Plataforma de jornalismo de dados vai ajudar a revelar ligações entre a elite

por Jessica Weiss
Sep 21, 2012 em Jornalismo digital

No Chile, onde o poder está concentrado nas mãos de poucos, um projeto de jornalismo de dados inovador pretende revelar as ligações entre os membros da elite do país.

Mas a Poderopedia, vencedora do Desafio Jornalístico Knight em 2011, que será lançado em fase de teste privado nas próximas semanas, não vai parar nas fronteiras do Chile. A plataforma vai oferecer uma versão aberta de suas ferramentas para que jornalistas, organizações de notícias, sem fins lucrativos e cidadãos possam mapear relações em suas próprias comunidades.

A equipe da Poderopedia irá coletar e verificar os dados de um conjunto de fontes, incluindo sites de notícias, bancos de dados públicos e informações divulgadas por outras empresas e instituições. Em seguida, o time utilizará a plataforma Poderopedia para analisar e encontrar padrões na informação e mostrar os resultados visualmente.

A IJNet conversou com fundador e diretor da Poderopedia, Miguel Paz, sobre a ideia por trás do site e como a ferramenta será útil para jornalistas em todo o mundo.

IJNet: Por que visualizar conexões é importante?

Miguel Paz: As conexões entre pessoas, empresas e instituições são a base sobre a qual nossas sociedades são construídas. Quando os mundos políticos e de negócios são feitos de pequenos grupos de pessoas com os mesmos antecedentes e há poucos exemplos de pessoas que alcançaram o sucesso sozinhas nesses grupos, você descobre que os graus de separação entre os membros da elite são escassos. Ter a imagem geral de quem é quem no mundo dos negócios e da política e de suas redes quebra a assimetria da informação, ajuda a todos a tomar decisões mais informadas, torna as pessoas poderosas mais responsáveis ​​por suas ações, e promove a transparência, uma democracia melhor e um ambiente saudável de negócios.

IJNet: Você pode nos dar um exemplo?

MP: No Chile, 50 por cento dos diretores e altos executivos vêm de cinco escolas particulares (o que representa 0,03 por cento do sistema de ensino inteiro). O Ministro da Habitação Rodrigo Pérez Mackenna é irmão de Francisco Pérez Mackenna, presidente da Quiñenco (holding de investimentos e n° 52 na lista da Forbes de 100 bilionários). Ambos estudaram no Colégio Saint George e foram para a Universidade Católica, onde Rodrigo estudou com outros dois colegas atuais ministros do governo. Francisco recebeu seu MBA na Universidade de Chicago, nos EUA, e retornou ao Chile para ensinar na Universidade Católica e criar uma empresa de consultoria com Juan Bilbao (atual chefe do grupo Bilbao) e Alfredo Moreno Charmé (ex-presidente do grupo da Falabella e atual ministro das Relações Exteriores). Depois disso, ele passou a trabalhar na Citicorp para o presidente atual do Chile, Sebastián Piñera, que então nomeou Rodrigo como ministro da Habitação.

IJNet: Quem vai usar a Poderopedia?

MP: O usuário das visualizações na Poderopedia é um usuário médio da Internet, alguém que procura compreender como as pessoas, empresas e instituições estão conectadas umas com as outras, a fim de obter uma visão ou informação para ajudá-lo a compreender os problemas atuais ou passados. Ele ou ela é um cidadão, um jornalista, um pesquisador, alguém que usa a tecnologia para aprender, descobrir ou usar a informação para fazer coisas com ela (escrever um post de blog ou um artigo, cobrar algo de uma autoridade, saber quem é quem no setor de uma indústria).

O usuário não é um especialista em visualização, não é um programador especialista, não é alguém louco por dados complicados. Temos investido muito tempo e esforço em tornar a plataforma amigável para que qualquer pessoa possa usá-la. Vemos Poderopedia se tornando uma comunidade mundial e vemos o nosso código-fonte como uma ferramenta a ser utilizada por organizações sem fins lucrativos e organizações de notícias para diferentes fins. Nós também iremos fornecer consultoria por parcelas pagas da nossa plataforma Poderopedia Plug & Play, que incluirá interface projetado, vocabulários personalizados e recursos também.

IJNet: Como os dados serão organizados?

MP: A apresentação será organizada em torno da entidade principal a ser destacada (pessoa, empresa ou organização) e as conexões serão exibidas em cruzamentos que podem variar em número e incluirão filtros. Por exemplo, uma pessoa na Poderopedia tem conexões como: família, cônjuge ou parceiro, amigos, conhecidos, colegas de classe, participação e posições nas empresas, posições no governo, ligações a partidos políticos, laços com grupos de apoio a campanhas políticas, laços com grupos de reflexão, cargos em organizações internacionais, posições em ONGs, laços com grupos religiosos, grupos seculares, laços com clubes privados, laços com movimentos de cidadãos e sociais.

IJNet: Que tipo de treinamento será oferecido?

MP: O site Poderomedia School vai ser lançado antes do final deste ano. Queremos ensinar a mídia latino-americana independente, jornalistas, cidadãos organizados e mídia cívicas como desenvolver aplicativos de notícias, aprender Reportagem Assistida por Computador e utilizar ferramentas de código aberto e dados abertos para melhorar a reportagem, matérias e informações. Há um défice de conhecimento entre jornalistas de idioma espanhol que são ótimos no que fazem, mas não têm habilidades técnicas que poderiam aprender e utilizar para melhorar o trabalho. Também iremos fornecer outras atividades de formação relacionadas com a Internet, design e negócios para ajudar a nossa fundação a sustentar suas operações.

Foto cortesia da Poderopedia