Como melhorar sua reportagem explicativa

por Lindsay Kalter
Feb 15, 2013 em Diversos

Agora mais do que nunca, jornalistas devem encontrar novas maneiras de contar histórias e agregar contexto à notícia.

Escrever artigos que explicam questões complicadas ou obscuras força o repórter a pensar além das táticas de reportagem tradicional. Um post recente de Meena Thiruvengadam no Poynter oferece conselhos sobre como abordar matérias explicativas para maximizar seu efeito para o público:

Vá além do básico

Laura Helmoth, editora de ciência e saúde da Slate, disse a Thiruvengadam que as explicações devem explorar um território inesperado e divergir das perguntas padrões (quem, o quê, quando, onde e por quê). "Nesta época de Google, o truque é ter uma pergunta sem resposta que exige mais do que um fato para explicar", disse Helmuth. Porque desvendar um monte de informações novas pode ser assustador, é bom identificar um ponto de partida. Jacob Goldstein do Planet Monkey da NPR disse a Thiruvengadam que ele olha para as tendências e temas nas notícias e reduz a questões que justificam uma maior exploração. Ele também sugere examinar dados para ter ideias. "Você meio que nada [nos dados] por um tempo para tentar encontrar algo interessante", disse Goldstein.

Não tenha medo de fazer uma pergunta burra

Jornalistas que embarcam numa matéria explicadora devem adotar este mantra de professores: "Não existe pergunta burra". Brian Palmer, explicador chefe da Slate, disse a Thiruvengadam que muitas vezes ele pede a bibliotecários para buscarem livros sobre temas bizarros e faz perguntas incômodas ​​quando entrevista especialistas. "Você tem que perder um pouco a vergonha", disse Palmer. "Algumas das perguntas são um pouco embaraçosas de fazer, mas você tem que perguntar a eles de qualquer maneira". Heidi N. Moore do Guardian explicou, "Se você não educar-se sobre ele [o assunto], não pode educar ninguém."

Desenvolva cuidadosamente

Ao abordar questões complexas, com muitos componentes, é importante desenvolver um formato que não irá sobrecarregar os leitores. Por exemplo, Moore do Guardian disse a Thiruvengadam que ela começa com um item da informação importante e deixa os detalhes para mais tarde. Palmer da Slate disse que inicia com uma pergunta, fornece uma resposta rápida e depois vai ficando mais específico ao longo do artigo". "O importante é achar uma questão simples e escrevê-la de uma forma que não exija qualquer conhecimento prévio" do leitor, disse Palmer.

Via Poynter

O Poynter Online, parceiro da IJNet e site do Poynter Institute, é uma escola que serve o jornalismo e a democracia há mais de 35 anos. O Poynter oferece notícias e treinamento para qualquer agenda, com orientação individual, seminários presenciais, cursos online, webinários e muito mais.

Foto usada com licença CC no Flickr