3 dicas para trazer uma nova perspectiva a sua reportagem

porAntigone Barton
Oct 22, 2013 em Jornalismo básico

Seja você um jornalista experiente que trabalha na mesma editoria há anos ou um jornalista cidadão cobrindo sua cidade natal pela primeira vez, é possível perder uma grande história porque conhece o assunto muito bem.

Babatunde Akpeji, jornalista multimídia e bolsista do ICFJ Knight International Journalism Fellowship treina membros da comunidade no delta do rio Níger da Nigéria para informar sobre questões de saúde, meio ambiente e desenvolvimento que não seriam cobertos de outra forma. Akpeji, que tem uma longa experiência de cobertura de saúde na Nigéria, oferece essas dicas para jornalistas que querem trazer uma nova perspectiva para sua reportagem:

Olhe para a sua comunidade como se fosse um estranho

"Se você mora num lugar por 10 anos, há coisas que exigem sua atenção, mas, porque você se acostumou, pode não ver nada para contar uma história", diz Akpeji.

O mesmo vale para uma editoria. Quando você vem cobrindo a mesma burocracia disfuncional por tanto tempo que se torna um especialista, você se acostuma com as coisas. Olhe para o que ainda não está funcionando e pergunte por que não está. Qual é o impacto sobre os indivíduos e a comunidade quando os mesmos problemas continuam surgindo? Olhe para a sua editoria como se tivesse acabado de chegar, pois irá ajudá-lo a buscar e encontrar respostas.

Leia amplamente

"Leia, o tanto quanto possível", diz Akpeji. "Leia outras pessoas, leia jornalistas, leia outras páginas de blog de ​​outros jornalistas cidadãos . "Isso lhe dá uma ideia das outras perspectivas. O que eles não estão vendo que você sabe, ou que deve ser dito? Quais perguntas estão levantando? E quais são as implicações do que está acontecendo na sua região, e sua editoria, globalmente?

Ponha-se fora da história

"Você deve tentar separar-se das histórias", diz Akpeji. "Escreve sem o seu sentimento, sem a sua emoção, mas algo tem que ser feito."

A maioria dos jornalistas profissionais sabe não editorializar um artigo. Mas às vezes não é o que você está dizendo, mas o que está deixando de fora; esse é o problema. Se você tiver dúvidas pessoais sobre a história --que vai chatear uma fonte, por exemplo, ou que está contanto um segredo que todo mundo sabe, mas concordou tacitamente em não mencionar-- pode deixar de fora parte de sua história. Olhe e determine o que é importante para os leitores entenderem sobre os acontecimentos e as políticas que os afetam.

Em seguida, diga o que eles precisam e merecem saber.

Vídeo relacionado:

No vídeo acima, Akpeji compartilha mais conselhos para jornalistas cidadãos e jornalistas independentes.

Antigone Barton escreve o blog Science Speaks para o Center for Global Health Policy. Ela foi bolsista do Knight Health Journalism Fellowship em Zâmbia e do Global Health Reporting Fellowship na Nieman Foundation for Journalism na Harvard.

Irene Moskowitz, diretora de comunicação do ICFJ, contribuiu neste post.

Imagem no Flickr via n8.laverdure sob licença CC