6 exemplos de colaborações entre bibliotecas e redações

porCeleste Sepessy
Jan 7, 2020 em Jornalismo colaborativo
Biblioteca

Jornalistas fornecem informações de qualidade. Bibliotecários ajudam as pessoas a encontrar informações de qualidade. Ambos os campos se baseiam na promoção do envolvimento cívico. Ambos são especialistas contextuais nas comunidades que servem. E ambos estão trabalhando para se reinventar no mundo digital.

Faz sentido que agências de notícias e bibliotecas colaborem entre si. Isso é algo em que acreditamos no News Co/Lab desde o início e que vimos funcionar muito bem em nossas parcerias com o Kansas City Star e o The Telegraph em Macon, na Geórgia. Estamos sempre felizes em ver outros exemplos dessas duas importantes instituições colaborando para trazer às pessoas notícias e informações que impactam sua comunidade. (E claramente estamos em boa companhia, como evidenciado nesta matéria do Nieman Reports, sobre o porquê dessas colaborações serem tão importantes.)

Confira estas seis parcerias entre jornalismo e bibliotecas — desde programas do ensino médio a redações pop-up — para inspirar redações de todos os tamanhos.

Storytellers Without Borders

The Dallas Morning News e Biblioteca Pública de Dallas 

Os alunos do ensino médio de Dallas abordam histórias sérias — e se tornam consumidores mais inteligentes da mídia — como parte do Storytellers Without Borders. Os alunos se reúnem uma vez por semana durante oito semanas, trabalhando em estreita colaboração com jornalistas veteranos, bibliotecários e líderes da cidade para produzir artigos voltados para a comunidade. "O objetivo do programa conjunto é transformar estudantes do ensino médio de Dallas em jornalistas comunitários iniciantes, ajudando-os a perceber a importância das organizações de notícias e bibliotecas locais ao mesmo tempo", escreveu Melody Kramer para o Poynter em 2017.

Microfone comunitário do El Tímpano

El Tímpano e Biblioteca Pública de Oakland 

A jornalista Madeleine Bair lançou o El Tímpano para "criar canais de informação de duas vias" com os imigrantes latinos de Oakland. Blair se instalou em feiras, esquinas e, obviamente, bibliotecas com um grande microfone comunitário. O resultado: ela entrevistou mais de 100 moradores sobre o custo da moradia. Para a matéria completa, acesse o estudo de caso do Instituto Lenfest sobre El Tímpano.

Qual é o seu QI de Kansas City?

The Kansas City Star, Biblioteca Pública da Cidade de Kansas e o News Co/Lab

No projeto “What’s Your KC Q?”, repórteres e bibliotecários respondem às perguntas dos leitores enviadas por meio da ferramenta de jornalismo de engajamento Hearken enquanto mostram seu trabalho. O objetivo? Ensinar aos membros da comunidade como localizar e acessar informações usando os recursos da biblioteca, além de destacar como os repórteres descobrem informações por meio de registros públicos, entrevistas e outros métodos jornalísticos. O projeto promove transparência e envolvimento em uma colaboração impactante.

What's your KCQ?

Transmissões baseadas em bibliotecas

NOWCastSA e Biblioteca Central de San Antonio 

NOWCastSA é a televisão pública para a região de San Antonio, no Texas. O canal online cobre apenas notícias hiperlocais diretamente do sexto andar da Biblioteca Central de San Antonio. A diretora executiva Charlotte-Anne Lucas supervisiona uma equipe modesta, incluindo estagiários do ensino médio e da faculdade, que aprendem o básico sobre jornalismo e a importância de se conectar com a comunidade. As duas organizações também trabalham juntas na programação, como oficinas de literacia de notícias. Lucas diz que as duas organizações estão profundamente conectadas. "Obviamente, o endereço e o local nos dão credibilidade, mas realmente nos ajudou a nos conectar com a comunidade", diz ela. "É um espaço confortável e seguro, onde as pessoas se sentem à vontade para fazer perguntas e explorar ideias. Se você pensa no jornalismo como uma coisa fundamental — o processo de verificação — parece que faz sentindo estar neste lugar.”

Sala de imprensa da biblioteca pop-up

The Sprawl e Biblioteca Pública de Calgary 

The Sprawl, de Calgary, no Canadá, chama-se "jornalismo pop-up". É natural que o canal de financiamento coletivo também deva ter uma redação pop-up. Para sua sétima edição, The Sprawl abriu uma redação de dois meses na nova biblioteca central da cidade. "Como podemos pegar o conceito de uma redação e expandi-lo?", perguntou o fundador Jeremy Klaszus quando apresentou o projeto. “E se deixarmos os calgarianos entrar nessa discussão? O que podemos aprender?” A equipe esperava que isso incentivasse o engajamento cívico e um diálogo importante. Aqui está o que eles aprenderam com o experimento (além de uma história em quadrinhos fantástica sobre as experiências dos alunos!)

Workshop de treinamento de instrutores sobre educação midiática

The Telegraph, Centro de Jornalismo Colaborativo (CCJ, em inglês) da Universidade Mercer, Bibliotecas Públicas da Geórgia Central (MGPL, em inglês) e News Co/Lab

The Telegraph em Macon, na Geórgia, uniu forças com o CCJ e o Centro para Literacia de Notícias (CNL, em inglês) da Universidade Stony Brook, para levar um workshop de treinamento de instrutores sobre educação de mídia aos bibliotecários da MGPL. Os participantes aprenderam sobre verificação, equilíbrio e viés, como identificar a opinião do jornalista e avaliar as fontes. Em seguida, os bibliotecários criaram planos de aula para seus clientes com base em conceitos da CNL como V.I.A. (verificação, independência e responsabilidade) e "bairros da informação". 

Tem uma parceria interessante entre uma redação e biblioteca para compartilhar? Escreva contando para  info@newscollab.org.


Este artigo foi publicado originalmente pelo News Co/Lab da Faculdade Walter Cronkite de Jornalismo e Comunicação em Massa da Universidade Estadual do Arizona e reproduzido na IJNet com permissão.

Imagem principal sob licença CC no Unsplash via Zaini Izzuddin