Dicas para fazer podcasts durante uma pandemia

por Naomi Ludlow
Dec 21, 2020 em Jornalismo multimídia
Foto de um microfone profissional usado para podcasting

Com tecnologia acessível e ferramentas sociais disponíveis para todos, a mídia não é mais exclusiva para jornalistas e outros de áreas adjacentes ao jornalismo. Com apenas algumas ferramentas baratas — ou mesmo gratuitas — qualquer pessoa pode criar um podcast. O desafio passa a ser a criação de um conteúdo atraente que o público realmente queira.

Mesmo com um mercado saturado, o público está aumentando. De acordo com a Edison Research, 32% das pessoas ouvem podcasts mensalmente, e o mercado de podcasts cresceu 41% em um ano. Os podcasts podem cobrir uma variedade de tópicos, tornando muito fácil para aqueles que estão interessados em se envolver.

Em um recente webinar do Fórum de Reportagem sobre a Crise Global de Saúde em inglês, Corrine Podger, diretora da The Digital Skills Agency, analisou os elementos mais importantes da criação de um podcast profissional.

 

Escolha um tema relevante 

Antes de começar no lado técnico, passe algum tempo aprimorando sua ideia de podcast. “Pense primeiro no público”, disse Podger. Desenvolva uma ideia que faça com que alguém pare de rolar pelos feeds porque está intrigado com o seu conceito. Podger cunhou isso como uma "ideia de parar o dedo".

Aqui estão algumas perguntas para responder antes de começar:

  • Em que meu público está interessado?
  • Que vazio vejo nas ofertas de podcasts?
  • O que torna meu programa diferente dos outros?
  • Que música, entrevistas e efeitos sonoros irei usar?
  • Quem são patrocinadores ou parceiros em potencial?

Quanto maior você pensar, maior será o resultado, disse Podger, e mais preparado você estará.

[Leia mais: Podcast narrativo de não-ficção: conheça a experiência de 3 produtores independentes no Brasil]

Pesquise e prepare

Você tem uma ideia, mas ainda há mais a fazer antes de realmente gravar. Em seguida, deve avaliar a concorrência para ver o que ela traz para o espaço, determinando como o seu será diferente.

Como parte de seu processo, considere a quantidade de tempo e recursos necessários para criar o podcast e determine se é viável ou não para você ou sua empresa. Isso inclui o planejamento da duração do podcast. Em média, os podcasts têm de 25 a 30 minutos de duração, que é o tempo médio de deslocamento em áreas urbanas, mas você e sua equipe podem selecionar algo diferente dependendo de seu conteúdo e público.

Depois de descobrir o básico, e antes de realmente começar a fazer isso, planeje um conjunto de podcasts para testagem que trarão sua visão à realidade. “Pode ser de quatro a seis episódios”, disse Podger. “Você pode fazer apenas um piloto e então talvez um workshop dentro de sua redação e definir algumas metas claras para isso.”

Crie objetivos S.M.A.R.T. (do inglês: específicos, mensuráveis, alcançáveis, realistas e limitados no tempo) que darão uma avaliação clara sobre o andamento do programa. E depois do lançamento, use análises para obter feedback, incluindo pesquisas de mídia social e Google Manager.

[Leia mais: 9 dicas práticas para fazer entrevistas remotas]

Sempre use um microfone

Nada é pior do que ter um ótimo conteúdo e não poder ouvi-lo. Para evitar esse problema, invista em um microfone. Existem vários tipos de microfones para cada situação e orçamento.

“Quando se trata de microfones, compre o melhor que puder pagar”, disse Podger. Você pode até usar seu smartphone falando diretamente no microfone principal, que normalmente está na parte inferior do dispositivo. Isso produzirá níveis de áudio suficientes.

Outras opções incluem microfones externos como fones de ouvido, microfones de lapela, microfones de mesa e mais. Quando você estiver pronto para atualizar o tipo de microfone que está usando, pesquise marcas confiáveis ​​que produzirão áudio de qualidade.

Ter um ótimo áudio não se trata só de você. Seu convidado também deve ter um ótimo áudio. Podger recomenda que se você estiver usando um microfone profissional, você deve emprestar ao seu convidado um microfone profissional para garantir a mesma qualidade.

Mesmo com um ótimo microfone, você pode perder qualidade se usá-lo incorretamente. Para garantir a qualidade ideal de qualquer microfone, Podger recomenda que boca esteja sempre a cinco polegadas de distância do microfone. A medição pode ser feita colocando os dois punhos entre o microfone e a boca ou colocando o polegar contra o lábio e esticando o dedo mínimo para tocar o microfone.

Aqui está uma imagem para ajudar:

Teste a gravação

Você definiu uma ideia, avaliou a competição, definiu metas e cronogramas realistas e selecionou um microfone. Você acha que está pronto para gravar? Ainda não.

Você deve preparar o conteúdo real. Elabore um roteiro que inclua a introdução e o final, entrevistas, transições e música. Ao escrever, seja coloquial, o que permitirá que o podcast pareça natural para o público.

É imperativo que você faça um teste de gravação antes, disse Podger. Teste seu áudio para garantir que você e seus convidados sejam ouvidos e que não haja ruídos estranhos de fundo. Também é importante testar o roteiro que você criou.

Ao gravar em casa, o melhor lugar para gravar é um espaço fechado com tapete de som ou um armário, pois os itens macios ajudam a repelir o som.

NPR’s Ira Glass recording his narration at home. Via Twitter.
Ira Glass, da National Public Radio, grava seu programa em casa. Imagem via Twitter.

 

Há uma infinidade de aplicativos e ferramentas de gravação, o que pode tornar a escolha difícil. Tanto o Skype quanto o Zoom são ótimas ferramentas que fornecem gravações e transcrições automaticamente. Ter um local para essas gravações tornará mais fácil acessá-las no futuro para encontrar citações diretas ou esclarecimentos sobre um tópico. E sempre certifique-se de salvar sua gravação em vários lugares para que você tenha sempre um backup.

Agora você está pronto para gravar.


Naomi Ludlow é estagiária da IJNet.