Diretora de site no México sugere ir offline para construir participação

porMaite Fernandez
Jul 12, 2011 em Diversos

Registrar as boas ações e elevar o moral são os objetivos do Juarez Hero Report, um site que faz crowdsource de atos cotidianos de bondade na Ciudad Juarez, México, de fato dominada pelo crime.

A ideia do projeto surgiu em 2009, quando Christopher Csikszentmihalyi, diretor do Center for Civic Future Media no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), visitou Ciudad Juarez, como parte de uma delegação encarregada de elaborar formas de ajudar a cidade em guerra. Conhecida por sua violência ligada ao cartel de drogas e assassinatos relacionados com sexo, Ciudad Juarez ganhou o título infame de ser uma das cidades mais violentas do mundo.

Em uma reunião com líderes comunitários, Csikszentmihalyi perguntou quem eram os heróis da cidade. Não há heróis em Ciudad Juarez, foi a resposta.

Juarez Hero Reports tem como objetivo desprovar esta suposição. O site publicou 994 boas ações desde o seu lançamento oficial em novembro de 2010. Dois outros sites vão ser lançados em breve, Monterrey Hero Reports e Tijuana/San Diego Hero Reports.

A IJNet entrevistou Yesica Guerra, diretora do Hero Reports - México e representante cultural diplomática do MIT Cultural Center for Future Civic Media.

IJNet: Quais são os objetivos do Juarez Hero Reports?

Yesica Guerra: Localmente, o projeto tenta injetar energia positiva e promover a mudança na comunidade, mudando a mentalidade negativa dos moradores e substituindo com o positivismo mental, social e cultural. Nós também queremos restaurar o orgulho cívico, dando lugar ao otimismo e o espírito de luta que sempre foi uma característica desta cidade... O projeto também procura promover a interação significativa e fazer com que as pessoas se importem com o que acontece aos outros e não apenas a si mesmos(...).

Internacionalmente, a iniciativa tem como objetivo mudar a imagem(...) de Ciudad Juarez, já que a maioria de seus moradores querem a paz e acreditam nos valores da comunidade.

IJNet: Como vocês divulgam o projeto? Como chegam aos moradores de Ciudad Juarez, que não têm acesso a um computador ou Internet?

YG: Ao contrário da maneira como o projeto é anunciado em cidades dos EUA -- principalmente através do website -- para Ciudad Juarez, queríamos que seções diversas da comunidade tivessem acesso ao projeto através de vários meios, (por isso usamos) a distribuição de postais e cartazes colocados em áreas diferentes da cidade.

Nós também organizamos workshops informativos com grupos diferentes, tais como organizações não-governamentais, privadas e públicas de ensino, organizações religiosas, etc.

Também realizamos diversas manifestações públicas, murais pintados em parques e trabalhos com artistas urbanos que doam o espaço e talento. Tudo isso para promover a nossa iniciativa(...) de forma mais ativa.

IJNet: Que papel as novas tecnologias desempenham neste projeto e qual foi o papel da mídia tradicional?

YG: As pessoas podem enviar uma história ou boa ação ao nosso site, especificando a sua categoria e localização, o que nos permite localizar quais são as áreas de Ciudad Juarez com mais boas ações.

Trabalhamos também com a mídia tradicional. Eles nos apoiaram maciçamente para difundir o projeto. Alguns jornais locais publicam reportagens que aparecem no nosso site. Temos também trabalhado com estações de rádio que transmitem vários dos atos positivos e fomos entrevistados por vários veículos de comunicação, como a CNN e BBC. A entrevista mais recente foi para a TV Azteca, um canal nacional.