Como a InfoAmazonia está avançando a reportagem de dados

por Gustavo Faleiros
Apr 4, 2013 em Diversos

No ano passado, a InfoAmazonia lançou um novo site que começou a rastrear ameaças ambientais na região amazônica, como desmatamento e incêndios florestais, e exibi-las em mapas. Agora, estamos dando um passo a mais, usando galerias de fotos interativas e mashups de vídeo como ferramentas de reportagem exclusivas.

Além disso, estamos adicionando funcionalidades ao site com o "widget de distribuição", permitindo que jornalistas e ONGs personalizem seus próprios mapas e camadas de dados.

A plataforma InfoAmazonia usa feeds de satélite e outros dados disponíveis ao público para monitorar a frágil bacia da região amazônica que engloba nove países. A plataforma foi lançada no ano passado, como parte da minha bolsa do Knight International Journalism Fellowship em parceria com a Internews e O Eco.

Estamos fazendo mudanças na InforAmazonia, em ambas etapas iniciais e finais da plataforma. Nossa equipe trabalhou com dois estúdios em São Paulo, o Memelab e Cardume, cujos desenvolvedores foram treinados pelo MapBox/Development Seed, a empresa que construiu nossa plataforma original.

O agregador de notícias da InfoAmazonia agora trabalha num tema de fonte aberta no WordPress desenvolvido especificamente para usar o API da MapBox, permitindo aos jornalistas e o público postarem e geolocalizarem notícias diretamente nos nossos mapas da Amazônia.

Originalmente, a InfoAmazonia funcionava com um aplicativo gratuito de CMS e seu conjunto de dados de notícias era uma planilha simples do Google. Como nosso banco de dados está cada vez maior --630 notícias já agregadas-- achamos que seria mais fácil adaptá-lo a um CMS existente. A decisão de migrar para o WordPress não foi fácil, mas baseou-se na percepção de que os jornalistas são os principais profissionais atualizando a InfoAmazonia e devemos tornar este trabalho o mais simples possível.

Aqui está a nossa caixa de envio de notícias na InfoAmazonia.org:

Agora também é possível encontrar qualquer notícia em nosso banco de dados de cerca de 630 artigos de notícias agregados nos últimos nove meses. As notícias podem ser filtradas por data, autor e mapas específicos.

Nós também adicionamos busca por lugar para todos os nossos mapas. Uma "camada switcher", que permite ao usuários alternar entre a visualização de áreas protegidas e terras indígenas, agora está disponível também.

Uma das mais importantes novidades da InfoAmazonia é uma página de mapas. A ideia é que os jornalistas e colaboradores estarão produzindo muito mais mapas, mantendo o ritmo com a notícia. O CMS da InfoAmazonia permite a integração com as camadas de dados hospedadas pelo MapBox e os mapas estão agora em destaque de acordo com a demanda.

Esta foto apresenta o mapa da barragem de Belo Monte, com uma opção de busca no canto superior esquerdo e um switcher de camada na parte inferior.

Todas as imagens e vídeos agora são mostradas como galerias de imagens e vídeos integradas com os mapas.

Em seguida: O widget de distribuição

Além das mudanças que já fizemos, vamos lançar em breve o widget de distribuição, uma caixa de ferramentas que permite ao usuário criar códigos personalizados de incorporação para os nossos mapas. Mais uma vez, recorremos ao MapBox para o design dessa nova fronteira do nosso projeto.

Em São Paulo, o Memelab e Cardume estão trabalhando para criar feeds de notícias, usando RSS e APIs (GeoJSON) para tornar mais fácil para as pessoas se inscreverem e acompanharem temas específicos de notícias da Amazônia, como desmatamento, biodiversidade, água e áreas protegidas.

Investir em distribuição parece ser o caminho a percorrer com a InfoAmazonia, pois estamos recolhendo grandes quantidades de dados. Logo, as notícias agregadas serão só por si um grande conjunto de dados. Estamos à procura de parcerias com meios de comunicação, ONGs, grupos "think-tanks" e outros que acreditam que possam se beneficiar do uso dos dados e mapas da InfoAmazonia.

No ano passado, a Agência Pública, uma agência brasileira de jornalismo investigativo, fez parceria conosco para criar suas páginas interativas. O Eco, a mídia que inicialmente hospedou a InfoAmazonia, usou dados de desmatamento para destacar questões que estavam escondidas antes.

Gustavo Faleiros é jornalista ambiental e treinador de mídia especializado em jornalismo de dados. Ele é bolsista do Knight International Journalism Fellowship com base no Brasil. Siga-o no Twitter.

Imagens cortesia da InfoAmazonia