Você acha que agregadores de notícias são ruins para o jornalismo? 'Supere isso', diz criador do Newspeg

porMargaret Looney
Apr 14, 2014 em Jornalismo digital

A agregação de notícias é comum em muitas redações modernas, mas ainda há céticos.

Recentemente, disseram a Mark Potts, diretor do site de curadoria de notícias Newspeg, que "agregadores são ruins."

Sua resposta: "Supere isso."

"A ideia de que há uma única fonte de notícias morreu", disse Potts em um painel sobre startups de notícias e inovadores que fez parte da conferência Journalism Interactive (J/i) nos Estados Unidos, um evento em que professores de jornalismo e profissionais discutem a forma de preparar os alunos para o futuro do jornalismo digital.

Ferramentas de curadoria permitem a agências de notícias darem às pessoas múltiplas escolhas e perspectivas, disse Potts, um veterano jornalista e empreendedor jornalístico.

A agregação e curadoria simplificam a descoberta de conteúdo para os leitores por meio de algoritmos ou de editores que selecionam as notícias relevantes de diferentes fontes. Os termos são frequentemente usados ​​como sinônimos, embora tecnicamente há diferenças entre os dois.

Mas nem todas as redações têm abraçado os agregadores, especialmente aqueles com sites construídos antes da prática ter pegado amplamente. "Os sistemas de gerenciamento de conteúdo de mídia tradicionais não estão configurados para a agregação e curadoria. A ideia de [um meio] colocar um título e um link de uma fonte diferente [em sua própria página] é radical, e não pode nem mesmo ser viável."

Nem todas as plataformas podem estar prontas para dar esse passo, mas os jornalistas podem estar mais acostumados do que imaginam a selecionar artigos e escolher os mais relevantes. Eles simplesmente chamam isso de um nome diferente, disse Potts.

"Para aqueles que começaram no jornalismo há muito tempo, a curadoria é o que nós costumávamos chamar de edição, disse Potts, que antes trabalhou para o Washington Post. "Qualquer um que montou uma primeira página fez curadoria. Nós dissemos: 'Que matérias temos hoje? Nós escolhemos essas matérias, deixamos outras de fora, e colocamos na primeira página. Isso é o que é curadoria e estas são apenas as melhores ferramentas para fazer isso."

Rob Malda, fundador do site de curadoria Trove, acha que a agregação vai se tornar algo básico em todas as redações.

"Há um padrão repetido de nerds com tempo livre fazendo coisas que mortais não querem fazer e, então, 10 anos depois todo mundo está fazendo isso", disse Malda. "Então prepare-se."

Margaret Looney, assistente editorial da IJNet, escreve sobre as últimas tendências de mídia, ferramentas de reportagem e recursos de jornalismo.

_Imagem sob licença CC no Flickr via Adrian Wallett_