As melhores dicas do curso de ferramenta de busca do Google, parte II

por Lindsay Kalter
Aug 28, 2012 em Diversos

Ao buscar informações na Web, é fácil recorrer a termos gerais e contar com a sofisticação dos motores de busca para recolher resultados precisos.

Mas os detalhes de sua consulta -- como a adição de um único espaço -- podem viabilizar ou arruinar seus resultados, disse Daniel Russell, cientista de pesquisa sênior do Google e instrutor de uma recente sessão de treinamento online sobre a pesquisa com o Google. (Leia a parte I das dicas).

Aqui estão quatro maneiras para obter melhores resultados de busca, apresentadas por Russell durante a série de seis aulas:

Não ignore palavras curtas

Usuários do Google frequentemente pensam que palavras como "a" e "o" são irrelevantes em termos de pesquisa. Não é assim, disse Russell. Por exemplo, digitando "Who" (quem, em inglês) no Google produz o resultado WHO: World Health Organization (OMS: Organização Mundial de Saúde). Adicionando o artigo "a" dá resultados para o filme Horton Hears a Who!, e substituindo "a" com "o" fornece links relacionados à banda The Who. "Pequenas palavras que você normalmente pensa como palavras de pontuação ou palavras extras podem fazer uma grande diferença", disse Russell.

Evite usar caracteres

A maioria dos caracteres, incluindo os símbolos para "parágrafo", "euro" e "seção" (¶, e § €), não registra nas buscas do Google. Uma busca por "© 2010", na verdade é apenas uma busca por "2010", disse Russell. Mas há algumas exceções, que incluem C++, o hashtag # e Google+. O C++ é tratado como um símbolo único, porque é uma linguagem de programação de uso geral. Russell acrescentou que qualquer pesquisa que contém uma palavra que precede um "+" é automaticamente pesquisada ​​no Google+.

Fique atento à ordem das palavras

A ordem das palavras é importante para os usuários no Google. Em alguns casos, não faz qualquer diferença. Mas em outros, disse Russell, trocar a ordem gera resultados completamente diferentes. Por exemplo, a busca de "black and white" (preto e branco) fornece resultados relacionados com o jogo Black & White. Mas uma pesquisa por "white and black" (branco e preto) exibe o site da empresa White House Black Market como o resultado inicial. "Quando você está tentando formular uma consulta, pense não apenas nas palavras para incluir, mas também na ordem em que elas ocorrem naturalmente", disse Russell.

Use os espaços de maneira específica

Só é preciso um espaço para modificar significativamente uma pesquisa, disse Russell. Por exemplo, um símbolo que o Google reconhece nas pesquisas é o sinal de menos, ou o traço (-). Este pode ser usado para limitar a consulta subtraindo termos de pesquisa específicos. "Receitas -tomates" irá proporcionar receitas que não incluem tomates. Mas, segundo Russell, o espaçamento correto é fundamental. Deve haver um espaço entre a primeira palavra e o traço, e sem espaço entre o traço e a palavra seguinte. Por isso, as pessoas que utilizam o sinal de traço para representar uma variação podem involuntariamente estreitar a busca. "Pré-pós arte renascentista" irá incluir resultados pré e pós-renascentista.

Foto cortesia do Morguefile