10 dicas para se concentrar no trabalho e evitar distrações online

porGabriela Manuli
Jun 20, 2013 em Diversos

Enquanto você está lendo esta frase, é provável que seu navegador tenha várias janelas abertas, incluindo e-mails e redes sociais. Embora o trabalho jornalístico exija que estejamos informados em todos os momentos, a quantidade de distrações que as novas tecnologias nos trazem dificulta a nossa concentração.

E se acrescentarmos quem trabalha de forma independente em coisas diferentes ao mesmo tempo e/ou de casa, a tarefa é ainda mais complicada. Como organizar o seu trabalho e melhorar a sua concentração?

O livro "Administra tu día a día: construye tu rutina, encuentra tu foco y agudiza tu mente creativa” (em espanhol) compilou uma série de dicas e reflexões de 20 artistas, escritores ou empresários bem sucedidos que, juntas, funcionam como um guia de boas práticas. Abaixo estão algumas ideias e como podem se adaptar à vida de um jornalista freelance.

1. Diferencie o urgente do importante. Para Scott Belsky, diretor criativo da plataforma Behancé, vivemos na era do trabalho "reativo" em que a nossa caixa de entrada e as prioridades de outros marcam o nosso ritmo. Mark McGuinness, fundador da LateralAction, acredita que desperdiçamos nossas horas mais criativas em tarefas monótonas. Sua máxima se resume em: "o trabalho criativo vem primeiro, depois o reagente."

2. Desapegue-se da tirania do e-mail. Dan Ariely, pesquisador de economia comportamental, explica que o correio eletrônico funciona como uma tentação e um mecanismo de reforço aleatório. Se você verifica seu e-mail a cada cinco minutos, provavelmente, não vai encontrar nada interessante. Mas de vez em quando, você se depara com algo que esperava. E é isso que faz você voltar. Uma boa ideia é evitar os alertas quando recebe uma nova mensagem.

3. Use estímulos criativos. Uma música, uma bebida ou até mesmo um caderno podem funcionar como "estímulos criativos", que dizem a sua mente que é hora de trabalhar.

4. Planeje um horário para trabalhar. Ainda que você trabalhe por conta própria, é importante que tente saber quando começar e terminar seu trabalho do dia e, a partir desse plano, construir blocos de tarefas.

5. Lembre-se de fazer pausas. Em uma redação é mais fácil tirar cinco minutos e compartilhar um café com um colega. Mas, estando em casa sozinho, você pode passar horas sem ter uma pausa do computador. Tony Schwartz, fundador do Energy Project, lembra que sua capacidade de atenção é limitada e que, ao contrário de um computador, não estamos programados para funcionar em alta velocidade por períodos muito longos.

6. Conheça o seu ritmo. É importante reconhecer quais são os momentos do dia quando você se concentra melhor. Schwartz observa que o corpo trabalha com ritmos de 90 minutos. Isso marca um bom momento para fazer uma pequena pausa e renovar a energia. Para ajudar no processo, existem alguns aplicativos que fornecem alertas, como o Time Out, entre outros serviços disponíveis.

7. Fuja das redes sociais. Cal Newport, autor de livros com conselhos para estudantes, considera que é necessário tirar uma parte do dia para trabalhar sem interrupção. Assim, não há internet e telefone. Embora possa ser um pouco exagerado para um jornalista, uma boa prática é ficar, pelo menos, sem as redes sociais. Se você não tem autocontrole, existem ferramentas úteis. Com o Strict Workflow en Chrome, você pode personalizar uma lista de sites para bloquear por períodos de tempo.

8. O ritual da escrita. Se você tem que terminar um artigo, por exemplo, pode investigar e compilar tudo em um documento. E sentar e escrever sem se conectar. Uma grande ajuda é o OmmWriter, um processador de texto minimalista que ocupa toda a tela e permite que você se concentre somente nas palavras.

9. Não faça tudo ao mesmo tempo. O psicólogo e escritor Christian Jarrett desmistifica a ideia de multitarefa. "Pode parecer que nós somos super-eficientes, fazendo duas ou mais coisas ao mesmo tempo. Mas, na verdade, estamos apenas fazendo uma coisa, depois outra e outra, com muito menos habilidade e precisão do que se fizéssemos apenas um trabalho de cada vez."

10. Pense antes de você se conectar. Para Lori Deschene, fundadora do Tiny Buddha, chegou a hora de usar a mídia social com mais consciência. Você vai abrir o Twitter porque quer procurar informação ou porque está enrolando? Quer encontrar uma fonte no Facebook ou ver o último bichinho que sua colega de escola primária postou?

Foto: Cortesia de ihtatho no Flickr