Os melhores podcasts de jornalismo investigativo de 2019

porGaelle Faure
Jan 12, 2020 em Jornalismo investigativo
podcast

Compilar uma lista dos melhores podcasts de investigação de 2019 pode ser uma tarefa impossível. Nos cinco anos desde que o Serial se tornou um sucesso, surgiu uma avalanche de podcasts de investigação (e não, nem todos sobre crimes reais) com mais lançamentos a cada ano.

Com isso em mente, aqui estão apenas alguns dos podcasts de investigação mais interessantes que foram ao ar em 2019. Esta lista limitada inclui alguns podcasts que abordam minuciosamente como os repórteres fazem suas investigações, o que pode ser igualmente fascinante como as próprias histórias. Aproveite para ouvir e compartilhe suas próprias escolhas nos comentários!

The Tip Off

Tip OffEm cada episódio de The Tip Off, a apresentadora Maeve McClenaghan explora os bastidores de grandes investigações: muitas do Reino Unido, onde ela está baseada, mas também internacionais. Os jornalistas que descobriram esses casos levam os ouvintes por seu processo passo a passo, começando com uma pista ou denúncia (que varia de conversas em uma festa a um fax anônimo) ao momento da sugestão de pauta e reportagens e até a publicação. A lista deste ano é ampla, com um crítico de música que passou anos investigando acusações de abuso contra o cantor R. Kelly, um investigador de código aberto que analisou um vídeo de um assassinato de soldados nos Camarões, um repórter que viajou pelo mundo para informar sobre o aumento da resistência a antibióticos e mais.

O Bellingcat Podcast

BellingcatPara sua primeira incursão no podcasting, o coletivo de investigação Bellingcat, com sede na Holanda, decidiu se aprofundar no caso do voo MH17 da Malaysian Airlines, que foi derrubado no leste da Ucrânia em 2014, matando 298 pessoas. Liderado pelo fundador Eliot Higgins, o Bellingcat Podcast apresenta a voz de dezenas de jornalistas e analistas, incluindo testemunhas oculares diretas e, é claro, os próprios investigadores do Bellingcat. Esta série de seis episódios oferece uma visão complexa de como eles usaram técnicas de investigação de código aberto --vasculhando postagens de mídias sociais, imagens de geolocalização e muito mais-- para encontrar a arma e localizar os responsáveis. É um estudo de caso magistral para qualquer pessoa interessada em investigação de código aberto.

In the Dark 

In the DarkOk, estamos forçando um pouco com este: a maior parte da segunda temporada do In the Dark foi lançada em 2018, mas seus dois últimos episódios foram ao ar em 2019. Esta temporada do premiado podcast analisa o processo em curso de Curtis Flowers, que foi julgado seis vezes pelo mesmo crime: o assassinato de quatro pessoas no Mississippi em 1996. Embora Flowers tenha ganhado cada recurso, o promotor continua atrás do caso. À medida que a temporada avança, fica claro que a equipe do In the Dark não está apenas investigando o julgamento de um homem, mas também falhas sistêmicas no sistema judicial dos EUA.

Bundyville: The Remnant

BundyvilleNo ano passado, a primeira temporada de Bundyville examinou de perto a notória família Bundy: Cliven Bundy, um fazendeiro antigoverno dos EUA que liderou um impasse armado em Nevada em 2014, e seus filhos, que lideraram uma ocupação armada em um refúgio de vida selvagem no Oregon em 2016. A segunda temporada, Bundyville: The Remnant, começa com um bombardeio. O que pode parecer a princípio um incidente isolado (na zona rural de Nevada, um homem explode uma casa) é o misterioso ponto de partida para desvendar uma rede de violência extremista. O podcast investiga como essa violência está ligada a teorias da conspiração que são populares no movimento antigovernamental no oeste americano e analisa quem está acendendo as chamas.

White Lies

White LiesNo White Lies da NPR, os apresentadores investigam um caso da Era dos Direitos Civis dos EUA: o assassinato de 1965 do reverendo James Reeb, um pastor que viajou para o sul até Selma, no Alabama, para participar de protestos contra a violência policial. O caso fascinou a nação porque tanto a vítima quanto os supostos atacantes eram brancos. Os três homens que foram julgados foram absolvidos e o caso permaneceu sem solução desde então. Quando os apresentadores do White Lies se dispuseram a contar a história definitiva do que aconteceu naquela noite, meio século atrás, encontraram forte resistência dos moradores de uma cidade que ainda lutava com seu passado. Mas depois de uma investigação que levou vários anos, eles finalmente obtiveram algumas respostas. Ao longo do caminho, eles enfrentam questões difíceis sobre como investigar uma história depois de tanto tempo.

The Catch and Kill 

Catch and KillO novíssimo podcast de Ronan Farrow é baseado em seu livro best-seller "Operação abafa: Predadores sexuais e a industria do silêncio" ("The Catch and Kill", em inglês), que contou a história de seus anos de investigação sobre Harvey Weinstein. O podcast apresenta entrevistas com os protagonistas do livro, começando com um investigador particular contratado para seguir Farrow mas que acabou sendo uma de suas fontes. Também inclui o áudio que Farrow gravou ao longo de sua investigação.

Running from COPS

Running from copsSe você mora nos Estados Unidos, provavelmente já viu pelo menos um episódio de COPS. É o reality show mais antigo do país e gerou uma série de programas semelhantes. A fórmula de COPS é simples: as câmeras seguem os policiais enquanto patrulham as ruas e realizam prisões. Mas quão real é isso? E como impactou o policiamento nos EUA? O podcast Running from COPS analisa detalhadamente os dados sobre os tipos de crimes e os dados demográficos representados no COPS; segue as pessoas que foram filmadas durante as detenções para descobrir se elas realmente consentiram em estar na televisão; e obtém imagens brutas e não editadas e compara com o que foi ao ar na TV.

Trump, Inc.

Trump inc.Neste projeto conjunto da ProPublica e da WNYC Studios, repórteres seguem o dinheiro  do Presidente dos Estados Unidos. Eles investigam a Organização Trump para descobrir como ela funciona, quais negócios estão sendo conduzidos durante sua presidência e como um afeta o outro. Após quase dois anos de exibição deste podcast, ainda há muito o que analisar. Um episódio recente comparou documentos fiscais obtidos pela ProPublica por meio de pedidos FOIA a documentos financeiros que Trump arquivou com seu credor e mostraram que os números-chave não coincidem. Outro levou os ouvintes a uma conferência realizada em um resort de Trump que atraiu importantes teóricos da conspiração.

1000 Degrés 

1000 degres

Este podcast é produzido em francês. O editor francês da GIJN, Marthe Rubio, diz:

“Em 2003, o francês Daniel Massé foi condenado a 25 anos de prisão. Ele foi acusado de ter colocado uma bomba na caixa de correio de seus antigos amigos, Joseph e Dominique Hernandez, que foram feridos no ataque. Desde então, Massé alegou sua inocência. Já o casal Hernandez está convencido de que Massé é culpado. Vinte e cinco anos após a explosão da bomba, os jornalistas franceses Adèle Humbert e Emilie Denètrese voltam ao caso, eles entrevistam todos os atores, dissecam os registros do tribunal e retornam ao local do crime em Toulouse. À medida que os episódios deste emocionante podcast se desenrolam, o ouvinte descobre uma história de amizade que azedou e uma investigação policial agressiva que levanta dúvidas sobre a culpa de Massé. Durante o podcast, os jornalistas discutem seus dilemas éticos, suas dificuldades em acessar fontes e suas próprias incertezas quanto à verdade.”

The Missing Cryptoqueen

Crypto queenEste podcast de oito episódios da BBC investiga a estranha história da Dra. Ruja Ignatova, uma empresária búlgara que ficou rica vendendo uma criptomoeda chamada OneCoin. Na frente de estádios cheios de fãs adoradores, ela descreveu a criptomoeda como o "matador do Bitcoin" que ia trazer o blockchain para as massas. Mas dois anos atrás, Ignatova desapareceu. Ela deixou para trás muitos investidores irritados e decepcionados, que acreditavam no que o apresentador do podcast, Jamie Bartlett, chamou de "uma nova e imensamente bem-sucedida abordagem do esquema de pirâmides". Ele procura por Ignatova, que acredita estar escondida em algum lugar da Europa, e tenta desembaraçar os efeitos longínquos do negócio OneCoin, que funciona ainda hoje.

Reveal 

RevealReveal é um programa de rádio semanal e podcast do Center for Investigative Reporting (CIR), uma organização de notícias sem fins lucrativos sediada na Califórnia. Possui reportagens investigativas do CIR e de outros parceiros de mídia, focadas principalmente nos Estados Unidos. Este ano, os tópicos incluíram a disseminação de grupos de ódio, a exploração de profissionais de assistência a idosos, o uso de genealogia genética para capturar criminosos e mais.

IRE Radio Podcast

IRENeste podcast da Investigative Reporters and Editors (IRE) dos EUA, os jornalistas colocam os ouvintes nos bastidores de algumas de suas maiores histórias, como a longa investigação de Christine Kenneally sobre as violentas mortes de crianças em orfanatos católicos. O podcast também inclui destaques das conferências do IRE, como o áudio de uma sessão na qual os repórteres T. Christian Miller e Ken Armstrong explicam como fizeram sua investigação ganhadora do Pulitzer "Uma história inacreditável de estupro", que foi transformada na série  Unbelievable do Netflix.

As investigações mais importantes da década do Caixin

Caixin

Este é para falantes de mandarim. O editor chinês da GIJN, Joey Qi, diz:

“O Caixin é um dos principais meios de comunicação investigativos da China. Nos últimos 10 anos, reportou muitas histórias importantes que tiveram um impacto significativo em todo o país, desde o caso de abuso de poder e corrupção do ex-político sênior Zhou Yongkang até as explosões no porto de Tianjin em 2015; da fraude e apropriação indébita do ex-chefe da Anbang Insurance, Wu Xiaohui, às crianças abandonadas devido à política do filho único. Em 2019, o Caixin iniciou um podcast para contar as histórias por trás de todas essas manchetes. Nos últimos anos, o jornalismo investigativo da China está morrendo muito rapidamente, e não há dúvida de que este podcast é uma ode à idade de ouro do jornalismo investigativo na China. ”

O Documentário da BBC (episódios selecionados)

BBC DocumentaryEmbora esse programa não seja propriamente investigativo, com tópicos que vão do legado de Woodstock a uma entrevista com o Dalai Lama, ele regularmente apresenta investigações estelares da BBC. Por exemplo, revelou recentemente como os professores estavam assediando e chantageando sexualmente estudantes nas principais universidades da África Ocidental. Além disso, você não vai querer perder a incrível história de como um jovem de Gana usou óculos de espião para se disfarçar na rota de migrantes.

Radio Ambulante (episódios selecionados)

Ambulante

Este podcast é em espanhol. A editora de espanhol da GIJN, Catalina Lobo-Guerrero, diz:

"A Radio Ambulante da NPR começou em 2011, com o objetivo de levar para o rádio o que em espanhol é conhecido como crônicas (jornalismo narrativo de formato longo). Não havia nada parecido em emissoras tradicionais da América Latina, nem um podcast espanhol nos EUA que focasse nesse tipo de narrativa. Logo eles começaram a recrutar uma equipe de jornalistas e produtores talentosos de diversos países e a transmitir histórias fantásticas, mostrando a diversidade de sotaques e sons na América Latina, mas também nos Estados Unidos. Muitos dos episódios são grandes investigações: o negócio por trás de fianças nos EUA para migrantes sem documentos; as mortes incontáveis ​​em Porto Rico após o furacão Maria; as crianças perdidas de Armero na Colômbia após a erupção do vulcão de 1985; e como um guru espiritual abusou sexualmente de seus seguidores por anos. Há muitos episódios para escolher, e todos eles têm transcrições em inglês. Mais recentemente, a Radio Ambulante lançou um aplicativo (Lupa) para ouvintes que desejam aprender espanhol através de seus programas.”

Longform Podcast (episódios selecionados)

LongformLongform Podcast apresenta entrevistas com contadores de histórias não-ficção de todos os tipos, que discutem seu ofício ao longo de uma conversa de uma hora. Frequentemente, são jornalistas que fazem trabalhos de investigação. O lote deste ano, por exemplo, contou com entrevistas com dois apresentadores de podcasts de investigação: Julie Snyder, do Serial, e Madeleine Baran, do In the Dark. Vários repórteres que cobrem o Vale do Silício, como Casey Newton e Mike Isaac, também compartilharam detalhes fascinantes sobre como eles investigam gigantes da tecnologia como Facebook e Uber. Alerta de spoiler: não é tarefa fácil cultivar fontes de empresas de tecnologia que se esforçam muito para evitar vazamentos.

Popular Front 

Popular frontOutro podcast que apresenta regularmente entrevistas com jornalistas investigativos é o Popular Front, que analisa as guerras e conflitos modernos através dos olhos de todos os tipos de pesquisadores. Os tópicos recentes incluem: analisar crimes de guerra por meio de ferramentas de código aberto, como o Google Earth, com Christiaan Triebart, do New York Times; como a UE fecha os olhos para o abuso de refugiados na Líbia, com a jornalista freelance Sally Hayden; e o armamento de drones comerciais, com Nick Waters, do Bellingcat.


Nota do editor: Bellingcat, ProPublica,Center for Investigative Reporting (CIR) e Investigative Reporters and Editors (IRE) são todas organizações membros da GIJN.

Este artigo foi publicado originalmente pela Rede de Jornalismo Investigativo Global (GIJN, em inglês) e reproduzido na IJNet com permissão.

Gaelle Faure é a editora associada da GIJN. Anteriormente, trabalhou na França 24, onde se especializou na coleta e verificação de notícias sociais. Ela também trabalhou como editora da News Deeply e reportou para a Time Magazine.

Imagem sob licença CC no Unsplash via Neil Godding