Projeto reúne estudantes de jornalismo da Costa Rica com mentores experientes

porJessica Weiss
Mar 22, 2016 em Jornalismo básico

A nova rede de estudantes e jornalistas experientes na Costa Rica tem como objetivo avançar o padrão de reportagem no país da América Central, através da produção de histórias de alta qualidade sobre questões sociais frequentemente ignoradas nos meios de comunicação. Juntos, os alunos e seus mentores vão cobrir questões de importância local e/ou nacional, tais como água potável, educação de qualidade e mudanças climáticas, bem como soluções.

A iniciativa, chamada Punto y Aparte (ou "Ponto Final") foi lançada oficialmente na semana passada pela veterana jornalista costarriquenha e professora Yanancy Noguera. Ela vai inaugurar sua primeira turma de participantes em abril: 15 estudantes de jornalismo e mentores voluntários, que incluem alguns dos jornalistas mais conhecidos do país. Noguera, que anteriormente dirigiu o maior jornal diário da Costa Rica, La Nación, diz que é um esforço para fornecer treinamento e apoio a uma nova geração de jornalistas e dar mais voz a reportagens sociais de qualidade e baseadas em soluções.

"Nós não estamos tentando redefinir o jornalismo ou jornalistas", diz Noguera. "Nós estamos apenas escrevendo um novo capítulo na história do jornalismo de qualidade na Costa Rica."

As sementes de Punto y Aparte foram plantadas em 2010, quando Noguera era bolsista da Central American Leadership Initiative no Instituto Aspen. Lá, ela concebeu a ideia de um projeto de impacto social que beneficiaria a agenda de notícias da Costa Rica e também promoveria a responsabilidade social. Cinco anos depois, ela começou a trabalhar em tempo integral no projeto, fazendo conexões com universidades, mentores e patrocinadores. O projeto está sendo coordenado pelo Instituto de Prensa y Libertad de Expresión (IPLEX) da Costa Rica.

Eis como funciona: jovens jornalistas exemplares - da Universidade da Costa Rica, Universidade Latina e Universidade São Judas Tadeu - são reunidos com jornalistas experientes, que vão fornecer orientação e conexões com profissionais de mídia. Entre os jornalistas profissionais de alto calibre que estão participando estão: o ex-diretor do La Nación e representante das Nações Unidas Eduardo Ulibarri, a correspondente da CNN Glenda Umaña e o veterano jornalista de televisão Édgar Silva. Atualmente são 37 mentores participantes e oito conselheiros.

Noguera salienta que jornalistas veteranos são mentores -- não tutores. "Um mentor é alguém que pode mudar sua vida", diz ela. E "todos selecionados para o projeto são incrivelmente motivados."

Com o apoio de vários patrocinadores, incluindo Deloitte, BAC San José e Aldesa, Punto y Aparte irá fornecer para as "equipes" de reportagem todos os recursos que precisam para completar e publicar uma matéria em um período de cinco meses. As histórias podem ser reportadas como matérias longas, de multimídia, documentários e muito mais; mas devem ter uma componente digital. Além de serem publicadas nas mídias participantes, também serão publicadas no site da Punto y Aparte. No final do período de cinco meses, uma cerimônia de premiação vai destacar os melhores trabalhos.

Para 2016, 35 alunos vão participar, divididos em dois grupos, de abril a julho e agosto a dezembro. Noguera diz que espera que as obras acabadas sejam contundentes e lembrem as pessoas do poder do jornalismo - especialmente importante pois a mídia tradicional continua a encolher.

"Claro, 15 ou 30 artigos não vão mudar drasticamente o jornalismo", diz ela. "Mas podem ajudar a lembrar-nos da importância do bom jornalismo."

Ao longo prazo, Noguera espera que o projeto será autossustentável como uma rede dinâmica em operação de jornalistas, concentrando-se nas questões sociais mais importantes da Costa Rica e compartilhando experiências e melhores práticas.

"As pessoas dizem que o jornalismo está em crise", diz ela, "mas eu acho que é porque há tantas oportunidades e plataformas. Devemos ter uma atitude mais pró-ativa... e descobrir como tornar o jornalismo mais dinâmico."

Imagem principal cortesia de Punto y Aparte no Instagram