Como levantar fundos para iniciar um projeto independente

por Jessica Weiss
Oct 2, 2012 em Diversos

Você tem uma ideia inovadora para uma organização de mídia. Tem um conteúdo afiado e útil que o público precisa e quer. Já desenhou um logotipo e tem uma equipe trabalhando no tempo livre. O único problema: Você não tem dinheiro.

O financiamento de projetos independentes de mídia não é fácil, mas com um pouco de criatividade, você pode fazer o trabalho. Aqui estão algumas opções de financiamento para explorar e exemplos de empresas que estão provando que é possível.

Arrecadando dinheiro com crowdsource

Campanhas de angariação de fundos pedem dinheiro a cidadãos comuns com um interesse investido nas matérias ou em projetos que são ignorados de outra maneira. Para levantar fundos, os jornalistas podem fazer um apelo por explicar como o dinheiro ajudaria a criar ou manter o projeto. O Homicide Watch DC foi lançado há dois anos como uma plataforma digital que pretende relatar cada homicídio em Washington "para melhorar a compreensão da comunidade dos crimes violentos e elevar o nível da conversa sobre homicídio". No início deste mês, arrecadou mais de US$47.000 para treinar estudantes de jornalismo e sustentar as operações através de uma campanha no Kickstarter, uma plataforma de financiamento para projetos criativos.

O Spot.us é uma plataforma de levantar dinheiro para relatar histórias específicas. O conteúdo concluído é publicado ou por uma organização parceira ou pelo Spot.Us. A plataforma trabalha frequentemente com organizações de notícias locais para distribuir o conteúdo em tantos lugares quanto possível.

O Open Challenge da GlobalGiving Foundation ajuda entidades sem fins lucrativos a arrecadar doações, então recompensa aqueles que levantam um determinado montante. O Centro de Butão para Mídia e Democracia entrou no desafio de buscar financiamento para seu Youth Voice Lab, um moderno laboratório de mídia digital para a juventude. Se o projeto levantar US$4.000 a partir de 50 doadores será apresentado de forma permanente no site GlobalGiving, onde o projeto pode atrair a atenção de uma rede de doadores novos e ter acesso a ferramentas de captação de recursos adicionais.

Filantropias e fundações

Uma grande variedade de fundações ajuda novos empreendimentos de mídia a sair do chão. Por exemplo, o prêmio McCormick New Media Women Entrepreneurs fornece US$14.000 em financiamento para mulheres que querem iniciar seus próprios negócios. O Desafio Jornalístico Knight funda "ideias inovadoras em informação e notícias."

Eventos

Organizar um evento permite que você se conecte com pessoas interessadas em sua missão e mostra o que você tem para oferecer. A organização jornalística sem fins lucrativos Texas Tribune está conectando seu jornalismo de serviço público com eventos para gerar dinheiro, como um festival de ideias para pessoas interessadas no governo local. "Os eventos são jornalismo -- os eventos são de conteúdo", disse Evan Smith, presidente e editor-chefe do Texas Tribune. "E neste mundo novo, o conteúdo chega a você e você pode criá-lo de várias formas."

No Revenue Camp 2012 da News University, Rebecca Lovell, diretora de negócios do site de notícias independente GeekWire, disse que um terço da receita da empresa vem de eventos, incluindo reuniões de cúpula, uma cerimônia de premiação, um evento "Wantrapreneur" para aqueles que pensam em começar um negócio, e um torneio de pingue-pongue. Além da receita, uma das vantagens na realização de eventos, segundo ela, é a construção de relacionamentos profissionais de longo prazo. Para saber mais, aqui está o Storify de sua sessão (em inglês).

Livros digitais

A tecnologia tornou mais fácil para criar novos produtos a um custo pequeno. Por exemplo, a ONG jornalística ProPublica colocou 90.000 livros digitais no mercado por menos de US$2 cada. Mesmo a um preço baixo, a venda acrescenta renda à receita.

Serviços profissionais e consultoria

A sua equipe tem conhecimentos ou habilidades que outras pessoas estariam dispostas a pagar? Leia, por exemplo, sobre como a divisão digital da Northcliffe Media lançou uma agência de marketing digital para pequenas empresas locais.

A plataforma chilena de jornalismo de dados, Poderopedia, vai lançar a Escola Poderomedia antes do final deste ano para ensinar meios de comunicação independentes, jornalistas, cidadãos e mídia cívicas na América Latina sobre aplicativos de notícias, Reportagem Assistida por Computador, ferramentas de fonte aberta e muito mais. Também irá fornecer outras atividades de formação relacionadas com a Internet, design e negócios.

Modelos de assinatura

Se você tem um conteúdo específico de valor, não subestime o que as pessoas irão pagar por ele.

"É poderoso estar na caixa de entrada das pessoas", disse o jornalista Rafat Ali, fundador da plataforma de mídia online paidContent, que cobre o setor de negócios da mídia digital e foi comprado em 2008 pelo Guardian. Por exemplo, o site Plant Closing News fornece notícias sobre fábricas que estão fechando e oferece uma assinatura de 12 meses por US$999.

Não descarte nada

Um carteiro do sul de Gales transformou exemplares de jornais regionais em bolsas que custam £75 cada.

Mais recursos para jornalistas empresariais pode ser encontrado aqui (em inglês).

Saiba mais sobre financiar o jornalismo com crowdsource de fundos na PBS Media Shift.

Foto cortesia de Epsos usada com licença CC