7 razões pelas quais editores rejeitam pautas de reportagem

porFarah Mohammed
Sep 27, 2016 em Jornalismo básico

Você pode ter a melhor ideia de reportagem do mundo, mas se não sabe como vendê-la a um editor, vai ficar em seus rascunhos. Aqui estão algumas dicas para fazer suas pautas se destacarem.

Você não tem um gancho de notícias

Isto não é vital para todas as matérias, mas é bom ter um gancho de notícias. As pessoas estão sempre à procura de material sobre o qual estão pessoalmente interessadas ou o que está acontecendo ao seu redor. Uma matéria sobre saúde mental é uma pauta muito mais fácil durante o mês de saúde mental, por exemplo. Uma baleia encalhada recentemente é um bom momento para escrever sobre o meio ambiente.

Problemas em andamento podem ser utilizados, bem como eventos singulares. Nos Estados Unidos, o recente aumento da dependência de drogas levou a mais publicações em torno do assunto. A crise contínua na área de saúde significa que há um fluxo relativamente constante de matérias sobre o sistema médico e pacientes.

Pense em como a sua matéria conecta com eventos atuais, modas ou tendências. Talvez seja algo em sua vida pessoal ou talvez foi provocado por uma conversa recente.

Você não explica por que é importante

Se você não está conectando sua matéria a um evento atual, precisa explicar por que acha que as pessoas vão ler. Lugares atraentes, estatísticas, imagens e personagens podem sustentar uma matéria.

Exercício: Um estranho se aproxima de você em um bar e pergunta sobre o que você está trabalhando. A música é alta, então não dá para falar por muito tempo. Você precisa contar claramente a matéria que está escrevendo e por que é interessante. No final, você quer que eles queiram saber mais. O que você diz?

Você é um pouco prolixo

Editores são ocupados. Muito ocupados. Muito, muito ocupados. Tenha em mente que o e-mail deles está cheio de pautas e eles têm que ler tudo antes do final do dia.

Como jornalistas, muitas vezes somos apaixonados por nossos temas e nosso trabalho (nós certamente não fazem isso pelo dinheiro.) Assim, podemos falar demais sobre o tema.

Ao compor uma sugestão de pauta, certifique-se de que você só está dizendo o que é necessário. Um editor provavelmente não vai olhar para sua sugestão de duas páginas como paixão (a menos que peçam uma sugestão de duas páginas). Eles são mais propensos a olhar para a sugestão como uma incapacidade de resumir ou esclarecer dentro do número de palavras.

Sugestões de pautas são melhor limitadas a uns dois parágrafos. Explique a sua ideia, porque é convincente e se você já fez algum trabalho sobre ela, inclua alguma pesquisa ou citações importante, mencione-as, mas não faça mais do que isso.

Você não parece seguro de si

As mulheres em particular são vítimas disso. Quanto mais hesitante você soa a um editor, mais hesitante ele vai estar em contratá-lo.

Exercício: Depois de escrever um e-mail propondo uma pauta, volte e apague a palavra "só" ou "apenas" (por exemplo, "eu só acho que...'', "estou apenas sugerindo uma ideia... "). Também reconsidere usar "talvez" e quaisquer desculpas por "tomar o seu tempo".

Você não vende a si mesmo tão bem como a sua matéria

Junto com se sentir seguro de si mesmo, faça editores se sentirem seguros sobre você. Por que você é a melhor pessoa para escrever esta matéria? Você tem experiência pessoal? Passou um tempo no campo?

Você não tem que enviar o seu currículo (a menos que solicitado) ou escrever sua autobiografia. Se seu trabalho apareceu em publicações que você acha que são respeitáveis, mencione isso. Se você escreveu um trabalho semelhante do qual tem orgulho, inclua um link. Se você tem um site, encaminhe-os para ele.

Você não leu as instruções

Muitos sites detalham exatamente como querem receber suas pautas. Alguns querem que você escreva a linha de assunto de uma certa maneira. Alguns não vão olhar para o trabalho acabado, só querem propostas. Muitos querem exemplos de trabalhos anteriores.

Mostre alguma familiaridade com a revista. Antes de propor a pauta, leia algumas matérias semelhantes. Tenha uma noção do seu tom, o que estão procurando, comprimento e voz.

Além disso, se há um nome de um editor específico, use o nome dele. Um "oi" só quando você escreve para um endereço de e-mail que inclui o nome não é um insulto por si só, mas pode fazer a sua mensagem parecer descuidada.

Outra maneira de não impressionar um editor é propor uma matéria muito semelhante a uma que a publicação acabou de publicar. Antes de clicar em "enviar:, faça uma busca rápida para ver se eles realmente acharam que sua ideia coube na revista.

Você fez erros gramaticais ou de ortografia na sua sugestão de pauta

Um erro de digitação ocasional acontece. Mais que isso? Você cavou sua própria sepultura.

HackPack.press oferece TechCorners semanais, fundos destacados e oportunidades de emprego. Assine aqui.

Imagem principal sob licença CC no Flickr via Flavio~