Jornalistas: Cinco tweets que podem causar sua demissão

porNicole Martinelli
Mar 24, 2011 em Redes sociais

O senso comum pode se perder quando comunicadores profissionais como jornalistas sumarizam seus pensamentos em 140 caracteres.

Lembre-se, contudo, que o Twitter é um meio de transmissão. Então, se você não diria o que quer dizer em público, a uma rede global ou na cara de alguém: não escreva o tweet.

E se você é uma pessoa do tipo ranzinza, impertinente ou esquentada que quer segurança no emprego, a velha regra de 10 segundos ainda vale. O mesmo serve para o mundo digital: use um cliente de desktop, como recomendamos no nosso artigo sobre atalhos de mídia social para jornalistas, para agendar suas reflexões. Alguns segundos depois, enfurecer-se ou fazer uma observação desponderada sobre algo como religião pode não parecer tão inteligente. O Twitter é útil demais e não deve causar a sua demissāo. Considere-o um meio de notícias sob esteróides.

Aqui estão cinco tipos de tweets que podem lhe custar o emprego:

1. Profanidade e vulgaridade Comum a muitas redações, mas você realmente quer dizer "no ar?" A colunista Catherine Deveny foi demitida do The Age após seus tweets sobre uma artista infantil durante uma cerimônia de premiação em Melbourne ("Eu realmente isso espero que Bindi Irwin transe", foi um de seus tweets ofensivos).

2. Opiniões políticas "É triste saber do falecimento de Sayyed Mohammed Hussein Fadlallah... Um dos gigantes do Hezbollah que eu respeito muito". Este tweet causou a demissão da chefe de redação da CNN Octavia Nasr. O lado positivo: Ela agora é consultora de mídias sociais.

3. Gafes "Lara Logan tinha que superar Anderson", tuitou o jornalista Nir Rosen após a agressão sexual sofrida por Logan enquanto cobria os protestos no Egito. Rosen foi demitido, mesmo após inúmeros tweets de desculpas.

4. Material 'off-the-record' "Pres. Obama acabou de chamar Kanye West de 'imbecil' por sua explosão no VMA, quando Taylor Swift ganhou. Agora isso é que é presidencial", escreveu o repórter da ABC News Terry Moran. Ele conseguiu manter seu emprego depois de tuitar comentários 'off-the-record' sobre sua entrevista com o presidente, mas foi por pouco.

5. Reclamações pessoais Mesmo sua conta pessoal atinge um público mais amplo. "O contador que economizou alguns dólares para a Delta [empresa aérea] em St. Louis, esperando não precisar mais usar fluido de degelo este ano ferrou um monte de gente hoje", causou a demissão do locutor esportivo de rádio Chadd Scott. Scott tuitou de sua conta pessoal durante as férias e a briga lhe custou o trabalho. Agora ele diz que nada é mais difícil do que encontrar um novo emprego. Outro repórter esportivo, tuitando sobre a decisão de um árbitro, também sofreu o mesmo destino.

Alguma vez você já teve problemas com seu empregador por causa do Twitter ou outra mídia social?

Veja as dicas do Yoga Dork.