Visualização de dados deve ser pensada para celulares

porSimon Rogers
Jun 6, 2014 em Jornalismo digital

Por quê? Bem, isso depende se você realmente quer que alguem veja.

Isso vem acontecendo há algum tempo, mas é realmente importante hoje quando os smartphones estão ficando cada vez mais onipresentes --agora chegam a mais de 65 por cento do mercado nos EUA-- e mais e mais pessoas acessam a Internet com seus celulares.

Mas o que isso significa para o jornalismo de dados?

Também depende do que você está produzindo.

Tornou-se aparente que o celular ainda é muitas vezes visto em a relação ao desktop, o que é compreensível por um lado: as recompensas para projetar para o desktop são grandes em termos de espaço, mas muito inferiores ao celular em engajamento. A questão foi levantada pelo meu ex-chefe, colega e juiz do Prêmios de Jornalismo de Dados, Wolfgang Blau, que observa que muitos desenvolvedores ou não têm a inclinação ou a capacidade de testar suas interativos e aplicativos em cada dispositivo existente--e isso representa uma oportunidade perdida.

"Não só os leitores estão mudando para a tecnologia móvel, mas os smartphones também nos fornecem uma série de novas formas de interagir com as visualizações de dados. Eu ainda estou ansioso para ver visualização de dados jornalísticos que usam recursos de smartphones como movimentos de arrastar, o giroscópio, varreduras como no aplicativo StarWalk, reconhecimento do local, além de simples geolocalização, vibração, etc.

Para tornar a exploração de visualizações de dados mais informativa, envolvente e agradável, eu espero, vamos ver visualizações de dados mais jornalísticas que vão muito além de simplesmente fazer desktops interativos legíveis em celulares, mas que vai virar a mesa e ser criada principalmente para smartphones e ter uma versão para desktop. Nem sempre, mas por que não, às vezes?"

A organização de notícias CMS muitas vezes significa que as versões móveis de sites tradicionais tiram essencialmente todo o material interessante: gráficos, interativos e iframes frequentemente desaparecem em versões móveis que são as mesmas em um site de notícias, com poucas concessões para o celular.

Obviamente, representa desafios: os leitores vão ler uma análise de dados de 1.000 palavras em um celular? Vão querer explorar uma análise detalhada em vez de visualização estática muito mais compartilhável? No meu trabalho, eu sei que tuites com imagens têm 50 por cento mais probabilidade de ser reenviados, por exemplo. E mais ainda, é fato que uma visualização estática simples pode se tornar viral e não importa necessariamente se é muito caprichada.

Por exemplo, o feed de Twitter de @MatthewPhillips (valeu @losowsky) destaca regularmente gráficos simples, muitos dos quais são apenas capturas de tela. É um jornalismo eficaz instantâneo de dados e funciona independentemente da plataforma que você está usando.

Mas para operações maiores, o desafio é combinar a abordagem de plataforma instantânea e acessível com a beleza e a elegância da produção visual do desktop, tendo ou não os recursos das agências de notícias maiores.

Não é suficiente apenas visualizar os dados agora; você tem que pensar muito sobre como serão vistos também. Mas ainda falta muito para aproveitar a vantagem específica de como os smartphones funcionam agora.

Veja como uma seleção de sites de jornalismo de dados se alinham ao celular. O que você acha que poderia fazer melhor? Escreva nos comentários abaixo ou no Twitter.

ProPublica

O editor-chefe assistente Scott Klein diz que todos os aplicativos de sua equipe funcionam no celular desde 2011. "Todos eles são sensíveis/adaptativos", diz ele, "com intervalos para smartphone."

Isto é como a famosa análise Dollars for Docs da equipe aparece no celular:

E isso é como aparece na Web:

Guardian Data

Observação: este é o meu site antigo. Tradicionalmente, a versão móvel tirava todos os gráficos, adições e tabelas. Ultimamente, o padrão para a versão Web no meu telefone (Android) se parece com isso, que é idêntico ao da versão desktop, mas perde um pouco da funcionalidade com o tamanho da tela:

O aplicativo móvel mostra elementos interativos, e com a renovação chegando vai ser interessante ver como se desenvolve.

538

Como o Guardian, o site 538 é quase idêntico no celular -é muito difícil notar a diferença, embora a tabela deste artigo sobre discursos de graduação seja difícil de ler na tela pequena:

The Upshot

O New York Times tem funcionado bem no celular por um tempo, e The Upshot é identificado por Emily Sino como uma exposição móvel particularmente eficaz de jornalismo de dados.

Simon Rogers, editor de dados no Twitter, é um jornalista de dados, escritor e palestrante. Ele é autor do livro "Facts are Sacred: the Power of Data" e criador do Guardian​ Datablog.

Este artigo apareceu originalmente no blog de Rogers e é publicado na IJNet com permissão do autor.

Imagem sob licença CC no Flickr via Johan Larsson