Cobertura de Saúde Pública - Fazendo a matéria ser sua…

por Renata Johnson
Nov 20, 2008 em Jornalismo investigativo

Um editor pode até deixar um release na mesa de um repórter e pedir uma matéria, mas muitas vezes é o repórter que tem idéias.

As idéias para matérias de saúde pública estão em todas as partes, não só em desastres como epidemias. Muitas seções geram notas de saúde em algum momento, quase sempre em decorrência de uma outra matéria que estão cobrindo. Legisladores no congresso, por exemplo, freqüentemente tocam em pontos relacionados com a saúde ambiental, que podem ser desenvolvidos e resultar em uma matéria completa.

Anote esta regra geral: Um release sempre deve ser tratado como uma dica e não uma notícia completa. Oferece um bom ponto de partida para uma matéria. Muitas vezes, porém, os jornalistas caem na armadilha da preguiça. O que fazem é reescrever o comunicado sem fazer nenhuma investigação. Assim são apenas mensageiros de quem escreveu o release. Cobrir um só lado dos fatos não é apenas um jornalismo fraco, mas também é CHATO.

Quando chega um news release, a primeira pergunta que você deve fazer a si mesmo é se realmente se trata de uma notícia. Qual é a importância? Para saber mais, pode ser que você tenha que ir para a fonte que originou o comunicado e pedir um esclarecimento.

Os jornalistas têm que obter perspectivas diferentes sobre um comunicado de imprensa. Isto não deve tomar muito tempo e garante a originalidade da sua matéria. Se por exemplo, uma organização emite uma declaração promovendo sua última pesquisa médica ou um novo medicamento ou equipamento, por exemplo, tente obter a reação de outros grupos como ONGs, acadêmicos independentes, funcionários do governo e outros. Se as respostas são uma forte crítica às declarações, informe a organização sobre isto, pedindo que comente.

Igualmente, se um grupo de campanha circula uma nota de imprensa pedindo que o governo a proíba algo, investigue o quê empresários, funcionários do governo e cientistas independentes estão pensando.

Quando um release se refere a um relatório ou pesquisa publicados, obtenha uma cópia do relatório; pode ser que a nota de imprensa não contenha toda a informação necessária.

Outra maneira de desenvolver fontes e novas idéias para matérias é, obviamente, assinando listas por correio normal ou eletrônico, ou por fax. O assessores de imprensa têm muito interesse de que seus releases e comunicados cheguem às mãos dos jornalistas, mas geralmente é responsabilidade dos jornalistas colocar seus nomes nestas listas.

** Esta informação é da Fundação Reuters e o artigo original está em inglês.