Content supported by

Do impresso ao digital: Uma conversa com Ruth Betz

porIJNet
Jul 04 em Jornalismo multimídia
Berlin, Germany

Como o mundo se tornou cada vez mais digital, a indústria de notícias foi forçada a seguir o exemplo. Menos pessoas, afinal, estão lendo as notícias impressas, preferindo ler de seus computadores e dispositivos móveis. Mais frequentemente, esses leitores estão acessando notícias online gratuitamente.

De acordo com o Digital News Report de 2019 do Reuters Institute, a porcentagem de pessoas em todo o mundo que pagam pelas notícias que consomem permaneceu baixa. Em 34 dos 36 países ao redor do mundo  pesquisados ​​para o estudo, menos de 15% dos leitores de notícias pagam pelo conteúdo que consomem. Em 25 dos 36 países, esse percentual fica em 10% ou menos.

Em meio a essa turbulência no setor, redações de todo o mundo têm lutado para implantar modelos de negócios sustentáveis, enquanto o fechamento de redações e demissões se tornaram comuns.

No nosso segundo episódio do IJNotes, conversamos com Ruth Betz, que é a chefe de transformação digital da Funke Mediengruppe, uma das maiores editoras de jornais e revistas da Alemanha, com mais de 500 publicações em oito países. Nesta função, Betz supervisiona a conversão do impresso ao digital dos meios de notícias da Funke Mediengruppe, trabalhando para garantir que eles adotem modelos de negócios sustentáveis ​​à medida que se transformam de publicações impressas para digitais.

Ao longo dos últimos meses, Betz participou de um dos programas Reader Accenue Accelerator do Facebook —este em Berlim — que está treinando 14 publishers locais de toda a Alemanha e Áustria sobre como aumentar suas receitas a partir de assinaturas digitais.

Ela falou conosco sobre seus esforços de supervisionar a conversão do impresso ao digital dos veículos de notícias da Funke Mediengruppe, os desafios e sucessos ao longo do caminho e seus planos para o futuro.

Sintonize neste segundo episódio abaixo (em inglês).

Cada novo episódio é anunciado pela IJNet em suas páginas do TwitterInstagram Facebook. Portanto, siga a gente lá, caso você ainda não siga.

Todos os episódios estão disponíveis no SoundCloud.


Imagem sob licença CC no Unsplash via Julia Solonina