Como estão cobrindo COVID-19? Alguns exemplos ao redor do mundo

porKatya Podkovyroff Lewis
Mar 14, 2020 em Reportagem sobre COVID-19
Cobertura do novo coronavírus

A COVID-19, um novo coronavírus, tornou-se uma notícia global. Enquanto a Itália toda entra em quarentena, a França e as principais cidades dos EUA cancelam reuniões sociais e fecham escolas, o vírus dominou a maior parte do ciclo de notícias em todo o mundo. As organizações de notícias estão respondendo, desenvolvendo uma variedade de produtos de notícias para cobrir o surto.

De boletins a podcasts e microssites, as organizações internacionais de notícias estão disseminando informações usando novos métodos além da cobertura cotidiana usual.

Para entender melhor como diferentes regiões estão reportando sobre o vírus, pedimos aos editores e tradutores da IJNet que compartilhassem produtos de notícias inovadores, coletados abaixo. O conteúdo abaixo tem links para idiomas diferentes para fornecer informações regionais, mas nossas descrições são todas em português.

[Leia mais: 10 dicas para cobrir COVID-19]

Árabe

Akhbar.masr (Egito)

O jornal diário de propriedade privada egípcia, Akhbar.masr, usa o Instagram para compartilhar com o público egípcio as últimas notícias. Desde o início do surto, o Akhbar.masr aumentou o número de postagens sobre o vírus. Recentemente, o jornal publicou um aviso do Ministério da Saúde do Egito sobre empresas falsas que afirmam cobram para esterilizar casas do coronavírus.

BBC Árabe (Reino Unido)

A cobertura da BBC Árabe se concentrou em como os países árabes estão tomando precauções para conter a propagação do vírus. Os surtos na região começaram no Irã, depois surgiram na Cisjordânia, Arábia Saudita, Kuwait, Egito e Marrocos. Um impacto regional mais amplo levou outras organizações de notícias a aumentar sua cobertura local e internacional. 

Chinês

South China Morning Post (Hong Kong)

O South China Morning Post criou uma página de tópico dedicada ao coronavirus que fornece links para as últimas notícias, vídeos e comentários sobre o vírus. Um dos principais links do site inclui uma página explicativa abrangente de tudo o que você precisa saber sobre COVID-19, incluindo mapas, gráficos e infográficos.

Caixin (China)

O Caixin é um grupo de mídia com sede em Pequim que oferece ampla cobertura de COVID-19 por meio de um boletim informativo dedicado, uma página de tópico com atualizações ao vivo e uma barra lateral de fatos importantes. Eles também lançaram um diário em vídeo sobre o epicentro em Wuhan.

[Leia mais: Design e jornalismo de dados: uma combinação poderosa]

Inglês

The Washington Post (EUA)

Além da cobertura regular, o Washington Post criou uma newsletter para assinantes dedicada a atualizações sobre o vírus. Fornecendo as reportagens e informações mais recentes sobre o vírus espalhado nos EUA e em todo o mundo, o boletim informativo diário "Coronavirus Updates" inclui um mapa dos surtos do vírus e responde a perguntas frequentes. Os leitores também são incentivados a enviar perguntas para serem abordadas na cobertura futura.

CNN (EUA)

Apresentado pelo principal médico da CNN, Sanjay Gupta, o podcast diário "Coronavirus: Fact vs. Fiction" responde algumas das perguntas mais comuns sobre o vírus. Os tópicos anteriores incluíram a eficácia das máscaras faciais na redução da disseminação do vírus, dilemas com o teste de coronavírus e como se preparar para viajar. Cada episódio tem menos de 15 minutos e é gratuito em todas as plataformas de podcasting.

CNN Fact Vs. Fiction podcast
Captura de tela da CNN

Português

GaúchaZH (Brasil)

Em 26 de fevereiro —no mesmo dia em que o primeiro caso de COVID-19 foi confirmado no Brasil — o GaúchaZH lançou uma newsletter especial. Disponível apenas para assinantes, essa newsletter cobre informações sobre coronavírus no Brasil e no resto do mundo. Sempre que os assinantes leem uma matéria relacionada ao coronavírus no site, eles são convidados a assinar o boletim.

Rádio e Televisão de Portugal (RTP) (Portugal)

Enquanto Portugal confirmou os primeiros casos do país em 2 de março, a RTP lançou atualizações minuto a minuto sobre o vírus no país e em todo o mundo e incluiu a COVID-19 em sua própria opção de menu.

Russo

Meduza (Letônia)

Sediado em Riga, o jornal online e agregador de notícias em língua russa Meduza lançou um questionário de verdadeiro ou falso com perguntas sobre o coronavírus. Informado por perguntas frequentes sobre o vírus, o questionário do Meduza abrange perguntas, por exemplo, se os animais agem como portadores, mitos sobre pacotes que espalham a doença e se antibióticos são ou não medidas preventivas. 

Screenshot of Meduza quiz
Captura de tela do teste do Meduza 

BBC Rússia (Rússia)

Quase toda a mídia independente em língua russa publica regularmente atualizações sobre o vírus ou artigos sobre como a situação afeta diferentes aspectos da vida. No entanto, a reportagem da BBC Rússia está focada em como as pessoas vivem em quarentena. Após a publicação de um artigo sobre uma ala hospitalar superlotada em Moscou, os pacientes foram transferidos para pequenas salas privadas em diferentes hospitais.

Espanhol

Eldiario (Espanha)

O jornal online Eldiario.es decidiu dar a seus leitores acesso a um mapa interativo criado pela Universidade Rovira i Virgili, de Zaragoza. Usando um modelo preditivo, o mapa explica quais chances as pessoas têm de pegar o vírus, dependendo do distrito em que vivem. Recentemente, a publicação também adicionou um boletim diário cobrindo a pandemia e suas consequências sociais e econômicas.

Map of virus in Spain
Captura de tela do Eldiario.es

El Surtidor (Paraguai)

A publicação premiada do Paraguai El Surtidor usa seu jornalismo em quadrinhos para cobrir COVID-19. Nesta ilustração, eles explicam o impacto que o vírus poderia ter no país e, em outra, fornece dicas sobre como detectar desinformação sobre o vírus.


Este artigo foi possível graças à participação da nossa equipe global da IJNet: Ana Prieto, Santiago Sánchez, Audrey Jiajia Li, Marina Chentsova Eckman e Renata Johnson.

A imagem principal é uma captura de tela da página do Akhbar.masr no Instagram.