Push: Um aplicativo móvel para organizações pequenas que não podem criar o seu próprio

por Christopher Guess
Nov 9, 2015 em Jornalismo móvel

É difícil fazer com que as pessoas leiam o seu trabalho. Isso tem sido a pedra no sapato de editores e publishers desde que Martin Luther se deu conta que tinha que levar um martelo para a igreja para chamar a atenção do povo. Não ficou muito mais fácil.

Isto é duplamente verdadeiro para uma organização pequena. As opções são limitadas a uma pequena gama de sites de mídia social e seu próprio site. As desvantagens destas opções são bem conhecidas, amplas e irritantes. O Facebook faz você pagar se quer mais do que 10 por cento de sua base de usuários realmente veja o seu post; e tentar que as pessoas se lembrem do endereço do seu site, muito menos voltar a ele, é um exercício de futilidade.

Além do mais, muitas organizações de notícias grandes estão se voltando para aplicativos móveis para distribuir conteúdo. No entanto, aplicativos móveis são caros, levam tempo para desenvolver e são difíceis de manter. Não há nenhuma maneira fácil para as pequenas organizações criarem um aplicativo sem contratar dois desenvolvedores a US$130.000 por ano e dar espaço de escritório e Red Bull por nove meses.

Para estas organizações (e qualquer pessoa que queira um aplicativo de notícias simples e customizável), eu construí uma versão alternativa simples e mais fácil.

Chamamos o aplicativo de "Push" e é um app de código aberto para Android (iOS está chegando) para agências de notícias e publicações que não têm tempo, dinheiro ou recursos para construir sua própria base de código personalizada.

Não é sofisticado, mas cuida do básico e permite que você visualize as mais recentes histórias, leia tudo o que quer e busque os arquivos. Em uma próxima atualização, nós vamos adicionar a capacidade de até mesmo executar campanhas e coletar doações de usuários através de PayPal.

O melhor do aplicativo, porém, é a capacidade de usar notificações que colocam uma nova história direto nas telas de bloqueio dos usuários, mesmo se não abriram o aplicativo há semanas.

Este produto foi desenvolvido inicialmente com o Organized Crime and Corruption Reporting Project (OCCRP) e lançamos sua versão recentemente. O OCCRP irá usar o aplicativo para mostrar a sua reportagem investigativa e abordagem narrativa de uma maneira diferente do que fez no passado.

"Entregar artigos de formato longo em tempo hábil para uma audiência global é difícil", disse o chefe de tecnologia da OCCRP, Smári McCarthy, em uma conversa recente. "Um bom aplicativo móvel com uma experiência de leitura elegante que alerta para novo material nos permite atingir um público maior de pessoas interessadas no tema, mas que de outra forma poderiam provavelmente perder o novo material publicado em nosso site."

Existem plugins para diferentes sistemas de CMS (Joomla é o único em pleno funcionamento no momento, mas Wordpress será disponível em breve), de modo que você não precisa se preocupar com a personalização de seu sistema atual ou desenvolver um novo sistema de publicação complicado. Tudo é tratado silenciosamente nos bastidores.

O projeto é oferecido em código aberto no Github aqui para que todos os nossos recursos e melhorias beneficiem o resto da comunidade. Nós também estamos aceitando pedidos de extração e todas as sugestões que as pessoas têm sobre como torná-lo mais útil e mais poderoso para toda a comunidade do jornalismo.

Se você pertence a uma organização de mídia que pode considerar a implementação do Push, escreva para cguess@ICFJ.org, e eu posso falar com você sobre o que precisa fazer para implementar este sistema.

Seus comentários ou sugestões sobre como ajudar o Push a decolar serão bem-vindos. O objetivo é que organizações como OCCRP e centenas de outras como ele finalmente aproveitem um recurso que fez muita falta nos últimos anos.

Imagem principal sob licença CC no Flickr via mondays child - imagem secundária de captura de tela do aplicativo do OCCRP