Jornalistas e programadores unem forças para preencher a lacuna digital em Marrocos

porAlaa Chehayeb
Jan 24, 2013 em Redes sociais

Jornalistas programadores marroquinos estão unindo forças para preencher o que eles chamam de "lacuna de informação digital" no seu país.

Em Rabat e Casablanca, eles lançaram grupos Hacks/Hackers, uma organização internacional de jornalismo que trabalha para redefinir o futuro de notícias e informações. O Hacks/Hackers tem mais de 50 delegaçōes em todo o mundo.

A jornalista Chama Darchoul fundou as delegaçōes marroquinas em parceria com o estrategista digital Ayman Salah. Salah também ajudou no lançamento do Hacks/Hackers no Egito, Jordânia e Tunísia como parte de sua bolsa do programa Knight International Journalism Fellowship.

Darchoul disse que ela e seus amigos estavam trabalhando para fundar um think-tank de mídia em Marrocos sob o nome de "Academia de Desenvolvimento de Mídia", quando ela ouviu Salah falar sobre o Hacks/Hackers durante uma viagem profissional no Egito. "Foi a primeira vez que fiquei sabendo sobre esse conceito e a ideia me atraiu muito, especialmente porque correspondia com os objetivos da academia que criamos," Darchoul disse. "Um dos nossos objetivos era diminuir a lacuna de informação digital para os jornalistas marroquinos."

O grupo organizou apresentações sobre mídias digitais e sociais, incluindo resposta de voz interativa (IVR, em inglês), crowdsourcing, compartilhamento de vídeos através do YouTube, e análise de site. Este ano, o grupo também planeja levar um "ônibus de mídia nova" a todo o país para ensinar jornalistas, técnicos, estudantes e cidadãos sobre mídia digital e tecnologia.

O Hacks/Hackers em Rabat está trabalhando num projeto de mídia móvel que vai informar os fazendeiros sobre datas específicas em que podem entrar em contato com o Ministério da Agricultura de Marrocos para receber sementes, fertilizantes e relatórios meteorológicos relacionados à agricultura.

A impopularidade dos telefones inteligentes e as diferenças linguísticas, sociais e geográficas em Marrocos são entraves à inovação no país. Para superar esses obstáculos, Salah disse que os grupos irão desenvolver tecnologia de uso fácil e simples disponível para todos, incluindo aqueles com poucas habillidades de leitura e escrita.

"O Hacks/Hackers não é somente uma opção", disse ele. "É vital para a mídia em desenvolvimento, pois permite que a mídia utilize a tecnologia para fazer a ponte e alcançar um impacto mais direto com o público."