Guia 'SaferJourno' ensina recursos de segurança digital

porNatasha Tynes
Apr 10, 2014 em Segurança do jornalista

Na era de iPhones hackeados e computadores vigiados, os jornalistas devem ser mais cuidadosos com sua segurança digital.

Para ajudar os treinadores de jornalismo a ensinarem as habilidades necessárias para proteger os jornalistas, suas famílias e fontes, a ONG de desenvolvimento de mídia Internews publicou o kit de ferramentas, SaferJourno: Digital Security Resources for Media Trainers (SaferJourno: Recursos de Segurança Digital para Treinadores de Mídia, em tradução livre).

O kit de ferramentas, disponível para download gratuito em formato PDF através de uma Licença Creative Commons, oferece planos de aula para seis módulos: avaliação de riscos, proteção básica, segurança do telefone celular, mantendo os dados seguros, pesquisando com segurança e proteção de e-mail.

Cada módulo contém dicas, recursos, pontos de discussão, debates, exercícios, estudos de casos, vídeos e artigos relacionados, e glossários. Cada módulo é projetado para ser concluído em cerca de três horas.

O kit de ferramentas começa com o guia do instrutor, que orienta sobre abordagens de ensino, incluindo as melhores práticas, como criar uma programação de treinamento, a segurança dos participantes e expectativas.

Os instrutores não precisam ser especialistas em segurança digital para usarem o currículo, mas devem ter uma compreensão profunda dos meios de comunicação e da Internet em suas regiões, e "devem manter um interesse saudável em dispositivos limpos, segurança móvel e segurança online."

O kit utiliza a abordagem Activity-Discussion-Inputs-Deepening-Synthesis (ADIDS) ( ou Atividade, Discussão, Investimento, Aprofundamento e Síntese). A abordagem opera no princípio de que os alunos adultos se beneficiam mais de informação apresentada em etapas e em uma variedade de formatos, incluindo atividades em grupo, apresentações audiovisuais e de slides, discussões facilitadas, trabalhos em grupo, exercícios práticos e reflexão.

Segundo a Internews, "O conjunto de ferramentas foi testado em Nairobi, Quénia, e revisado por especialistas nos campos de jornalismo e segurança digital."

A Internews planeja atualizar constantemente o kit para refletir as mudanças na tecnologia e práticas.

O SaferJourno apresenta estudos de caso de países em todo o mundo, incluindo Bahrain, Alemanha e Estados Unidos. O estudo de caso no Bahrain, por exemplo, explica que em julho de 2012, o Citizen Lab, um laboratório de pesquisa interdisciplinar com base na Universidade de Toronto, analisou um software mal-intencionado de e-mail enviado a ativistas do Bahrein de uma conta associada a um repórter da Aljazeera. Os pesquisadores concluíram que os e-mails foram infectados com FinFisher, um software de vigilância vendido pelo britânico Gama Group.

O kit termina com dicas rápidas para proteger seu PC, celular e contas online. Entre as dicas: permitir atualizações automáticas para o software de seu computador, proteger as contas com verificação em duas etapas, criptografar seus dados, certificar-se de que o firewall do seu PC está ligado, usar um software de privacidade e pensar primeiro antes de baixar qualquer coisa.

O lançamento formal do SaferJourno vai acontecer em Washington no dia 1° de maio em comemoração do Dia Mundial da Liberdade de Imprensa.

Imagem sob licença CC no Flickr via binaryCoco