Estratégias de sustentabilidade para organizações de notícias sem fins lucrativos

porJennifer Dorroh
Nov 8, 2013 em Jornalismo digital

O site de notícias MinnPost criou o projeto “Earth Journal Circle” para doadores que querem ver mais notícias ambientais. O Texas Tribune organizou 52 eventos que geraram mais de US$500.000 após as despesas no ano passado. E o Center for Investigative Reporting, com sede na Califórnia, pretende cobrir cerca de 6 por cento do seu orçamento de funcionamento deste ano distribuindo seu conteúdo para mais de uma dúzia de organizações de notícias.

Estas são algumas das maneiras inovadoras e bem-sucedidas como organizações de notícias sem fins lucrativos, muitas das quais obtiveram seu investimento inicial através de fundações ou campanhas de doação, estão diversificando suas fontes de receita no caminho para a sustentabilidade financeira.

Um novo relatório da John S. and James L. Knight Foundation, “Finding a Foothold: How Nonprofit News Ventures Seek Sustainability”, (Encontrando um ponto de apoio: Como ongs de notícias buscam sustentabilidade), examina o que tem funcionado ou não em 18 organizações sem fins lucrativos de notícias compostas por equipes de redação de quatro a 50 pessoas. (Nota: A Knight Foundation apoia a IJNet.)

Apesar das perspectivas ainda frágeis para a sustentabilidade a longo prazo, a experiência oferece dessas ongs oferece "pontos de referência para organizações de notícias que procuram maneiras de expandir e ter sucesso", escreveram Michael Maness, vice-presidente de jornalismo e inovação de mídia para Knight Foundation, e Mayur Patel, vice-presidente de estratégia e avaliação da fundação.

Os dados recolhidos desses lugares são "valiosos se você é uma agência de notícias sem fins lucrativos buscando novas fontes de receita, uma nova empresa pensando como concentrar seus recursos internos ou uma mídia com fins lucrativos explorando novas oportunidades comerciais", Maness e Patel escreveram no blog da fundação.

O relatório constatou que as agências de notícias ganhando força em sustentabilidade estão usando várias estratégias. Embora as organizações de notícias destacadas sejam baseadas nos Estados Unidos, as estratégias podem ser úteis para agências de notícias sem fins lucrativos em outros países:

Desafie suas presunções próprias

Meios de comunicação de sucesso "reúnem insights sobre quem é seu público e com o que seu público se preocupa. Eles incorporam esse feedback ao fazer pedidos aos patrocinadores, aperfeiçoar os programas de adesão e construir experiências sob medida ao usuário", disse o relatório.

A resposta à pergunta "quem é seu público?" nunca deve ser todo mundo

Encontre um nicho pequeno o suficiente para que você possa construir uma comunidade em torno dele, mas grande o suficiente para que possa atrair um público considerável, o que geralmente cria mais oportunidades financeiras.

Ofereça serviços além de publicação

Estas organizações "reconhecem que seu negócio não é publicação e publicidade, mas desenvolvimento e comercialização de experiências... que são ricas em informações e conexões", afirmou o relatório. "Consideram eventos, discussões da comunidade e parcerias como um conteúdo que é criado em muitos formatos."

Invista além do conteúdo

Organizações sem fins lucrativos de sucesso operam mais como empresas do que você imagina. Marketing, desenvolvimento de negócios e captação de recursos não podem ser simplesmente meros elementos, mas devem ser uma parte essencial das operações.

Construa parcerias

Estas organizações "oferecem seu conteúdo a outros para atingir um público-chave. Essas parcerias proporcionam lucros de distribuição, oportunidades para destacar sua marca com destaque, e feedback e inteligência sobre o público que seu conteúdo atinge", disse o relatório.

Vá onde seu público está

O público pode encontrar a sua marca e conteúdo através das mídias sociais ou em um site, acessado a partir de um telefone, tablet ou computador de mesa. Ongs de sucesso "compreendem as mudanças de hábitos de como as pessoas consomem informação. Não se concentram apenas na página inicial do site, estão incorporando design responsivo e priorizam as redes sociais", segundo o relatório.

Meça o que importa

"Embora eles rastreiam métricas tradicionais da Web, como visitantes únicos mensais, [essas organizações] concentram-se em indicadores que oferecem feedback sobre o engajamento do visitante frequente", disse o relatório. "Combinam esses dados com narrativas qualitativas sobre como suas reportagens afetam sua comunidade-alvo."

Abaixo: Destaques de uma mesa-redonda sobre o futuro do jornalismo sem fins lucrativos, co-organizada pelo Pew Research Center e a Knight Foundation. A discussão revisou os dados de um relatório do Pew sobre a sustentabilidade financeira de organizações de notícias sem fins lucrativos e o relatório inicial da Knight.

Foto do evento TribLive cortesia do Texas Tribune