Programa de terceira idade em Beirute prova que nunca se é velho demais para mídias sociais

por Bayan Itani
Jul 20, 2012 em Diversos

Estudantes de idades entre 51 e 81 anos em Beirute provam que nunca se é velho para aprender mídias sociais.

Eles estão participando de um curso de cinco semanas de introdução à mídia social na Universidade para Terceira Idade da Universidade Americana de Beirute (AUB).

Maya Abi Shaheen, coordenadora do programa, disse à IJNet que a ideia surgiu após um estudo de 2008 da AUB ter mostrado que pessoas com mais de 50 ficam mais solitárias e isoladas. O programa chega a sua quinta sessão.

A sessão de primavera de 2012 é a primeira a oferecer material de mídia nova. Cynthia Menti, co-fundadora do programa, disse que o material foi adicionado depois que os alunos anteriores mencionaram que queriam aprender as mídias sociais como uma forma de se comunicar com seus filhos e netos. Os participantes do curso não são novatos completos, entretanto; eles já devem ser familiarizados com computadores e a Internet.

Os alunos de terceira idade aprendem conceitos básicos de mídia como Facebook e Twitter graças ao Electronic Cooperation, um grupo de estudantes voluntários que funciona como um clube cuja missão é ensinar mídia para todas as idades.

O ex-presidente do clube, Mohammed Hijazi, que atualmente co-ensina a aula, disse que esta é a primeira vez que viu idosos animados em aprender sobre as novas mídias.

O material do curso inclui Facebook, Twitter e blogs, bem como carregar fotos e confirir as configurações de privacidade. Quatro das seis sessões são de aulas práticas; as duas restantes são de perguntas e respostas.

A aluna Helen Samahha disse que "ter jovens ensinando a idosos... em vez do inverso, é algo encorajador". Ela também enfatizou que a nova mídia é importante e minimizou a noção de que acaba com o contato social entre as pessoas na vida diária.

Foto: Cortesia de Bayyan Itani