Como construir uma relação de confiança com financiadores?

porFabiola Gutiérrez
May 1, 2021 em Empreendedorismo de mídia
Aperto de mão

Não existe uma fórmula mágica para se relacionar com investidores, mas existem medidas concretas que sua organização pode tomar para melhorar suas chances de obter investimento.

“Acima de tudo, é importante lembrar que os relacionamentos com financiadores são cultivados antes, durante e depois de receber o financiamento”, disse Gabriela Hadid, representante de investimentos para a América Latina da organização filantrópica global Luminate.

Hadid compartilhou insights durante uma discussão com mulheres fundadoras de mídia do programa Metis, com o apoio da Google News Initiative, que ajuda a desenvolver as habilidades de negócios de mulheres líderes de mídia. “Financiamos organizações, mas [nosso objetivo] é apoiar as pessoas, então, na verdade, estamos financiando as pessoas”, disse Hadid.

Para ela, é importante que a equipe por trás das organizações de mídia mostre consistência e ganhe confiança com os financiadores, investindo o tempo necessário para cultivar uma relação produtiva entre jornalista e financiador.

Mas como encontrar essas organizações que financiam projetos de jornalismo? Como iniciar uma conversa e manter os relacionamentos ao longo do tempo?

Abaixo estão as recomendações de Hadid para promover esses relacionamentos.

Entenda o mundo dos financiadores antes de iniciar una conversa

Conheça o panorama das organizações que financiam o jornalismo empresarial.

Isso inclui organizações que trabalham internacionalmente, grupos filantrópicos privados ou corporativos e empresas focadas em investir em causas sociais. Para começar, visite esta seção do site da SembraMedia que detalha fontes de financiamento para jornalistas e projetos de jornalismo.

Analise a estratégia geral e as prioridades da organização financiadora.

Verifique os países em que a organização trabalha, se ela apoia empresas de mídia sem fins lucrativos ou com fins lucrativos, se apoia determinados tópicos ou nichos de interesse. Também é útil determinar quais tipos de financiamento a organização oferece, seja o financiamento inicial para um determinado projeto ou se você precisa se inscrever em uma chamada aberta de inscrições. Você também pode precisar abordar a organização com uma proposta estratégica. Compreender os princípios orientadores de cada organização permitirá que você entenda se há uma oportunidade para um relacionamento entre sua organização e o financiador. 

[Leia mais: Novas leis exigem que Big Techs paguem por conteúdo. A mídia local será prejudicada?]

Prepare a equipe antes de falar com investidores

Crie uma proposta clara e envolvente para o financiador, seja formal ou informalmente, conversando cara a cara ou por escrito. A proposta ideal conta a história de sua organização de mídia.

A proposta de financiamento também deve incluir:

  • O que sua organização planeja realizar com o financiamento. Pode ser aumentar seu público, expandir a equipe, desenvolver uma nova fonte de receita para o meio de comunicação, etc.

  • O que faz sua organização se destacar de outras empresas de mídia?

  • Uma explicação específica e clara da quantidade de dinheiro que seu meio de comunicação precisa para cumprir seus objetivos

  • Uma descrição da equipe da organização de mídia: Quantas mulheres estão na equipe? Quem é a liderança? Que passos o meio de comunicação deu em direção à inclusão?

  • Coloque as realizações da sua organização em perspectiva. Como sua empresa de mídia cresceu e evoluiu desde sua fundação?

  • Se o seu meio de comunicação for uma empresa com fins lucrativos, forneça uma avaliação financeira clara, incluindo os investidores que sua empresa já possui, bem como os investidores que sua organização está buscando e o status dessas negociações.

  • Explique como sua organização medirá os impactos no meio e no final do projeto relacionados às metas que você gostaria de alcançar com o financiamento.

Certifique-se de que o tipo de apoio financeiro que sua organização está procurando corresponde à proposta que você enviou.

É fundamental não prometer demais o que você pode realizar se receber financiamento. Os financiadores conhecem o ecossistema da mídia, as oportunidades disponíveis e os limites do que é possível realizar com determinados montantes e tipos de financiamento. Um elemento essencial para desenvolver a confiança dos financiadores é cumprir totalmente o que você promete.

Seja transparente com os financiadores em potencial sobre as dificuldades que sua organização ou projeto podem enfrentar.

É melhor para um financiador aprender antecipadamente sobre os desafios potenciais, antes de entrar em um acordo. “Como filantropos, não estamos procurando financiar o projeto perfeito, porque ele não existe. Com os projetos que apoiamos, queremos que os jornalistas e suas empresas de mídia melhorem e cresçam. É por isso que é importante que os jornalistas mostrem suas vulnerabilidades, para que as organizações de financiamento possam ajudá-los a superar os desafios que podem surgir”, disse Hadid.

Iniciando a conversa con a organização financiadora

Compartilhe informações sobre o funcionamento interno da sua organização de forma aberta e honesta com o financiador.

Isso é especialmente importante ao discutir a sustentabilidade do modelo de negócios da sua organização, incluindo os limites e áreas potenciais de crescimento. É útil falar sobre as finanças de sua organização em geral, portanto, vá além de descrever doações gerais e o financiamento específico que você está tentando receber. Também pode ser útil para os financiadores se as organizações de mídia mencionarem os desafios que enfrentaram, incluindo rotatividade de pessoal, casos de assédio ou dificuldades com esforços de inclusão. Se esses problemas não surgirem até mais tarde no processo de financiamento, a organização de mídia pode perder a confiança do financiador.

Se a sua organização está enviando várias propostas de financiamento para várias organizações, certifique-se de que essas propostas sejam claras e consistentes.

Principalmente se estiverem relacionados aos mesmos temas ou projetos. Em suas inscrições, é melhor declarar claramente o montante de financiamento que você está solicitando de cada financiador e o quão longe estão suas negociações com esses diferentes financiadores. Em alguns casos, essa informação também pode ajudar um financiador a facilitar ou agilizar sua conversa com outro financiador, devido ao fato de que, no processo de análise de sites de mídia para receber financiamento, as organizações financiadoras frequentemente conversam entre si.

Ao receber o financiamento, esforce-se para se comunicar com seus financiadores com mais frequência do que o exigido pelo seu contrato.

Isso ajudará a evitar desconexões com seu financiador e garantir que todas as partes estejam trabalhando com informações completas. Também ajuda a garantir que seus financiadores descubram sobre o que está acontecendo em sua organização através de você, em vez de receber atualizações sobre sua organização em manchetes de notícias, mídia social ou conversas informais com outras pessoas no mundo da mídia.

[Leia mais: 4 alternativas para financiar um jornalismo em crise]

Continuando a conversa depois de receber fundos 

Crie uma programação com os tópicos que sua organização de mídia planeja cobrir, tanto a médio quanto a longo prazo.

Seja verdadeiro consigo mesmo e com sua organização, não se deixe distrair ou desviar do curso por tópicos que parecem estar "na moda" para receber financiamento no momento. Ter um corpo de trabalho sólido é a ferramenta mais útil para se apresentar a futuros financiadores — muito mais do que reportar sobre tópicos de tendências atuais. Este portfólio de projetos de alta qualidade permitirá que você cause um impacto duradouro em seu público e proporcionará visibilidade para sua equipe e organização.

Relate os impactos qualitativos e quantitativos que sua organização e reportagens têm.

Certifique-se de fornecer contexto. “Não deixe de ver o valor do seu próprio trabalho. Mesmo que demore para registrar, um impacto documentado é uma das coisas que mais atrai a atenção do financiador”, disse Hadid. “Use suas habilidades de contar histórias para destacar suas próprias realizações e impactos, e deixe os financiadores saberem como sua organização e suas reportagens mudaram a vida de alguém.”

Uma proposta de financiamento realista atinge um equilíbrio entre o tamanho da equipe de uma organização, os recursos que o canal está solicitando e o impacto desejado do projeto, explicou Hadid. Por exemplo, seria inconsistente ter uma equipe grande e prometer grandes impactos, mas solicitar uma pequena quantidade de recursos para fazer o projeto acontecer, ou vice-versa. “Com muitas propostas de financiamento, as preocupações que surgem para os investidores não têm a ver com os projetos serem arriscados, mas com a falta de consistência das propostas de projetos”, disse Hadid.


Este artigo foi publicado originalmente na SembraMedia e reproduzido na IJNet com permissão.

Fabiola Gutiérrez é embaixadora da SembraMedia na Bolívia. 

Imagem com licença Creative Commons no Unsplash via Sincerely Media