Como jornalistas devem usar redes sociais em estratégias de SEO

por Margaret Looney
Feb 27, 2013 em Redes sociais
logos de aplicativos

Quando mais de 93 por cento das experiências online começam num motor de busca, como jornalistas podem fazer com que suas matérias fiquem no topo dos resultados de pesquisa?

Rum Jeff, presidente da Spark Experience, recomendou utilizar uma dose de estratégia de rede social para a sua Search Engine Optimization (SEO) ou Otimização para Mecanismos de Pesquisa, durante um evento da Social Media Week.

Os motores de pesquisa funcionam melhor para dirigir tráfego na Web do que as redes sociais, mas com algoritmos de busca eficientes, como o Penguin do Google, a SEO tem que ficar mais social.

Recebendo 80 por cento de todas as buscas na Web, o motor gigante de pesquisa usa um algoritmo sofisticado que rejeita páginas de spam e sites otimizados demais e recompensa sits com conteúdo de autoridade, compartilhável e único. "O Penguin realmente sinaliza para nós que a rede social não só é relevante, mas é realmente essencial agora para o seu motor de busca", disse Rum.

Aqui estão algumas dicas para ajudar a sua matéria a aparecer no alto da pesquisa do Google:

Crie conteúdo para o público, não para motores de busca

SEO significava encher um site com tantas palavras-chave como possível, mas o Google Penguin é mais inteligente que isso, penalizando sites que abusam desses termos nos textos.

Rum disse que o Google não usa mais as metatags de palavra-chave na área para identificar uma página de Internet e sites que usam esses termos recebem classificações inferiores. As páginas com as mais altas classificações são aquelas com escrita clara e personalizada, relevante e agradável. Esqueça o jargão e escreva para o seu público, assim como você faria com tuites ou comentários no Facebook.

Inclua os essenciais de um site de alta qualidade

Google dá pontos extras para sites com informações de contato, autores, código validado de acesso e URL com um histórico de domínio forte, que tenha sido criado faz tempo. Certifique-se de cada imagem tenha uma alt tag (a descrição que aparece quando você passa o mouse sobre uma imagem). Não use palavras-chave demais aqui; apenas descreva a imagem. Inclua um espaço para comentários; quanto mais pessoas que comentam maior será o ranking da sua página.

Evite conteúdo duplicado ou superficial, sem links, imagens ou vídeos. Páginas com muitos anúncios no alto da página também caem nos rankings.

O Google Penguin também adora listas dos 10 melhores, opiniões, conteúdo de comparação ou em negrito, ou itens marcados que são relevantes para o conteúdo. "Qualquer tipo de conteúdo destacado que seja realmente rápido para as pessoas lerem e darem uma olhada... isso é o que o Google realmente busca", disse Rum.

Invista no seu feed de Twitter

Sua presença na mídia social também afeta diretamente o ranking da sua página. "Quem você é como pessoa no Twitter realmente importa para o ranking da página, até mais do que no Facebook," Rum disse. "O Google deixou claro que está olhando não apenas o número de seguidores que você tem... é mais importante ver que seu conteúdo está sendo retuitado."

As URLs recebem uma ajuda significativa quando são compartilhadas no Twitter, Rum disse, e quanto mais fontes de autoridade tuitam ou colocam links para o seu conteúdo, mais alto você vai estar nos rankings.

Escreva para outros blogs como convidado

Colaborar com sites respeitáveis ​​que vão colocar um link para o seu site é um dos movimentos mais importantes de SEO que você pode fazer, Rum disse. "Se você pode escrever, digamos, para o Huffington Post como blogueiro convidado e direcionar as pessoas para seu site... é o que o Google está buscando, porque está vendo o Huffington Post como um site de qualidade que bota um link para você."

Não pense em colocar mais links, pense em links melhores

Antes do Penguin, o objetivo era ter o maior número possível de links conectando com o seu site, mas agora o Google vai tirar pontos desses esquemas rápidos como link farming. "É a qualidade do link que importa", disse Rum. "Então, você precisa encontrar sites de autoridade... sites com ranking alto que ligam de volta para o seu site". E é aí que você começa a ver o cruzamento entre redes sociais e SEO, porque estão entre estes sites populares o Facebook, Twitter, Pinterest, LinkedIn e outras plataformas de mídia social.

Com o Penguin continuando a passar por atualizações, é importante manter-se atualizado com as suas diretrizes. O site oferece uma lista de perguntas a fazer a si mesmo para garantir que está produzindo conteúdo de qualidade que o Google Penguin vai respeitar.


Imagem usada com licença CC no Flickr via AslanMedia.