Novos atores e tendências no jornalismo de dados, segundo prêmio internacional

porMarianne Bouchart
May 16 em Jornalismo de dados
Data Journalism Awards

O Prêmio de Jornalismo de Dados 2019 registrou o maior número de áreas/países já representados na competição (que começou em 2012!). Aqui está um mapa destacando todos os países que participaram este ano e os dez países que enviaram mais inscrições:

Os dez principais países com mais projetos na competição este ano são: Estados Unidos, Reino Unido, Brasil, China, Hong Kong, Taiwan, Alemanha, Filipinas, Espanha e Federação Russa. Mapa feito com Flourish.

 

Entre os recém-chegados, em comparação com o ano passado, estão a Tunísia, Iraque, Jordânia, Mongólia, Bósnia e Herzegovina, Burkina Faso, Burundi, Israel, Nova Zelândia, Porto Rico, Senegal e Uruguai. Francamente, não falamos o suficiente desses países em nossa indústria. E é isso que é ótimo sobre o Prêmio de Jornalismo de Dados: nos torna conscientes da crescente diversidade no jornalismo orientado por dados.

Então, aqui está uma chance de descobrir alguns projetos de dados interessantes desses países mencionados acima (se você não fala o idioma, sugiro usar a extensão do Google Tradutor para dar uma olhada):

Quer mais? Todas as inscrições enviadas para o Prêmio de Jornalismo de Dados podem ser encontradas na página de projetos do nosso site, com uma ferramenta de busca e detalhes sobre como cada projeto foi realizado.

Grandes jogadores continuaram jogando este ano, pequenas equipes de dados continuaram expandindo

Agora, vamos citar nomes importantes. Um total de 267 organizações está representado este ano. Entre eles estão grandes organizações, ou os suspeitos de sempre, muitas vezes considerados como “trendsetters” ou “líderes da indústria” (apesar de tudo, inspiram muitos jornalistas em todo o mundo), como o New York Times (EUA), a BBC ( Reino Unido), Der Spiegel (Alemanha), Financial Times (Reino Unido), La Nación  (Argentina), Bloomberg News (EUA) e ProPublica (EUA). E sim, eles fizeram um bom trabalho novamente este ano publicando projetos como estes:

Mas fora isso, confira o que realmente acrescenta valor a esta competição: os jogadores menores. Mais de um terço das inscrições vieram de pequenas organizações este ano, e se quiserem nomes, aqui estão algumas delas: Indiaspend (Índia), Inkyfada (Tunísia), READr (Taiwan), WeDoData (França), Eltoque (Cuba ) e iKon News (Mongólia). E se você quiser exemplos, aqui estão alguns dos seus trabalhos:

Jornalismo de dados está crescendo rapidamente... na Ásia

Outra coisa importante que aconteceu este ano é que (surpresa!) a parte do mundo que apresentou o maior número de inscrições é… 

De todas as 608 inscrições, 30 por cento ou 181 são da Ásia, um crescimento de 4 por cento em comparação com 2018. No ano passado, a principal região era a Europa. Em 2017, apenas 20 por cento das inscrições vieram da Ásia.

Entre as grandes equipes de jornalismo de dados da Ásia que você deve conhecer estão Malaysiakini  (Malásia), Caixin (China), South China Morning Post (Hong Kong), READr (Taiwan) e Apple Daily (Taiwan).

Aqui estão alguns exemplos interessantes para conferir:

12 categorias, uma favorita: Visualização de Dados do Ano

Agora, aqui estão algumas dicas para os nerds de dados, pessoas interessadas em saber quais categorias foram as favoritas ou simplesmente para aqueles que se inscreveram e querem saber quantas pessoas enfrentarão na batalha por sua categoria favorita.

Temos 12 categorias na competição este ano, o mesmo número dos últimos anos. Elas visam celebrar investigações, portfólios individuais, cobertura de notícias de última hora, bem como o excelente trabalho em equipe. Você pode encontrar a lista completa em nosso site. Mas qual delas foi a favorita entre os participantes de 2019?

Visualização de Dados do Ano foi a categoria mais popular deste ano. As pessoas nesta categoria terão uma competição mais dura, pois a categoria conta com nada menos que 126 inscrições (ou seja, 1 em 5 inscrições, como no ano passado).

Graph

A categoria com o segundo maior número de inscrições é Prêmio por Inovação em Jornalismo de Dados, o que mostra que muitas pessoas experimentaram novas tecnologias no último ano.

A categoria Melhor Portfólio Individual obteve 8 por cento das inscrições (47 no total) e o Prêmio para Jornalista de dados para Estudantes e Jovens do ano obteve 7 por cento (ou 42 inscrições). Isso mostra que o jornalismo de dados não é apenas uma editoria estabelecida nas redações, pois também consegue atrair novos talentos.

Próxima parada: a lista de finalistas!

E agora? Os projetos serão analisados ​​pelo nosso pré-júri de jornalismo de dados, formado por especialistas em jornalismo de dados de todo o mundo, e a lista de candidatos será anunciada em maio de 2019.

Os vencedores do Prêmio de Jornalismo de Dados 2019 serão anunciados durante a cerimônia e jantar de gala realizados durante a Cúpula da GEN em Atenas, na Grécia, em 14 de junho de 2019.

O prêmio deste ano para nossos vencedores? Uma viagem com todas as despesas para Atenas, Grécia e a cerimônia GEN Summit + Data Journalism Awards de 2019, que acontecerá de 13 a 15 de junho de 2019.


Este artigo foi originalmente publicado pela Global Editors' Network e republicado na IJNet com permissão.

Marianne Bouchart é editora do Data Journalism Awards e Data Journalism Blog.

Imagem principal do logotipo do Data Journalism Awards deste ano.