Manual em espanhol ensina jornalistas hispânicos a navegarem na era digital

por Maite Fernandez
Apr 15, 2013 em Jornalismo digital

Qual é que a qualidade mais importante que os jornalistas precisam ter hoje? Adaptabilidade. Com o campo mudando mais rápido do que nunca, jornalistas precisam estar sempre aprendendo.

É por isso que a jornalista e instrutora multimídia Laressa Watlington quis ajudar a criar o Guía de Periodismo en la Era Digital ("Jornalismo na Era Digital"), um manual para jornalistas de língua espanhola do Centro Internacional para Jornalistas. (O ICFJ também publica a IJNet).

O objetivo do manual de 32 páginas --que abrange conceitos básicos de mídia social, o estado dos meios de comunicação hispânicos nos EUA e dicas úteis para iniciar seu próprio negócio, entre outros temas-- é dar aos jornalistas habilidades técnicas e de reportagem que precisam para ter sucesso.

Watlington começou sua carreira como jornalista no seu país natal, Bolívia. Ela teve um início precoce: aos 16 anos, voluntariou-se para trabalhar depois da escola no noticiário de um canal da TV local. Anos mais tarde, depois de se mudar para os Estados Unidos, trabalhou como âncora para a rede Univision em Washington, e como repórter para o extinto Rocky Mountain News em Denver. A jornalista, então, foi para o Denver Post, onde ajudou a impulsionar o website premiado da Viva Colorado , uma publicação que cobre notícias locais voltadas para a comunidade hispânica.

Watlington conversou com a IJNet sobre os desafios enfrentados pela mídia hispânica nos Estados Unidos e que habilidades jornalistas precisam ter para prosperar.

IJNet: O que pensa sobre o estado da mídia hispânica nos EUA? Quais os desafios os jornalistas hispânicos enfrentam?

Laressa Watlington: O aspecto digital está na lista; eles estão trabalhando muito duro para criar uma comunidade no espaço digital, mas é muito, muito difícil para eles. Há uma série de desafios que enfrentam. Muitos deles estão se perguntando: "Devemos ser bilíngues? Devemos apenas manter espanhol ou devemos fazer em inglês?...

Viva Colorado começou como um jornal em espanhol, e agora é um jornal bilíngue... e o site é totalmente bilíngue. Em alguns casos [produtos] bilíngues funcionam muito bem e, em alguns casos, não. Depende da sua comunidade...

As grandes redes e os jornais menores estão tentando descobrir como fazer com que esta nova era digital funcione para nós. Acho que estamos chegando lá. É por isso que é tão importante [para] os jovens jornalistas hispânicos terem as ferramentas para se tornarem grandes jornalistas na era digital.

IJNet: Quais são as principais características e habilidades que um jornalista digital deve ter hoje?

LW: Adaptabilidade é a número um... Você tem que ser adaptável, porque hoje em dia, um jornalista pode trabalhar em uma rede ou jornal por cerca de três ou quatro anos e depois mudar de emprego. [Durante] meu tempo com Viva Colorado, fui repórter, fui editora, fui fotógrafa, editora online e diretora de mídia social. Eu tive cinco empregos diferentes dentro de uma organização.

Estar bem informado sobre os princípios básicos do jornalismo [também é importante]. Às vezes, quando eu falo com os alunos, espanta-me que nunca tiveram um editor em suas carreiras. Ou nunca tiveram alguém que tenha revisado seu trabalho... E também, [uma habilidade que é única] para jornalistas bilíngues é saber como traduzir. Eu perdi as contas de quantas vezes vi uma tradução ruim.

E a terceira coisa é aprender tecnologia. Você não pode ter medo de tecnologia. Nós já passamos do ponto que isso era uma escolha.

JNet: O que podemos encontrar no manual? Por que é importante?

LW: Quando tive a ideia, eu disse: "O que é que as pessoas vão precisar que seja prático?... Eu não queria escrever algo que fosse apenas filosófico. Eu queria ter certeza que este guia seria algo que as pessoas que carregassem em suas mochilas e dissessem: "Ok, eu não tenho nenhuma ideia de como fazer o vídeo, mas deixa eu ler este capítulo e eu tenho certeza que vou ser capaz de fazer isso."

IJNet: Que conselho você daria a um aspirante a jornalista?

LW: Ter paixão. Porque realmente, o que mais importa é ter paixão pelo que faz.

O manual, que faz parte do treinamento Lideres Digitales oferecido pela ICFJ, está disponível gratuitamente para download aqui (em espanhol).

Maite Fernández é editora geral da IJNet. Ela é bilíngue em inglês e espanhol e fez mestrado em jornalismo multimídia na Universidade de Maryland.

_Imagem usada com licença CC, cortesia do Parlamento Europeu no Flickr_