Feeddoo: Uma ferramenta útil contra a sobrecarga de informação

porJuan Carlos Luján
Mar 22, 2012 em Diversos

O conceito é simples: todas as notícias em um só lugar.

Feeddoo é um novo agregador de notícias automático, mas com algumas peculiaridades. Oferece um banco de dados pré-instalado de mídia digital, uma plataforma poderosa para notificação em tempo real e interface gráfica fácil de ler em qualquer dispositivo móvel. Há um detalhe adicional: Feeddoo foi desenvolvido no Chile.

Estou experimentando este aplicativo online há vários dias e realmente simplifica o processo de monitoramento de meios de informação. É muito mais rápido do que outros agregadores como o Google Reader, My.msn.com ou Netvibes. Também permite ir diretamente às fontes de notícias, compará-los e evitar intermediários locais que muitas vezes traduzem outros artigos originalmente publicados na mídia exterior.

O Feedddoo permite extrair o RSS das mídias digitais da Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Espanha, França, Inglaterra, México, Peru e Estados Unidos.

O aplicativo é muito fácil de usar e funciona em tempo real graças à sincronização via RSS. Basta clicar em uma manchete interessante e imediatamente abre uma janela sem sair do site. E assim você pode navegar no site de sua escolha sem sair do Feeddoo. A leitura é muito agradável no iPhone ou iPad.

O Feeddoo também é fácil de personalizar (via dados no Facebook ou Twitter) na seleção de países, mídias e seções. A instalação é muito simples e realmente útil para leitores interessados ​​em questões de tecnologia, política internacional, economia, esportes ou cultura e entretenimento.

Uma desvantagem: Se você não encontrar sua mídia preferida na lista fornecida, até agora não há nenhuma maneira de adicioná-la no banco de dados.

Como o Feeddoo se compara a outros agregadores? Talvez falte uma melhor personalização para estender o banco de dados e escolher itens para acompanhar. O Feeddoo ainda está em sua versão beta e as melhorias devem continuar. Por enquanto, usarei este aplicativo na página inicial de um dos navegadores de Internet.

Este artigo foi publicado originalmente no blog Sin papel e reproduzido na IJNet com autorização do autor.

_Com mais de 20 anos de experiência em gestão de conteúdos, Luján trabalhou no El Comercio de Lima como editor e fez parte da equipe fundadora do site do El Comercio. Atualmente ensina na Maestría en Periodismo na Universidad de las Américas em Quito, Equador, e no Diplomado en Comunicación Digital & Nuevos Medios na Universidad de Piura, Peru. Também, escreve para as revistas peruanas Caretas e Etiqueta Negra._

Siga Juan Carlos Luján no Twitter (@juancarloslujan) e Facebook.