Como conseguir melhores resultados de ferramentas de investigação: Google.com

porTemi Adeoye
Jun 1, 2016 em Jornalismo de dados

Na era do jornalismo digital, técnicas avançadas de busca online estão se tornando habilidades necessárias para carreiras de sucesso em jornalismo. Com centenas de milhões de sites indexados, o Google é, sem dúvida, o motor de busca mais poderoso, mas é fácil perder boa parte desse poder se não conhecemos as melhores técnicas para fazer perguntas. Embora o Google quase sempre tenha respostas, o objetivo é encontrar as mais relevantes.

Felizmente, há uma série de técnicas de busca que os jornalistas (e pesquisadores em geral) podem usar ​​para melhorar drasticamente os resultados de pesquisa. Como tudo na vida, requer um pouco de tenacidade, mas não é difícil de aprender. Este guia destina-se a ajudar os jornalistas profissionais e cidadãos a entenderem melhor como funciona o Google. Explica como usar uma variedade de operadores de pesquisa e técnicas para reduzir os resultados da pesquisa. Vamos começar.

1. Considere frases exatas

Procurando uma agulha num palheiro? Uma das técnicas mais básicas na busca no Google é declarar explicitamente o que você está procurando, digitando frases entre aspas. Isto é especialmente relevante quando as frases têm três ou mais palavras. Se você simplesmente digita um monte de palavras, o Google vai assumir que essas palavras poderiam estar em qualquer ordem. Mas se você colocar aspas em torno delas, o Google vai saber que você está procurando essa frase na ordem exata das palavras, e retorna os resultados que potencialmente lhe trazem mais perto da resposta certa.

Assim, por exemplo, se estamos interessados ​​na busca de um "mercado de agricultores em Lagos", e estamos à procura de resultados que correspondem exatamente a nossa consulta, colocando as palavras de pesquisa entre aspas nos dá resultados invariavelmente mais focados e menores. Nas imagens abaixo, procurando sem aspas obtemos 254.000 resultados, mas ao usarmos aspas os resultados são reduzidos para 323, eliminando um resultado colossal de 253.677 links irrelevantes.

Screen Shot 2016-05-24 at 3.42.46 PM.png

 

Screen Shot 2016-05-24 at 3.44.24 PM.png

2. Exclua palavras

Agora, 323 resultados é bem melhor que 254.000 resultados. No entanto, se examinarmos a página de resultados, o primeiro resultado -- que é, na maioria dos casos, o mais relevante -- parece estar se referindo a um Lagos em Portugal. Assumindo que estamos interessados em Lagos, Nigéria, precisamos encontrar uma maneira de excluir Portugal de nossa lista de resultados. Para fazer isso, nós simplesmente excluímos Portugal dos resultados retornados, colocando "-Portugal" na nossa pesquisa. Na imagem abaixo, você pode ver que diminuímos os resultados de 182 para 141. O primeiro resultado é agora também um link de Páginas Amarelas, o que é mais provável que seja o que estamos procurando.

3. Use operadores de sites (site:)

Assumindo que sabemos com certeza que as informações que precisamos está nas Páginas Amarelas (Yellow Pages), podemos estreitar ainda mais a nossa pesquisa para o site específico usando um operador único, chamado "site". O operador "site" permite restringir os resultados de busca para sites especificados. No exemplo do mercado de agricultores em Lagos, podemos reduzir os resultados a dois, especificando que o Google restrinja a sua pesquisa para yellowpages.net.ng.

4. Use operadores do tipo do arquivo (filetype:)

Às vezes, estamos mais interessados em tipos específicos de arquivos como PDF, documento de Word, planilha de Excel, etc. O Google nos dá o poder de filtrar os resultados de busca por tipos de arquivos usando a palavra-chave "filetype". Usando o exemplo do mercado de agricultores de Lagos, podemos diminuir a resultados em PDF como mostrado abaixo.

Screen Shot 2016-05-24 at 10.12.47 PM.png

Substituir filetype:pdf por filetype:xls gera resultados em formato de Microsoft Excel e por filetype:doc gera resultados em Microsoft Word.

5. Escolha suas palavras cuidadosamente 

Esta não é uma dica técnica, mas é muito crucial. Entender o jargão utilizado no campo do seu interese vai levar a melhores resultados. Por exemplo, consultas de pesquisa como "taxa de mortalidade" provavelmente vão retornar resultados mais relevantes do que "taxa de morte".

Esta lista contém algumas das técnicas de busca avançadas utilizadas com mais frequência. Foi projetada para aguçar o apetite e levá-lo a repensar a forma como você aborda a pesquisa no Google. Está, portanto, longe de ser completa. Dê uma olhada na própria página de pesquisa avançada do Google e nos recursos adicionais no googleguide.com por Nancy Blachman e Jerry Peek, dois especialistas que não são afiliados ao Google. Depois de entender estas técnicas, tente uma combinação de qualquer uma ou todas para tirar o melhor proveito desse poderoso motor de pesquisa.

Imagem principal sob licença CC no Flickr via Martin Kleppe