Como o Signal do LinkedIn ajuda a encontrar trabalho e ideias para pauta

porJoe Grimm
Feb 19, 2011 em Jornalismo digital

O LinkedIn, sem dúvida, ajuda a arranjar emprego. Usei o site intensamente para encontrar jornalistas quando trabalhei recrutando gente fora da minha área para o Patch.com em 2010. E amigos em outras áreas foram contatados por headhunters que os encontraram atravės do LinkedIn.

Para o LinkedIn funcionar, no entanto, é preciso fazer mais do que postar o currículo. Recomendar outras pessoas, fazer perguntas, respondê-las e construir uma rede forte fazem com que sua visibilidade aumente. Visibilidade traz oportunidades.

O LinkedIn em si segue esse mantra, ligando-se cada vez mais com redes como o Twitter.

Uma das ferramentas gratuitas bacanas do LinkedIn é o Signal, que ajuda usuários do LinkedIn a extrair mais valor da quantidade crescente de conteúdo no site profisisonal e do Twitter, ajudando-os a conter o tsunami de newsfeed até parecer um fluxo de informação que realmente podem navegar.

Funciona assim: Há uma janela de “Search Updates” ("Atualizações de Busca") bem abaixo de “What should your network know?” ("O que sua rede deveria saber?") no topo da tela. Digite o termo que você quiser que o LinkedIn irá extrair todas as mensagens relevantes de seu newsfeed geral. Com 70 milhões de usuários em 150 indústrias, há muita informação no feed geral.

Quando você clica no termo da busca, vai abrir uma página de três colunas com as mensagens selecionadas na coluna central. Os títulos de cada assunto, repassados por outros, estarão no lado direito. O lado esquerdo permite refinar sua busca ainda mais.

Por exemplo, você pode pedir para o LinkedIn Signal mostrar mensagens de pessoas em uma determinada indústria, tal como jornal ou televisão, que mencionem a palavra "vaga". O LinkedIn mostra o quanto você está ligado a essas pessoas, onde trabalham e, com outra pesquisa, com quem mais trabalham.

Se você quisar pesquisar somente em uma área específica, também pode.

Você pode ver o que as pessoas em uma empresa estão dizendo sobre a outra. Por exemplo, eu pesquisei o que as pessoas no New York Times estava dizendo sobre o Daily do Rupert Murdoch.

Um freelancer pode usar o Signal para ver o qual é a tendência de um determinado setor, e busca retornará fontes com informações de contato para o setor.

Alguém rumo a uma entrevista de emprego facilmente poderá buscar no Signal o que as pessoas na empresa comentam sobre o lugar de trabalho, verificar seus perfis e ter uma boa idéia do que está nas mentes destas pessoas e, assim, levar esse conhecimento para a entrevista.

Este artigo foi publicado originalmente no Poynter Online, o site do Poynter Institute. Foi traduzido e publicado pela IJNet com autorização. O Poynter Institute é uma escola que ensina jornalismo e promove democracia há mais de 35 anos. O Poynter oferece notícias e treinamentos que se adaptam a qualquer horário, com aulas individuais, seminários presenciais, cursos online, seminários online e mais.