Editora expande série de livros digitais em jornalismo

porNicole Martinelli
Jun 21, 2011 em Jornalismo digital

O jornal de hoje pode embrulhar peixe amanhã, mas uma editora americana espera dar ao jornalismo literário um pouco mais de permanência com os livros digitais ou e-books.

A Random House anunciou planos de expansão para a marca Digital Brain Vintage Shots, lançada em 2010. Cinco novos títulos chegarão aos dispositivos digitais no dia 28 de julho. Os textos, todos especialmente encomendados e escritos por jornalistas, têm 10.000 palavras com custo de £2,99 libras esterlinas (cerca de US4,80).

Em oferta estão artigos com temas quentes como: "Tahrir: 18 Days of Grace" de Nariman Youssef; "The Debt Delusion" de Mehdi Hassan; "The Revolution Road" de Peter Beaumont; "Digital Activism or Slack-tivism?" de Tom Chatfield e "Kettled Youth" de Dan Hancox.

"O mercado para a série será aqueles que gostam de ler a não-ficção narrativa de qualidade, em revistas como Granta e New Yorker, bem como leitores mais jovens atraídos por uma versāo mais curta", disse o editor digital da Random House Dan Franklin, falando durante o Futurebook Innovation Workshop.

Este é o mais recente empreendimento para transformar investigações jornalísticas em livro. A nova Byliner fez um pré-lançamento em abril de 2011 com seu primeiro título, uma exposição do nomeado ao Nobel da Paz, Greg Mortenson, chamada "Three Cups of Deceit", do premiado autor Jon Krakauer.

Byliner rece o livro pronto para Kindle alguns dias que o programa americano '60 minutes' fez uma reportagem sobre o suposto desvio de fundos de caridade por parte de Mortenson. Byliner vende atualmente "singles" (artigos longos de jornalismo), como "Into the Forbidden Zone: A Trip Through Hell and High Water in Post-Earthquake Japan" sobre o pós-terremoto no Japão, de William T. Vollmann, por preços que variam de US$2,99 a US$4,99.

O que você acha: e-books podem ajudar a disseminar o jornalismo de formato longo?

Via Futurebook