CIIJ lança guia de estilo jornalístico para escrever sobre diversidade

porSam Berkhead
May 10, 2016 em Temas especializados

Ao escrever sobre comunidades diversas, como jornalistas podem ter certeza de que usam a terminologia e linguagem correta para definir essas comunidades? Como podemos escrever respeitosamente e precisamente sobre diferentes raças, sexualidades, religiões e deficiências ao reportar uma notícia?

O Guia de Estilo de Diversidade, um recurso gratuito do Centro de Integração e Melhoria de Jornalismo (CIIJ, em inglês) da Universidade Estadual de San Francisco, visa responder a essas perguntas, permitindo que os jornalistas escrevam com autoridade sobre a sociedade multifacetada e multicultural de hoje.

O guia contém mais de 700 artigos que cobrem raça e etnia, deficiência, religião, gênero e sexualidade e mais. A necessidade de mais precisão por parte de jornalistas que cobrem esses tópicos é aparente, onde quer que você esteja, explicou Rachele Kanigel, professora de jornalismo da Universidade Estadual de San Francisco e editora do guia.

"Novos termos como cisgênero, Black Twitter e genderqueer chegaram ao vocabulário cultural, mas os jornalistas nem sempre sabem como usar esses termos corretamente", disse ela. "Este guia tem como objetivo informar os profissionais da mídia para que possam escrever de forma responsável e com precisão sobre pessoas e comunidades diferentes."

Em muitos casos, não há uma resposta certa às questões de como reportar corretamente em uma comunidade - por exemplo, há uma grande variedade de opinião sobre que pronomes usar quando se referir a indivíduos que não se identificam nem como homem nem mulher. Em casos como esses, o guia procura descrever a atual discussão, trazendo opiniões de especialistas para oferecer contexto e orientação.

A fontes de seus artigos inclui mais de 20 guias de estilo de tópicos específicos dos Estados Unidos, incluindo a Asian American Journalists Association, GLAADNational Association of Black JournalistsNational Association of Hispanic JournalistsNational Center on Disability and JournalismReligion Newswriters Association. O guia também contém links a esses guias para leitura adicional.

Kanigel disse que o foco do livro não é o politicamente correto mas a precisão.

"Um monte de profissionais de mídia usa termos incorretamente ou não entendem as nuances e significados mais profundos das palavras", disse ela. "Este guia fornece informações e contexto para que possam escrever não apenas com sensibilidade, mas com autoridade."

Imagem sob licença CC no Flickr via berisha olivier