnicos e práticos. Se você vai desenvolver uma nova tecnologia, apenas certifique-se de que o seu parceiro tem experiência anterior de trabalho em soluções semelhantes.

2. Defina um escopo realista e comece pequeno

  • Projetos de tecnologia precisam ter um escopo e design de produto claros. Se o que vai ser construído não está claro e detalhado, há um alto risco de gastar recursos adicionais (que se tornam mais caros quando um projeto aumenta o seu alcance) e gerar tensões dentro da equipe do projeto. Um documento comum de definição do produto e um plano de trabalho devem ser a bússola orientadora do projeto.
  • Muitos recursos podem ser construídos em cima de funcionalidades de tecnologia básica. No entanto, a definição do produto deve atender às necessidades principais dos usuários básicos e as equipes devem trabalhar nisso primeiro. É muito comum ver projetos simples se transformarem em "tecnologias Frankensteins" longas, tensas e caras quando muitos dos tomadores de decisão sugerem recursos adicionais.
  • Depois de ter sua tecnologia principal implantada e começar a receber feedback do usuário, é aconselhável corrigir quaisquer necessidades urgentes relativas à experiência do usuário e quando estas forem implantadas, trabalhar em novos recursos.

3. Avalie o impacto no trabalho de todos os dias

  • Projetos de tecnologia podem trazer um trabalho adicional para a equipe. É muito importante avaliar como as atividades de trabalho rotineiras vão mudar enquanto o projeto está sendo executado. Às vezes, novas tarefas e até mesmo contratar mais funcionários serão necessários para lidar com a tecnologia, a organização dos dados e as atividades de produção de conteúdo.
  • Muitas vezes uma nova equipe é necessária para executar o projeto, especialmente na sua fase de implantação e quando atinge o seu status operacional completo. Essa equipe deve ser pensada nos planos de negócio do projeto e arranjo institucional.
  • Certifique-se de que o seu parceiro de tecnologia e/ou equipe interna considerem as necessidades de apoio a implantação de projetos e gerenciamento de tecnologia como parte de suas atividades.

4. Tecnologia precisa de manutenção

  • Soluções de TIC não são pontes de cimento. Toda tecnologia digital precisa de manutenção tanto para resolver problemas internos que possam surgir como para manter suas funcionalidades e links com outras fontes e tecnologias de informação.
  • Além disso, nenhuma implantação de tecnologia é perfeita. Especialmente depois de ir ao ar, a equipe de tecnologia precisa saber quais as questões que os usuários estão tendo e resolvê-las para alcançar um melhor desempenho.
  • Com equipes internas de tecnologia, serviços terceirizados ou plataforma de serviços integrados, deve haver "Termos de Serviço", que estabelecem um entendimento claro do que se espera que a equipe de manutenção irá resolver, manter e atualizar. Se houver problemas gerados pelo usuário, novas funcionalidades necessárias ou se a solução tecnológica original é obsoleta depois de alguns anos, é muito provável que haja tarifas adicionais.

5. Esteja preparado para o sucesso

  •  Se tudo der certo, a complexidade vai aumentar à medida que você alcança um número maior de visitas ao seu site. Esteja preparado, garantindo que a tecnologia que você usa pode ter atualizações de desempenho e implementar rapidamente protocolos de segurança.
  • A maioria dos provedores de hospedagem inclui serviços predefinidos ou dinâmicas de tráfego que podem ter um ótimo desempenho e preço, dependendo da demanda do usuário do site.
  • Além disso, quando aumentam as visitas de usuários, os comentários e expectativas podem sobrecarregar a equipe principal do projeto, portanto é realmente importante estabelecer protocolos para identificar e avaliar o feedback que pode ser canalizado para a equipe de tecnologia de modo a evitar problemas e atualizar recursos que melhoram a experiência do usuário.
  • E às vezes sucesso pode trazer desafios de segurança. Protocolos e serviços de proteção contra a negação de serviço e outros ataques contra o site devem ser antecipados a fim de evitar que seu site deixe de funcionar e perder informação ou sofrer corrupção.

Imagem principal sob licença CC no Flickr via Texture X