Técnicas de narração para podcasting

porClothilde Goujard
Aug 23, 2018 em Jornalismo multimídia

De documentários de rádio a podcasts narrativos, a arte de contar histórias em áudio pode ser complicada e confusa não apenas para iniciantes, mas também para jornalistas experientes.

A IJNet conversou com dois produtores de podcasts sobre os elementos essenciais para narrar em áudio: desde encontrar as melhores histórias para contar usando áudio a gravar narrações naturais.

Hebah Fisher é a cofundadora do Kerning Cultures, um podcast do Oriente Médio e sua diáspora para a região e o mundo. Maeve McClenaghan é   fundadora do podcast The Tip Off, que conta histórias de bastidores sobre notícias investigativas. Ambas compartilharam insights sobre suas produções.

1. Encontre personagens eloquentes

Como o Kerning Cultures é muito voltado ao personagem, Fisher e sua equipe buscam pessoas que são “muito articuladas e vulneráveis” nas entrevistas.

"Há momentos em que nos sentamos para fazer uma entrevista e descobrimos que a pessoa é muito reservada e que é difícil para ela se abrir, então encontramos outro personagem para contar a história", disse Fisher. "O que queremos transmitir aos nossos ouvintes não conseguimos sem essa vulnerabilidade."

Depois de muitas entrevistas, Fisher descobre que ser vulnerável como entrevistador ajuda a construir um espaço seguro com o entrevistado e o incentiva a fazer o mesmo.

"Eu faço uma pergunta e a respondo primeiro, e compartilho algo sobre mim e minha família, abro um pouco o meu coração e por isso fica muito mais fácil para a pessoa na minha frente se abrir também", disse ela.

McClenaghan não pré-entrevista seus convidados para deixar a conversa fluir naturalmente. Ela costuma encontrá-los em sua casa e conduz entrevistas detalhadas, gravando por uma hora. Embora muitas pessoas iniciem a entrevista com calma e modéstia, ela faz perguntas para puxá-las para conversa.

Ela também volta muitas vezes a partes da entrevista para fazer perguntas específicas ao entrevistado sobre como estava o tempo, o que vestiam ou o que pensavam durante um momento específico.

2. Pense no arco narrativo da história antes da produção

Como jornalista investigativa, McClenaghan tenta usar a mesma técnica que usa em seu trabalho diário: ler nas entrelinhas.

"Com cada investigação, há um claro arco narrativo desde a concepção da ideia até o ponto em que a história é publicada", disse ela.

Não tente reestruturar o arco narrativo que já existe. Em vez disso, McClenaghan sugere enquadrar sua história em torno da sua progressão natural.

3. Use a transcrição para construir seu roteiro

Fisher e alguns outros produtores leem as transcrições e destacam as melhores partes de uma entrevista. Em seguida, formam um roteiro em torno dessas partes, o que ela descreve como um processo "laborioso".

"Muitas vezes passamos por cinco ou seis rascunhos --talvez mais perto de dez, às vezes-- antes de ficar pronto para ser produzido", disse Fisher.

4. Descubra o seu melhor ambiente para gravar a narração

McClenaghan grava em sua casa sozinha. "Eu tenho o roteiro na minha frente, mas se não é uma seção que precisa ter cada palavra exata, eu tento relaxar", disse ela.

Às vezes, ela envia o áudio para amigos que lhe dão feedback e a ajudam a perceber entonações não naturais ou frases desajeitadas.

Fisher mora em Seattle, enquanto muitos de seus colaboradores moram no resto dos Estados Unidos, Reino Unido e Oriente Médio. No entanto, ela acha que se ela grava sozinha, ela fala com uma voz suave demais. Para evitar isso, ela grava sua narração enquanto está no Skype com outro colaborador. Ela silencia o colaborador e depois liga o som de volta para pedir feedback.

"Tento projetar uma voz agradável que pareça estar falando com o ouvinte", disse ela.

5. Considere como a música pode complementar sua matéria

McClenaghan usa música para criar drama e aprimorar sua narrativa. Ela tinha um músico para criar música temática que ela usa nas matérias.

Quando ela tem tempo livre, McClenaghan cria uma biblioteca de músicas e organiza com base no humor que transmitem ou emoção que ilicitam, para preparar para futuros episódios. Você pode encontrar músicas gratuitas em sites como o Incompetech, Free Music Archive e Ybiblioteca de áudio do YouTube.

6. Permita-se tempo para aprender

Fisher diz que sua equipe aprendeu a produzir ótimas histórias através de tentativa e erro. No começo, às vezes chegavam na pós-produção e percebiam que a história não funcionava.

É importante se permitir cometer esses erros, assim, com o tempo, será muito mais fácil produzir ótimas narrativas.

Imagem sob licença CC no Flickr via Badlands National Park