Como robôs ajudam a criar o jornal The Guardian em formato longo

porMargaret Looney
Dec 12, 2013 em Diversos

As redações têm utilizado robôs para verificar as mídias sociais, examinar dados e muitas outras tarefas vitais para o jornalismo. E agora os robôs estão tomando conta da imprensa também.

O jornal inglês The Guardian e o Newspaper Club, uma empresa especializada em publicações impressas do tipo "faça você mesmo", uniram-se para criar um jornal, e algoritmos estão fazendo a maior parte do trabalho.

The Long Good Read (Uma boa e longa leitura) é um jornal gratuito de 24 páginas com as melhores matérias de formato longo do Guardian dos últimos sete dias, distribuído no café experimental do Guardian, em Londres.

O jornal usa um algoritmo para selecionar matérias de uma determinada contagem de palavras --pesquisando 3.100 artigos, vídeos e podcasts publicados em uma semana-- e um editor examina as seleções do algoritmo a serem destaques na edição impressa.

Em seguida, o Newspaper Club usa um processo de layout semi-automatizado com a ferramenta ARTHR. Um editor alimenta os links, textos ou imagens e a ferramenta organiza tudo em uma página.

O jornalismo de formato longo tem enfrentado uma adaptação interessante à Internet, que favorece posts curtos e notícias rápidas e diretas. Mas há algo inerente sobre este tipo de artigo que complementa o meio de impresso.

"É parte de uma herança nobre: pessoas que querem algo para ler quando estão bebendo seu café ou chá", disse Jemima Kiss, chefe de tecnologia do Guardian , neste artigo no Nieman Lab.

Um fluxo de trabalho eficiente como este permite que as redações experimentem com a mistura entre mídias antigas e novas a um baixo custo, mas os robôs não vão tirar trabalhos do jornalismo online ainda.

"Estamos entre dois mundo : a nostalgia da imprensa e suas belas máquinas, os rudimentos de tudo e o futuro da mídia um pouco mais estranho que está acontecendo", disse Tom Taylor, chefe de engenharia do Newspaper Club, no artigo do Nieman Lab. "Não é tão simples como 'a Internet irá substituir a impressão'. O futuro é muito mais complicado do que isso."

Via Nieman Journalism Lab.

Margaret Looney, assistant editorial da IJNet, escreve sobre as últimas tendências de mídia, ferramentas de reportagem e recourses de jornalismo.

Imagem sob licença CC no Flickr via Newspaper Club