Radiotopia pretende tornar storytelling sustentável na Web

porJessica Weiss
Feb 19, 2014 em Jornalismo multimídia

Um novo projeto da rádio pública americana está dando à narrativa jornalística (storytellling) pleno acesso ao microfone e ajudando a conectá-la aos ouvintes por meio de uma experiência móvel com foco na Internet.

"De um modo geral, a rádio pública desenvolve programas para transmissão e, em seguida, tenta criar um podcast ou [presença] do tipo on demand", Jake Shapiro, CEO do Public Radio Exchange (PRX), disse ao Current.org. "Isso inverte."

O projeto Radiotopia, criado pela PRX, é uma rede de podcast que está forçando os limites das narrativas de áudio e o próprio negócio de rádio. Possui sete programas novos e estabelecidos de notícias baseados em histórias sobre uma diversidade de temas, como filosofia, a conexão no mundo moderno, design e arquitetura.

"O áudio focado em história de alta qualidade é uma forma essencial e irresistível de jornalismo e entretenimento", Shapiro disse recentemente ao blog da Knight Foundation. "Esperamos olhar para trás e ver que [a Radiotopia] foi o início de um novo tipo de rádio pública."

A Radiotopia tem metas ambiciosas para a criação de um modelo para sustentar este tipo de narrativa através de meios móveis, Web, rádio e televisão . A rede irá experimentar com crowdfunding colaborativo e novos métodos de patrocínio e promoção cruzada, ajudando uma nova geração de produtores independentes a tornar seus programas sustentáveis

O experimento foi em grande parte inspirado pelo 99% Invisible, um popular podcast sobre arquitetura e design produzido e mantido por Roman Mars. Mars, que não tem experiência em design, começou o programa como um segmento regular de arquitetura de um minuto de duração para estação de rádio pública KALW em San Francisco, distribuído pela PRX, ele contou ao The Awl. Quando os fãs começaram a pedir episódios mais longos, Mars começou a produzir duas versões separadas de cada episódio --uma para rádio e uma mais longa para podcast. A popularidade do podcast explodiu.

Em 2012, Mars recorreu com sucesso sua audiência digital para arrecadar dinheiro através do site de crowdfunding Kickstarter. Com mais de 5.600 apoiadores, ele levantou mais de US$170.000, quase quatro vezes o seu objetivo. Foi o projeto de jornalismo de maior sucesso do Kickstarter até agora.

Baseado nesse sucesso, Mars e PRX se juntaram para solidificar seu compromisso de criar uma "plataforma onde os melhores produtores podem encontrar uma audiência e florescer" --um ecossistema de programas similares baseados em histórias.

O PRX irá desenvolver novas estratégias de engajamento da audiência e geração de receita que se concentram primeiro na programação de áudio digital, como por meio de doações ou campanhas Kickstarter, patrocínios e compartilhamento de receitas. Dentro desse ecossistema, a Radiotopia espera que seus produtores possam se conectar com uma audiência, expandir suas próprias marcas e prosperar financeiramente.

"O PRX está respondendo a uma demanda por flexibilidade dos ouvintes que estão cada vez mais rejeitando as fontes de notícias e plataformas tradicionais", disse Michael Maness, vice-presidente da Knight Foundation para jornalismo e inovação de mídia. "Tendo isto como base, a rede irá criar um modelo para alcançar e informar amplas audiências públicas."

A rede vende patrocínio dos programas, site, mídias sociais e downloads de podcast. A Radiotopia já recrutou as empresas MailChimp, Facebook, Warby Parker e Squarespace como patrocinadores.

"Rádio e áudio tocam sua alma de uma forma diferente" do que outras mídias, Shapiro disse para a Knight. "O que é fascinante é a forma como convergiu com a maneira como as pessoas sentem uma narrativa em um mundo de mídia fragmentada. Ao invés de ser deslocado por outras formas de mídia, o áudio é distribuído de uma forma que é acessível ao modo como as pessoas estão usando a tecnologia de hoje."

A lista da rede da Radiotopia irá expandir, pois o PRX está recrutando novos produtores e programas.

Jessica Weiss é uma jornalista americana com base em Buenos Aires.

Foto cortesia de Rusty Sheriff no Flickr sob licença Creative Commons

Leitura relacionada: Biblioteca de som online moderniza o áudio para a era digital