Fundadora de organização de mídia egípcia: 'IJNet é meu centro de desenvolvimento profissional'

porIJNet
Sep 20, 2012 em Diversos

Através da IJNet, Hanan Solayman achou treinamentos que transformaram sua carreira e a lançaram no caminho para ajudar os jornalistas egípcios a transformarem a deles.

Solayman falou sobre sua transição de funcionária de um jornal egípcio a fundadora do portal de mídia hiperlocal Mandara Media Foundation em seu inscrição a um concurso de histórias da IJNet (disponível em árabe, espanhol, inglês e russo).

"A IJNet tem sido por muito tempo meu centro para desenvolvimento profissional", Solayman escreveu. "Desde 2007, checo regularmente [o site] para diferentes oportunidades. Tenho muitas qualificações no meu currículo que podem ser rastreadas à IJNet."

A transformação na carreira de Solayman começou quando ela descobriu um anúncio na IJNet para uma bolsa do World Press Institute em 2010. Ela se inscreveu e foi selecionada para um programa de dois meses de duração que a levou para Chicago, Washington, Nova York e San Francisco. Quando Solayman viu a reportagem hiperlocal em ação no Bay Citizen e Chicago News Cooperative, ela ficou intrigada.

Solayman começou a imaginar como um modelo de notícia baseado na comunidade poderia informar e capacitar as áreas sub-representadas do Egito. "Eu voltei para o Cairo em outubro de 2010 cheia de esperanças, ideias e sonhos", escreveu ela. No mês seguinte, uma eleição parlamentar fracassada resultou em uma revolta dos cidadãos. Mais do que nunca, Solayman acreditava, as áreas rurais do Egito precisavam de uma voz.

Solayman deixou o cargo de vice-chefe da redação internacional de um jornal estatal diário e começou a construir a fundação. "Hoje, estamos oficialmente registrados como Mandara Media Foundation, uma ONG de mídia egípcia empenhada em melhorar o panorama da mídia no Egito", Solayman escreveu.

A organização conseguiu bolsas do Tow Knight Center for Entrepreneurial Journalism da City University of New York (CUNY) e do International Press Institute (IPI), que permitirão que a Mandara "exponha os jornalistas locais às últimas técnicas e métodos que podem ser usados ​​para melhorar a maneira como a notícia é coberta e também a forma como os dados são visualizados."

O programa de treinamento da fundação para jornalistas locais irá começar em 11 estados do Alto Egito em novembro.