Como os jornalistas podem focar em mais do que problemas apenas

porWill True
Jul 15 em Temas especializados

Manchetes e matérias sobre epidemias e questões sistêmicas podem ser encontradas rapidamente em todo o mundo, mas reportagens sobre formas de melhorar essas condições são mais raras.

"Os problemas gritam, mas as soluções sussurram", David Bornstein, cofundador da Solutions Journalism Network (SJN), disse em 2014 na conferência Mindful Media. David disse que os jornalistas têm tanto o dever de reportar sobre as soluções possíveis como de reportar sobre os próprios problemas.

Na quarta-feira, a SJN realizou a primeira de uma série mensal de webinários para educar jornalistas sobre a prática e os benefícios do que eles chamam de "jornalismo de soluções", uma forma do repórter examinar e cobrir algumas das questões mais importantes do mundo. Samantha McCann, curadora da rede da SJN, moderou o webinário.

De acordo com a cofundadora da SNJ, Tina Rosenberg, ganhadora do Prêmio Pulitzer e colunista do New York Times, matérias de soluções se concentram na resposta a uma crise ou problema. A SJN pede a jornalistas para olhar para os problemas e examinar como eles estão sendo tratados, por exemplo, o alto preço dos medicamentos contra a Aids nos países em desenvolvimento e como o Brasil tem contornado esses preços para tratar seus cidadãos.

Jornalismo de soluções fornece provas dos resultados, produz informações valiosas e discute abertamente as limitações de certas soluções. Essas histórias beneficiam aos leitores também. Um estudo da Associated Press descobriu que jovens adultos têm "fadiga da notícia", uma reação apática a notícias negativas. No entanto, quando os leitores sentem que algo pode ser feito, eles se sintoniam de volta e são mais propensos a compartilhar histórias sobre soluções nas redes sociais.

Tina disse que os editores têm que desempenhar um papel importante na criação de matérias de soluções, incentivando jornalistas e dando-lhes mais tempo para trabalhar em histórias.

Mas como jornalistas podem realmente fazer matérias sobre soluções? Ela ofereceu várias dicas:

  • Procure por "desvios positivos", os melhores desempenhos em uma categoria, além de os piores desempenhos. Ao comparar os dois, os leitores podem entender melhor os problemas e soluções.
  • Se o problema é amplamente conhecido, você não tem que gastar tempo elaborando sobre a questão. Se você está reportando sobre percevejos, pode ir direto ver como a prefeitura está abordando o problema de pragas.
  • Se está fazendo uma série investigativa, tente incluir uma história de soluções no final. Enriquece a série e permite fechar de uma forma mais envolvente.
  • A solução que você reportar não tem que ser a solução para o problema. Tente restringir a definição de uma solução a um aspecto de um problema.
  • Olhe como um lugar tem melhorado ao longo do tempo. Que mudanças foram feitas que poderiam ter causado esta melhoria? Histórias como essa oferecem insights importantes para lugares comparáveis.

Para mais informações sobre a Solutions Journalism Network, o valor das matérias de soluções e ferramentas para usar em reportagens, clique aqui.

Imagem sob licença CC no Flickr via Tiger Pixel