Como gravar vídeos para matérias científicas

porŠárka Speváková
Feb 7, 2012 em Temas especializados

Fazer uma reportagem de vídeo é um processo criativo do início ao fim. Você deve tomar cada passo cuidadosamente, responder a situações reais e fazer ajustes em seu projeto original. No entanto, é importante começar com um plano, para ter uma visão da matéria final e para agendar sequências.

Aqui estão algumas dicas específicas para filmar uma notícia sobre ciência:

  • Mostre os processos. Se você está cobrindo, por exemplo, a pesquisa sobre uma doença altamente contagiosa e tem acesso a uma instalação de nível superior -- como o Karolinska Institute em Estocolmo, o Instituto Pasteur em Paris ou o Centers for Disease Control em Atlanta -- pode filmar os cientistas colocando a roupa esterelizada e passando por câmaras de ar para que você possa descrever os procedimentos elaborados e fascinantes que eles percorrem para protegerem a si e ao público.

  • Busque filmagens boas de reação, especialmente envolvendo pessoas. Por exemplo, se a história é sobre um novo tratamento médico, certifique-se de mostrar as pessoas interagindo, e não apenas fotos das máquinas envolvidas.

  • Frequentemente, você encontrará laboratórios entediantes, equipados com computadores e máquinas de alta tecnologia escondidos da vista. Às vezes, funciona se você usa uma iluminação cuidadosa, ou seja, escurecer mais o ambiente e iluminar somente a parte interessante. Luz e escuridão criam uma atmosfera atrativa e um tanto misteriosa.

  • Nunca se esqueça que não está filmando assuntos atuais, mas trabalho científico. Você não pode aparecer e sair filmando em tempo real. Em vez disso, precisa registrar fase por fase. Descubra que tipo de "ação" pode filmar no laboratório -- quanto mais ação melhor. Não há nada pior do que ficar sem recursos visuais. As imagens precisam ser não somente ilustrativas, mas também ter um bom aspecto visual.

  • Às vezes, as amostras que os pesquisadores usam -- como bactérias ou vírus -- podem ser contaminadas durante a filmagem. É por isso que você tem que pedir com antecedência aos pesquisadores para preparar amostras resistentes à contaminação, de modo que você possa lidar com elas sem medo de causar danos às amostras, ou (no caso de culturas bacterianas) de se infectar.

  • Em alguns países, o público é muito sensível à ideia de experimentação em animais. Sempre considere a situação em seu país. Tenha em mente como o público pode reagir contra os pesquisadores e verifique com antecedência se eles estão conscientes desta situação, a fim de ser ético e justo com seus contatos profissionais.

  • Pergunte ao cientista ou médico com quem está trabalhando com se conhece um paciente que possa estar disposto a aparecer na TV. Tenha em mente que o paciente está investindo muita confiança em você, então trate-o com respeito. Ao fazer entrevistas, deixe o paciente explicar sua vida e sofrimento pessoal, e não o médico. Em geral, o médico deve explicar uma doença ou julgar um tratamento.

Leia mais sobre como filmar vídeos de ciências no curso online de jornalismo científico da World Federation of Science Journalists. Todas as dez lições estão disponíveis gratuitamente em inglês, árabe, francês, espanhol, português, chinês e turco.